Nervo vestibulococlear

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Nervo: Nervo vestibulococlear
Gray789.png
A trajetória e as conexões do nervo facial no osso temporal
Gray's subject #203
MeSH Vestibulocochlear+Nerve

O nervo vestíbulo-coclear (também conhecido como nervo auditivo ou nervo acústico) constitui, com o homólogo contralateral, o oitavo (VIII) par de nervos cranianos.

É puramente sensitivo, penetra na ponte na porção lateral do sulco bulbo-pontino, entre a emergência do VII par e o flóculo do cerebelo, região denominada ângulo ponto-cerebelar. constituído de duas porções: a porção coclear está relacionada a fenômenos da audição e a porção vestibular com o equilíbrio. Embora unidas em um tronco comum, tem origem, funções e conexões centrais diferentes.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Este nervo, junto com as células sensoriais do ouvido interno transmite informações para o cérebro. Ele consiste do nervo coclear, que carrega informação auditiva, e o nervo vestibular, que carrega informações sobre o equilíbrio. Ele sai da medula oblonga (bulbo) e entra no interior do crânio através do meato acústico interno na porção petrosa do osso temporal, junto com o nervo facial e intermédio.

Funções[editar | editar código-fonte]

O oitavo par craniano possui duas funções principais. A primeira é necessária para transportar a informação de sensação vestibular - ou seja, a posição e movimento da cabeça. Secundariamente ele é usado para audição.

Inervações[editar | editar código-fonte]

O nervo se divide em dois ramos grandes - o nervo coclear e o nervo vestibular. Mais amplamente, o nervo coclear inerva a cóclea, ao passo que o nervo vestibular vai para o aparelho vestibular.

A parte vestibular é formada por fibras que se originam dos neurônios sensitivos do gânglio vestibular, que conduzem impulsos nervosos relacionados com equilíbrio, originados em receptores da porção vestibular do ouvido interno.

A parte coclear do VIII par é constituída de fibras que se originam dos neurônios sensitivos do gânglio espiral e que conduzem impulsos nervosos relacionados com a audição originados no órgão espiral (de Corti), receptor da audição, situado na cóclea. Às fibras do nervo vestíbulo-coclear classificam-se como aferentes somáticas especiais. (MACHADO, 2006)

Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.