Aquífero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea1 . São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la. Esses reservatórios móveis aos poucos abastecem rios e poços artesianos. Podem ser utilizadas pelo homem como fonte de água para consumo. Tal como ocorre com as águas superficiais, demandam cuidados para evitar a sua contaminação. O uso crescente pela indústria, agricultura e consumo humano ameaça os aquíferos e coloca esse assunto na agenda ambiental do mundo todo.


Tipos de aquíferos[editar | editar código-fonte]

Podemos dizer que existem essencialmente três tipos de aquíferos1 :

  • Porosos - a água circula através de poros. As formações geológicas podem ser detríticas (ex. areias limpas), por vezes consolidadas por um cimento (ex. arenitos, conglomerados, etc.)
  • Fraturados e/ou fissurados - a água circula através de fracturas ou pequenas fissuras. As formações podem ser granitos, gabros, filões de quartzo
  • Cársticos - a água circula em condutas que resultaram do alargamento de diaclases por dissolução. As formações são os diversos tipos de calcários.

Confinado[editar | editar código-fonte]

É um reservatório natural em que a água preenche por completo o volume de vazios do mesmo, solo saturado. É limitado superior e inferiormente por materiais impermeáveis, em que a água é sujeita a uma pressão hidrostática superior à pressão atmosférica.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Zimbres, Eurico. 2007. Ocorrência de água subterrânea. acessado em MeioAmbiente.pro.br a 14 de maio de 2009
Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.