Patrulha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.

Patrulha é uma formação organizacional com objetivo bélico, com o fim de estabelecer a "ronda ostensiva" ou "patrulha (propriamente dita)", para "estabelecimento da segurança e guarda, a soberania nacional". É muito comum hoje a figura de dois ou três guardas em rondas ostensivas, a pé – chamados carinhosamente nas grandes cidades de "Cosme e Damião" ou "Cosme, Damião e Doum", fazendo referência aos "santos - da - Igreja" – ou a cavalo.

A patrulha também se estabelece no mar e no ar, em naves de guerra ou de confronto, de aproximadamente cinco tripulantes (em média), lembrando a sua origem na "manopla romana", que era formada com cinco homens em ronda ostensiva de soberania nas cidades do antigo domínio do imperador – ou "comandante-em-chefe", "general-dos-generais" ou ainda "comandante-supremo" de todos os exércitos ou forças armadas (envolvendo unidades de terra e mar) de Roma – em uma estrutura que se desenvolvia da manopla (cinco homens), sendo que duas manoplas formavam uma decúria (dez homens) sob comando de um decurião, dez decúrias formando uma centúria (cem homens) sob comando de um centurião, dez centúrias formando uma falange (mil homens) sob comando de um tribuno e dez falanges formando uma legião (dez mil homens) sob comando de um cônsul, estabelecendo a segurança e a ordem chamada de "Pax Romana", permitindo aos cidadãos romanos exercer o trabalho em paz em todo o Império, segundo os fins da constituição de Roma, "... do povo para o povo e pelo povo ...", conforme palavras de Cícero, senador romano.

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.