Nancy Spungen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nancy Spungen
Nome completo Nancy Laura Spungen
Nascimento 27 de Fevereiro de 1958
Pensilvânia
 Estados Unidos
Morte 12 de outubro de 1978 (20 anos)
Nova Iorque, NY
 Estados Unidos
Ocupação groupie

Nancy Laura Spungen (27 de fevereiro de 195812 de outubro de 1978) foi uma groupie que ganhou notoriedade com o filme Sid and Nancy, que retrata seu envolvimento com o baixista Sid Vicious, integrante da banda britânica Sex Pistols. Spungen tem sido motivo de muita controvérsia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Infância[editar | editar código-fonte]

Nasceu no dia 27 de Fevereiro de 1958 na Pensilvânia nos Estados Unidos. Filha de Frank e Deborah Spungen, Nancy Laura Spungen nasceu prematura e apresentou sintomas de cianose, doença que deixa a pele e as membranas mucosas com uma coloração azulada.

Desde pequena, Nancy era hiperativa e constantemente agredia seus dois irmãos, Susie e David. Ela alega ter tentado matar sua babá e, durante uma briga com sua mãe, a atacou com um martelo e dizia odiar seus pais. Aos 11 anos foi expulsa da escola pública e recebeu tratamento psicológico. Por sofrer de depressão, já tentou suicídio várias vezes e assim seus pais a mandaram a escolas para crianças especiais.

Nova York[editar | editar código-fonte]

Era usuária de drogas. Fugiu para Nova York aos 17 anos e começou a trabalhar como prostituta e stripper em bares. Sempre se relacionava com integrantes de bandas famosas, como os de Aerosmith e Ramones e estava sempre ao lado de Jerry Nolan, baterista da banda New York Dolls, que dizia utilizar Nancy para comprar drogas e nada mais.

Após uma de suas várias tentativas de suicídio, ela, seguindo o conselho de um amigo, se muda para Londres. Lá no apartamento de Linda Ashby, uma prostituta, Nancy conhece Sid Vicious por intermédio de Johnny Rotten.

Sid e Nancy[editar | editar código-fonte]

Devido à natureza das groupies, personalidade que Nancy honrava, tentou se relacionar com Rotten, que a dispensou com seu comportamento áspero. Durante sua estadia no apartamento de Linda, ela dividiu o mesmo colchão na sala de estar com Sid, que também lá morava. Sobre sua relação com Sid, Nancy disse:

Cquote1.svg Nós dormimos na mesma cama durante 5 noites antes de transar. Ele não me atraia sexualmente. uma noite estávamos voltando do Roxy e eu disse a ele: "Essa noite vamos transar...". Nós fomos pra casa e fizemos, fizemos isto pelo quarto, no banheiro e em todos os lugares. Eu o acho sexualmente atraente agora. Eu o ensinei todas as coisas que precisava saber.Eu pus aquela aura sexual em Sid, ele era um lindo virgem antes. Ele foi mudado por mim como nunca tinha sido antes, ele estava encantado comigo Cquote2.svg

Nancy não agradava a todos. Os amigos de Sid tentavam alertá-lo sobre os interesse de Nancy em sua fama e em arrumar um companheiro usuário de drogas, mas ele não se importava com os comentários e dizia que eram para fazer intrigas, Sid estava começando a entrar em um mundo totalmente diferente por causa de Nancy.

Foi com Nancy que Sid experimentou heroína e passou a ser usuário frequente.Diziam que o relacionamento dos dois era diferente, Nancy sempre mandava, impunha o que queria e era grossa com Sid, que a obedecia. Parecendo mais mãe e filho do que um casal de namorados propriamente dito. Por causa da relação dos dois, Rotten e Sid já não eram tão amigos assim. Johnny bem que tentou afastar os dois e abrir-lhe os olhos, então, decepcionado com o novo vício do amigo, eles se afastaram quase totalmente.

Após darem uma passadinha em Paris para Sid gravar o famoso clip de "My Way" e outras cenas para o filme The Great Rock and Roll Swindle, os Pistols acabaram e Sid foi morar com Nancy no hotel Chelsea em Nova York.

Sid começou uma carreira solo. Nancy era sua empresária e no final tentou fazer Backing Vocal. Montou o Vicious White Kids. Músicos como Johnny Thunders, Rat Scabies e Glen Matlock (o primeiro baixista do Sex Pistols, antes de Sid) fizeram parte desse projeto, mas a carreira de Sid estava fadada ao fracasso...

O Fim[editar | editar código-fonte]

Vivendo no Hotel Chelsea, em Nova York e tentando montar uma carreira solo, um trágico acontecimento iria mudar o destino do casal.

Segundo os conhecidos, nessa época, Sid e Nancy brigavam muito. Pouco antes da fatalidade, Nancy teria ligado para a sua mãe dizendo que Sid teria lhe batido. Boatos dizem que Sid batia em Nancy com seu baixo. Eles viviam, noite após noite, atrás de heroína e todo dinheiro que ganhavam com os shows também era para financiar o vício.

Na manhã de 12 de Outubro de 1978, Nancy foi encontrada morta a facadas no banheiro do quarto 100, onde eles viviam.

Há várias versões sobre o que aconteceu. Uma delas é que Nancy e Sid, após de uma dose forte de heroína brigam e Sid pega um canivete que Nancy havia dado a ele de presente e a esfaqueia. Nancy foi achada no banheiro, com um ferimento só abaixo do abdômen. Também há outra versão, que fala sobre a inocência de Sid. Diz que, antes do crime, que seu fornecedor de drogas havia dado a Sid um coquetel com quase 85% de heroína pura, que teria feito Sid quase morrer de overdose. Nesse meio-tempo, o fornecedor, teria matado Nancy. Quando Sid foi preso, ele estava tão mal por causa de seu coquetel, que antes teve que ir em um hospital de reabilitação.

Outras versões da morte de Nancy é que Sid havia recebido um cheque de 14 mil dólares e muita gente desconhecida (que sabia do tal cheque) estava rondando o hotel ou até que a própria Nancy se matou, após fazer um pacto de morte com seu amado, Sid. Curiosamente, Dee Dee Ramone, velho amigo de Sid, escreveu a música Love Kills, onde realmente diz que eles haviam feito um pacto de morte. A música foi gravada com os Ramones para a trilha-sonora do filme Sid & Nancy - O Amor Mata, de Alex Cox. Mas, infelizmente, acabou sendo não usada.

Referências

  • A mãe de Nancy, Deborah Spungen, escreveu no ano de 1983, um livro sobre sua filha com o título de "And I Don't Want to Live This Life" (E Eu Não Quero Viver Esta Vida), que foi uma frase retirada de um poema escrito por Sid à sua filha.
  • Em 1986, Alex Cox escreveu e dirigiu o filme Sid & Nancy - O Amor Pode Matar/O Amor Mata com Chloe Webb no papel de Nancy Spungen e Gary Oldman interpretando Sid Vicious.
  • A música "Butterfly" da banda Crazy Town faz referências à relação de Sid e Nancy
  • Os Ramones possuem músicas com os títulos " Don't Want To Live This Life (Anymore)" e "Love Kills".
  • A música "Sid Vicious Was Innocent" da banda escocesa The Exploited, faz referência direta para a inocência de Sid.
  • A música "Dead n' Gone" da banda finlandesa The 69 Eyes faz referência ao casal.
  • O casal Oosaki Nana e Honjo Ren do anime Nana é baseado em Sid e Nancy, sendo Ren baseado na suposta nancy e a inocência de Sid em Nana
  • Em um especial de Dia dos Namorados dos Simpsons, foi feita uma paródia de Sid e Nancy, onde Lisa Simpson fazia o papel de Nancy e Nelson Muntz interpretou Sid. A heroína foi substituída por chocolate.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]