Observatório Espacial Herschel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde agosto de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Current event marker.png
Este artigo ou seção contém material sobre uma missão espacial atual.
As informações podem mudar durante o progresso da missão.
CELstart-rocket.png
Observatório Espacial Herschel
Herschel Space Observatory.jpg
Operação União EuropeiaESA / Estados UnidosNASA
Tipo de missão Observatório espacial
Lançamento 14 de Maio de 2009
Local do Lançamento Kourou, Guiana Francesa
Veículo de Lançamento Ariane 5
Duração da missão cerca de três anos
Massa 3,300 kg


O Observatório Espacial Herschel é um projeto de sonda espacial da Agência Espacial Européia - ESA, anteriormente denominada de: Far Infrared and Sub-millimetre Telescope ou simplesmente FIRST. Uma tradução para o português seria: Telescópio de infravermelho longínquo e de comprimento de onda sub-milimétrico.

Deverá ser o primeiro telescópio a cobrir a faixa que vai do infravermelho à faixa do sub-milímetro do espectro eletromagnético, além de ser o telescópio com o maior espelho já construído para uma sonda no espaço.

Seu nome vem do astrónomo britânico de nome William Herschel, que descobriu em 1800 a existência de uma faixa do espectro eletromagnético fora da luz visível que hoje é denominada de infravermelho.

O telescópio estará situado a cerca de 1,5 milhões de quilômetros de distância da Terra e ficará no segundo Ponto de Lagrange (L2) no sistema Terra-Sol.

O Observatório Espacial Herschel terá cerca de 9 metros de altura e 4,3 metros de largura, tendo uma massa de 3,25 toneladas. O espelho será feito de carboneto de silício que é uma liga leve e resistente a fadiga e a temperaturas extremas. O seu espelho terá cerca de 3,5 metros de diâmetro e deverá coletar luz de objetos muito distantes e pouco conhecidos, tais como de galáxias recém-nascidas a milhares de milhões de anos-luz de distância e deverá dirigir esta luz sobre os detectores que deverão funcionar a temperaturas próximas do zero absoluto.

Instrumentos[editar | editar código-fonte]

Os instrumentos do telescópio são:

  • PACS, uma câmera de média resolução e um espectrômetro capaz de enxergar os comprimentos de onda de 60 a 210 micrômetros.
  • SPIRE, uma câmera e um espectrômetro sensível a comprimentos de onda de 200 a 670 micrômetros.
  • HIFI, Um espectrômetro de alta resolução que combina a leitura de ondas com freqüência de 480 a 1250 e de 1410 a 1910 GHz (correspondente ao comprimento de onda de 157 a 625 micrômetros).

Sumário[editar | editar código-fonte]

  • Data de lançamento: 14 de maio de 2009
  • Fim da missão: 2010-2011
  • Veículo de lançamento: Ariane 5
  • Massa quando do lançamento: 3300 kg
  • Energia produzida pela sonda: 1kW
  • Diâmetro do telescópio: cerca de 3,5 m
  • Estágio atual da missão: em implementação.
  • Órbita: órbita de Lissajous no segundo ponto de Lagrange, situado entre o sistema Terra-Sol (L2).

Objetivos da missão[editar | editar código-fonte]

  • Estudar a formação das galáxias no início do Universo e a sua subseqüente evolução.
  • Investigar a criação das estrelas e de sua interação com o meio interestelar.
  • Observar a composição química da atmosfera e da superfície de cometas, de planetas e de suas luas.
  • Examinar a química molecular do Universo.

Cooperação[editar | editar código-fonte]

O Observatório Espacial Herschel é a junção de esforços de 10 países e de 40 diversas organizações que se uniram nesta empreitada espacial, sob a supervisão da ESA - European Space Agency. Algumas das organizações participantes: Jet Propulsion Laboratory (JPL), California Institute of Technology e a Infrared Processing and Analysis Center (IPAC).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]