Piraúba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Município de Piraúba
"Cidade Sorriso"
Bandeira desconhecida
Brasão de Piraúba
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Fundação 12 de dezembro de 1953
Gentílico piraubano (a), piraubense.
Lema Audatia Parvuli Vincunt
Com audácia os pequenos vencem
Prefeito(a) Maria Aparecida Roberto Ferreira (PT)
(2009–2012)
Localização
Localização de Piraúba
Localização de Piraúba em Minas Gerais
Piraúba está localizado em: Brasil
Piraúba
Localização de Piraúba no Brasil
21° 16' 33" S 43° 01' 33" O21° 16' 33" S 43° 01' 33" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008 [1]
Microrregião Ubá IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Ubá, Rio Pomba, Guarani, Astolfo Dutra, Tocantins
Distância até a capital 262 km
Características geográficas
Área 143,982 km² [2]
População 10 866 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 75,47 hab./km²
Altitude 380 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,759 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 59 140 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 5 396,49 IBGE/2008[5]
Página oficial

Piraúba é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população é 10.866 habitantes (2010).

História[editar | editar código-fonte]

João Antonio de Lemos Duarte Silva, nascido em Portugal, veio para o Brasil com seu tio José Antônio de Lemos Duarte Silva. Militar, com posto de Capitão, foi transferido, para cidade de Pomba, hoje Rio Pomba.Hábil negociante, conseguiu reunir finanças e adquiriu terras, dentre elas, a Fazenda Bom Jardim em 1866. Na localidade, formou-se povoado que deu origem a Vila de São Sebastião, hoje cidade de Piraúba.

Em 1866, foi inaugurada a Estrada de Ferro Leopoldina, que trouxe desenvolvimento à região. No ano de 1890 Piraúba foi elevado a distrito do município de Rio Pomba, do qual se emancipou em 12 de dezembro de 1953.[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Relevo, clima, hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município situa-se na Mesorregião da Zona da Mata e dista 262 km por rodovia da capital Belo Horizonte. Seu território é de 145 quilômetros quadrados. A sede tem altitude de 339 metros, tendo o município como ponto culminante o Morro do Bom Jardim, com altitude de 831 m. O clima é do tipo tropical, com temperatua média anual de 21°C. As terras do município estão inseridas na bacia do rio Paraíba do Sul, sendo banhadas pelos ribeirões Piraúba e Pirapetinga (ALMG).

Rodovias[editar | editar código-fonte]

População[editar | editar código-fonte]

Segundo o censo demográfico realizado em 2010 pelo IBGE, Piraúba possui uma população total de 10.866 habitantes, distribuída em 8.818 (81,15%) habitantes na zona urbana e 2.048 (18,85%) na zona rural.[3]

Sua população deriva da mestiçagem entre povos de origem indígena que já habitavam a região, europeus e negros descentes de escravos, os quais passaram a povoar o "Arraial do Bom Jardim" (antigo nome de Piraúba), a partir do século XIX.

Economia e infra-estrutura[editar | editar código-fonte]

Seus principais produtos agrícolas são: arroz em casca de sequeiro, arroz em casca de várzea úmida, banana, cana-de-açúcar, café, feijão, fumo (em folhas), laranja, mandioca, milho e tomate.

Na pecuária destacam-se, por ordem de importância: galináceos, bovinos, suínos, eqüinos, muares, caprinos e ovinos.

Hidrelétricas[editar | editar código-fonte]

A cidade possui em sua área ou entorno três PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas). São elas:

  • PCH Ponte
  • PCH Palestina
  • PCH Triunfo

Educação[editar | editar código-fonte]

  • Escolas:
    • E.E. "Professora Francisca Pereira Rodrigues" (1º e 2º grau)
    • E.M. "Monsenhor Ibraim Gomes Caputo" (1º grau)
    • E.E. "Aurélio Bento Salgado" (1º grau)
    • E.E. "Lafaiette Maurício Lopes" (1º grau)
    • E.M. "Dona Maria Duarte Braga" (1º grau)
    • E.M. "Professor José Pires de Lima" (Pré-primário)
    • Creche Municipal (Maternal e Pré-primário)

Centro Educacional Rosa Mistíca - APAE de Piraúba

Serviços públicos[editar | editar código-fonte]

  • Energia - Fornecedor: Energisa
  • Telefonia Móvel: Vivo, Tim, Claro.
  • Água e Esgoto - Concessionária:Copasa-Cia de Saneamento de Minas Gerais
  • Equipamentos de saúde (2006):
    • Hospitais: 0
    • Postos de Saúde: 01
    • PSF's: 03
    • Pronto-Socorro: 01

Operadoras de celulares[editar | editar código-fonte]

Personalidades e cultura[editar | editar código-fonte]

Recém inaugurada em Piraúba, a Casa de Cultura da cidade virou ponto de referência para relembrar o passado dessa cidade que teve a visita do imperador Pedro II do Brasil à Fazenda do Coronel João Gonçalves Vieira. Esta possui um acervo enorme sobre a cidade e seu povo, com várias fotos documentos e objetos à mostra para os visitantes.

O Carnaval de Piraúba,conta com vários blocos que animam os foliões e visitantes.

Dados Estatísticos[editar | editar código-fonte]

Pobreza e Desigualdade (IBGE 2003)[editar | editar código-fonte]

  • Incidência da Pobreza - 32,25%
  • Limite inferior da Incidência de Pobreza - 21,97%
  • Limite superior da Incidência de Pobreza - 42,53%
  • Incidência da Pobreza Subjetiva - 28,87%
  • Limite inferior da Incidência da Pobreza Subjetiva - 24,20%
  • Limite superior Incidência da Pobreza Subjetiva - 33,54%
  • Índice de Gini - 0,41
  • Limite inferior do Índice de Gini - 0,3

Instituições Financeiras (BACEN/MF 2007)[editar | editar código-fonte]

  • 2 agências
  • Operações de crédito - R$558.820.153,00
  • Depósitos à vista do governo - R$31.552.941,00
  • Depósitos à vista privados - R$272.707.098,00
  • Poupança - R$1.104.760.836,00
  • Depósitos a prazo - R$125.710.496,00
  • Depósitos por recebimento - R$167.074,00

Frota de Veículos (DENATRAN 2012)[7] [editar | editar código-fonte]

  • 1488 automóveis
  • 117 caminhões
  • 1 caminhão trator
  • 203 caminhonetes
  • 61 camionetas
  • 4 ciclomotores
  • 23 micro-onibus
  • 792 motocicletas
  • 53 motonetas
  • 13 onibus
  • 39 reboques
  • 2 semi-reboques
  • 3 side-car
  • 2 outros tipos
  • 3 utilitarios

Morbidades Hospitalares (DATASUS/MS 2007)[editar | editar código-fonte]

  • Doenças infecciosas e parasitária – 2 óbitos
  • Neoplasias de tumores - 1 óbito
  • Doenças do sangue, órgãos hematológicos e transtornos imunitários - 1 óbito
  • Doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas - 2 óbitos
  • Doenças do aparelho circulatório – 9 óbitos
  • Doenças do aparelho respiratório - 7 óbitos
  • Doenças do aparelho digestivo - 1 óbito
    • 23 óbitos totais (13 homens e 10 mulheres)

PIB Município (IBGE 2008)[5] [editar | editar código-fonte]

  • PIB a Preço de mercado corrente (1000 R$) - R$59.540,00
  • PIB per capita – R$5.396,49

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

João Antônio de Lemos, fundador do povoado, construiu uma capela que hoje é a matriz de São Sebastião. Duas imagens sacras, de grande importância para cultura e história da cidade, foram adquiridas em Portugal e até hoje permanecem expostas na igreja.

João Antônio, casou-se com Gertrudes Mendonça e teve um casal de filhos. Com escravas, concubinas e as mucamas teve sessenta filhos naturais, quase todos reconhecidos.

A partir dos anos 70, houve uma grande emigração da população para outros países, tais como: Estados Unidos, Bélgica e Itália. Por esse motivo, grande parte do capital que circula na cidade deriva do envio de dinheiro dessa massa de imigrantes que vivem no exterior, afetando diretamente a economia do município. Piraúba contou por 67 anos com um único vigário, o Monsenhor Ibrahim Gomes Caputo, que viveu entre 1930 a 1997 ano de seu falecimento.

Piraúba, na língua indígena, significa "peixe dourado", e a influência desta língua se faz presente nos nomes de suas ruas: Rua Opemá, Rua Tanguetá, Rua Guarupembé, Rua Tanguanhanha, Rua Arambaba, Rua Ibipu, Praça Guarurama.

No início dos anos 80, mais precisamente de 81 a 88, o carnaval de Piraúba era ansiosamente esperado pela população do município, e municípios vizinhos, devido ao alto nível dos desfiles de escolas de samba, para uma cidade pequena, o nível era altíssimo. Difícil esquecer os grandes momentos das escolas de samba UNIDOS DE PIRAÚBA, ACADÊMICOS DO MACHÃO, e PULO DO GATO. Com alegorias luxuosas, fantasias brilhantes e lindos sambas enredo compostos em sua maioria por compositores amadores da cidade, os carnavais dos grandes desfiles, marcaram época. Destaque especial para o ótimo enredo da Acadêmicos do Machão de 82: "Do Império à nostalgia fez-se o esplendor de um dia", muito bem pesquisado, que mostrava a visita do Imperador Pedro II ao povoado Bom Jardim, hoje Piraúba. Hoje não existem mais os grandes desfiles de escolas de samba mas o carnaval de Piraúba ainda é um dos mais animados da região, atraindo turistas e visitantes de várias cidades. Vários blocos desfilam pela Praça Guarurama, durante cinco noites, além de shows de uma banda que vai até quase o amanhecer.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. a b Censo 2010 - População Minas Gerais Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b c Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. ALMG
  7. Frota Municipal Março 2012 Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN). Visitado em 20 mai. 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]