Gerhard Ertl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gerhard Ertl Medalha Nobel
Química
Nacionalidade Alemanha Alemão
Residência  Alemanha
Nascimento 10 de Outubro de 1936 (77 anos)
Local Stuttgart
Atividade
Campo(s) Química
Instituições Universidade de Hanôver, Universidade de Munique, Universidade Técnica de Munique, Universidade Livre de Berlim, Universidade Técnica de Berlim, Instituto Fritz Haber da Sociedade Max Planck, Universidade Humboldt de Berlim
Alma mater Universidade de Stuttgart, Universidade Técnica de Munique
Orientador(es) Heinz Gerischer
Prêmio(s) Prêmio Gottfried Wilhelm Leibniz (1991), Medalha Bunsen (1992), Prêmio Japão (1992), Prêmio Karl Ziegler (1998), Prêmio Wolf de Química (1998), Nobel prize medal.svg Nobel de Química (2007)
Notas Membro da Pontifícia Academia das Ciências

Gerhard Ertl (Estugarda, 10 de Outubro de 1936) é um físico alemão.

Foi galardoado com o Nobel de Química de 2007. É professor emérito no Departamento de Química Física, no Instituto Fritz-Haber da Max-Planck-Gesellschaft em Berlim.

De 1955 a 1957 estudou na Universidade de Estugarda, entre 1957 a 1958 na Universidade de Paris e entre 1958 a 1959 estudou na Universidade de Munique. Completou o Diploma em Física (equivalente ao grau de mestre) na Universidade Técnica de Estugarda em 1961. Em 1965 obteve um doutorado na Universidade Técnica de Munique.

Carreira académica[editar | editar código-fonte]

Depois de completar o doutoramento, tornou-se assistente e professor na Universidade Técnica de Munique (1965-1968). De 1968 a 1973, foi Professor e Director na Universidade Técnica de Hannover.

Foi professor no Instituto de Física e Química, Universidade de Munique de 1973 a 1986. Durante os anos setenta, foi também professor convidado do Instituto de Tecnologias da Califórnia, da Universidade de Wisconsin-Milwaukee e da Universidade da Califórnia em Berkeley.

Em 1986 Gerhard Ertl foi professor na Universidade Livre de Berlim e na Universidade Técnica de Berlim. Foi director do Instituto Fritz Haber de 1986 até sua retirada em 2004. Foi professor na Universidade Humboldt de Berlim em 1996.

Pesquisas[editar | editar código-fonte]

Gerhard Ertl é conhecido por saber ao detalhe o mecanismo molecular da síntese catalítica do gás amoníaco em contacto com o ferro (processo Haber-Bosch) e a oxidação catalítica do monóxido de carbono em contacto com o paládio (transformação catalítica).

Durante as suas pesquisas descobriu um fenômeno muito importante nas reacções oscilatórias, tendo usado um microscópio de fotoelétron o primeiro a captar imagens das mudanças oscilantes que aconteciam durante uma reacção.

Usou sempre técnicas de observação muito inovadoras como a LEED (low energy electron diffraction, difração de elétron de baixa energia, em inglês) no começo da sua carreira, o espectroscópio ultravioleta de fotoelétron (ultraviolet photoelectron spectroscopy) e o microscópio de corrente de tunelamento (scanning tunneling microscope).

Ganhou o Prêmio Wolf de Química de 1998 com Gabor UM. Somorjai da Universidade da Califórnia, Berkeley.

Gerhard Ertl fundou uma escola de metodologia experimental mostrando como obter-se resultados seguros na difícil área de pesquisa da ciência de superfícies. Suas descobertas forneceram as bases científicas da moderna química de superfícies: sua metodologia é utilizada tanto na pesquisa acadêmica quanto no desenvolvimento industrial de processos químicos.

Gerhard Ertl foi agraciado com o Nobel de Química de 2007. O prémio tinha o valor de 10 milhões de SEK, sendo anunciado no 71º aniversário de Ertl.

O Santo Padre nomeou como membro ordinário da Pontifícia Academia das Ciência o professor Gerhard Ertl, docente de Físico-química no Fritz-Haber-Institut der Max-Planck-Gesellschaft, em Berlim (República Federal da Alemanha). O professor nasceu em Stuttgart, em 1936, e estudou física na Universidade de Stuttgart, Paris e Mônaco da Baviera, obtendo da Universidade Tecnológica de Mônaco da Baviera, em 1965, o título de Doutor rer. nat. em Físico-química.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Gilbert Stork e Samuel Danishefsky
Prêmio Wolf de Química
1998
com Gábor Somorjai
Sucedido por
Raymond U. Lemieux
Precedido por
Roger Kornberg
Nobel de Química
2007
Sucedido por
Osamu Shimomura, Martin Chalfie e Roger Tsien


Portal A Wikipédia possui o portal:
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.