Observatório Espacial Herschel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde agosto de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.


Current event marker.png
Este artigo ou seção contém material sobre uma missão espacial atual.
As informações podem mudar durante o progresso da missão.
CELstart-rocket.png
Observatório Espacial Herschel
Herschel Space Observatory.jpg
Operação União EuropeiaESA com contribuições significativas de NASA
Tipo de missão Observatório espacial
Lançamento 14 de Maio de 2009
Local do Lançamento Kourou, Guiana Francesa
Veículo de Lançamento Ariane 5
Duração da missão cerca de três anos
Massa 3,300 kg


O Observatório Espacial Herschel é um projeto de sonda espacial da Agência Espacial Européia - ESA, anteriormente denominada de: Far Infrared and Sub-millimetre Telescope ou simplesmente FIRST. Uma tradução para o português seria: Telescópio de infravermelho longínquo e de comprimento de onda sub-milimétrico.

Deverá ser o primeiro telescópio a cobrir a faixa que vai do infravermelho à faixa do sub-milímetro do espectro eletromagnético, além de ser o telescópio com o maior espelho já construído para uma sonda no espaço.

Seu nome vem do astrónomo britânico de nome William Herschel, que descobriu em 1800 a existência de uma faixa do espectro eletromagnético fora da luz visível que hoje é denominada de infravermelho.

O telescópio estará situado a cerca de 1,5 milhões de quilômetros de distância da Terra e ficará no segundo Ponto de Lagrange (L2) no sistema Terra-Sol.

O Observatório Espacial Herschel terá cerca de 9 metros de altura e 4,3 metros de largura, tendo uma massa de 3,25 toneladas. O espelho será feito de carboneto de silício que é uma liga leve e resistente a fadiga e a temperaturas extremas. O seu espelho terá cerca de 3,5 metros de diâmetro e deverá coletar luz de objetos muito distantes e pouco conhecidos, tais como de galáxias recém-nascidas a milhares de milhões de anos-luz de distância e deverá dirigir esta luz sobre os detectores que deverão funcionar a temperaturas próximas do zero absoluto.

Instrumentos[editar | editar código-fonte]

Os instrumentos do telescópio são:

  • PACS, uma câmera de média resolução e um espectrômetro capaz de enxergar os comprimentos de onda de 60 a 210 micrômetros.
  • SPIRE, uma câmera e um espectrômetro sensível a comprimentos de onda de 200 a 670 micrômetros.
  • HIFI, Um espectrômetro de alta resolução que combina a leitura de ondas com freqüência de 480 a 1250 e de 1410 a 1910 GHz (correspondente ao comprimento de onda de 157 a 625 micrômetros).

Sumário[editar | editar código-fonte]

  • Data de lançamento: 14 de maio de 2009
  • Fim da missão: 2010-2011
  • Veículo de lançamento: Ariane 5
  • Massa quando do lançamento: 3300 kg
  • Energia produzida pela sonda: 1kW
  • Diâmetro do telescópio: cerca de 3,5 m
  • Estágio atual da missão: em implementação.
  • Órbita: órbita de Lissajous no segundo ponto de Lagrange, situado entre o sistema Terra-Sol (L2).

Objetivos da missão[editar | editar código-fonte]

  • Estudar a formação das galáxias no início do Universo e a sua subseqüente evolução.
  • Investigar a criação das estrelas e de sua interação com o meio interestelar.
  • Observar a composição química da atmosfera e da superfície de cometas, de planetas e de suas luas.
  • Examinar a química molecular do Universo.

Cooperação[editar | editar código-fonte]

O Observatório Espacial Herschel é a junção de esforços de 10 países e de 40 diversas organizações que se uniram nesta empreitada espacial, sob a supervisão da ESA - European Space Agency. Algumas das organizações participantes: Jet Propulsion Laboratory (JPL), California Institute of Technology e a Infrared Processing and Analysis Center (IPAC).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]