O Povo da Liberdade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde setembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
O Povo da Liberdade
Il Popolo della Libertà
Líder Dennis Verdini (2009-2013)
Sandro Bondi
(2009-2013)
Ignazio La Russa (2009-2012)
Presidente Silvio Berlusconi (2009-2013)
Secretário Angelino Alfano (2011-2013)
Porta voz Daniele Capezzone (2009-2013)
Fundação 27 de março de 2009
Dissolução 16 de novembro de 2013
Sede Roma,  Itália
Ideologia Liberalismo
Conservadorismo
Democracia cristã
Espectro político Centro-direita
Antecessor Força Itália
Aliança Nacional
Sucessor Força Itália
Afiliação europeia Partido Popular Europeu
Grupo no Parlamento Europeu Partido Popular Europeu
Cores
  Azul
Silvio Berlusconi, presidente do Povo da Liberdade.

O Povo da Liberdade (PdL; em italiano: Il Popolo della Libertà) foi um partido político italiano de centro-direita. Foi dissolvido no fim de 2013 e seus membros distribuíram-se no grupo de Força Itália e do neopartido Novo Centro-direita.

Nasceu da união dos dois principais partidos de centro-direita italianos, ativos nos anos 1990: Forza Italia, de tendência liberal-conservadora, e Aliança Nacional, partido pós-fascista transformando-se em uma força conservadora de âmbito europeu. A estes se juntaram diversos partidos menores de diferentes extrações, muitos dos quais fizeram parte da Casa delle Libertà a partir de 2001. Em geral, os membros do PdL provêm principalmente de três partidos da Primeira República: a Democracia Cristã, o Movimento Social Italiano e o Partido Socialista Italiano.

Lançado durante um comício por Silvio Berlusconi wm 18 de novembro de 2007 em Milão na Piazza San Babila, o PdL constituiu-se como uma federação de partidos políticos em 27 de fevereiro de 2008 e realizou seu congresso constitutivo em março de 2009. No âmbito europeu, o partido faz parte do Partido Popular Europeu, que reúne democratas cristãos mas que recentemente se abriu a forças mais laicas e liberais e outras mais conservadoras.

Nas eleições italianas de 2008, o PdL tornou-se a principal formação política italiana em número de sufrágios (37,4% dos votos) firmando uma aliança com a Liga Norte, no centro-norte do país, e com o Movimento pelas Autonomias, no sul, com os quais formou o quarto governo Berlusconi.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Itália é um esboço relacionado ao Projeto Europa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.