Ono no Komachi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ono no Komachi (por Ogura Hyakunin Isshu)

Ono no Kumachi' (小野 小町) (ca. 825900 (75 anos)) foi uma poetisa japonesa, que se distinguiu no género Waka, sendo considerada um dos seis melhores poetas deste género: os Rokkasen, durante o período Heian. A sua beleza tornou-se proverbial e é mesmo um dos símbolos da beleza feminina, no Japão.

Vida e lenda[editar | editar código-fonte]

O local de nascimento e morte de Komachi é incerto. De acordo com certa tradição, terá nascido na actual província de Akita. Desconhece-se, também, o seu estatuto social. Talvez fosse uma das esposas do imperador de baixo nível hierárquico - talvez o imperador Nimmyō (c. 833-850).

Como poetisa, especializou-se em temas amorosos. A maior parte dos seus Waka referem-se à ansiedade, solidão ou amor apaixonado. É a única mulher referida no prefácio do Kokinshu, que descreve o seu estilo como "contendo a ingenuidade própria do estilo antigo mas, também, delicadeza".

Existem várias lendas a respeito das paixões de Komachi, sendo a mais famosa a que a relaciona com Fukakusa no Shosho, um importante cortesão. Komachi ter-lhe-ia prometido que se a visitasse cem noites consecutivas, tornar-se-ia sua amante. Fukakusa no Shosho visitou-a todas essas noites mas falhou uma vez. Em desespero, o cortesão adoeceu e morreu. Komachi terá ficado profundamente transtornada com a sua responsabilidade no caso.

Ono no Komachi na velhice, gravura de Tsukioka Yoshitoshi

Legado[editar | editar código-fonte]

A figura de Komachi foi por várias vezes aproveitada como personagem da literatura japonesa de períodos posteriores, incluindo duas peças de teatro Noh: Sotoba Komachi e Komachi at Sekidera. Tais obras têm a tendência para focar o seu talento para a composição de waka, mas também para as suas supostas relações amorosas, abundando os comentários moralistas em relação à sua leviandade. A velhice de Komachi é também frequentemente referida, retratando-se o seu abandono pelos antigos amantes e o consequente arrependimento da poetisa pela sua inconstância amorosa. Tais descrições são, no entanto, fantasiosas e alegóricas, influenciadas pelo pensamento moral budista, de modo que qualquer semelhança com a realidade histórica será apenas uma coincidência. Contudo, diversos poemas seus, sendo autobiográficos, têm, com esta visão, alguns pontos de contacto.

Em sua honra, o Akita Shinkansen foi apelidado de Komachi. Existe, ainda, uma variedade de arroz, o Akita Komachi, que enverga o seu nome.

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • HIRSHFIELD, Jane, MARIKO Aratani (tradutores),The Ink Dark Moon: Love Poems by Ono no Komachi and Izumi Shikibu, Women of the Ancient Court of Japan, New York, Vintage Books, 1990

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Ono no Komachi
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.