Planeta 51

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde agosto de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Planeta 51
Planeta 51 (PT/BR)
 Espanha  Reino Unido
 Estados Unidos

2009 • cor • 91 min 
Direção Jorge Blanco
Javier Abad
Marcos Martínez
Produção Ignacio Perez Dolset
Roteiro Joe Stillman
História
Jorge Blanco
Marcos Martínez
Ignacio Pérez Dolset
Javier Abad
Elenco Dwayne Johnson
Jessica Biel
Justin Long
Seann William Scott
Gary Oldman
John Cleese
Gênero Animação, Comédia
Idioma Inglês, Espanhol
Música James Seymour Brett
Estúdio Ilion Animation Studios
HandMade Films
Sony Pictures Animation
Distribuição Estados UnidosTriStar Pictures
Reino UnidoEntertainment Film Distributors
Lançamento Estados Unidos 14 de Novembro de 2009
Brasil 27 de Novembro de 2009
Austrália 10 de dezembro de 2009
Reino Unido9 de Dezembro de 2009
Portugal Angola 3 de Dezembro de 2009
Orçamento US$ 70 milhões
Receita US$ 105,432,013
Página no IMDb (em inglês)

Planeta 51 (título em inglês Planet 51) é um filme espanhol e inglês do gênero animação do ano de 2009. Foi dirigido por Jorge Blanco, escrito por Joe Stillman e estrelado por Dwayne Johnson, Jessica Biel, Justin Long, Seann William Scott, Gary Oldman, e John Cleese.

Produzido pela Ilion Animation Studios e HandMade Films por $70 milhões, foi adquirida pela distribuidora norte-americana New Line Cinema em Novembro de 2007. Planet 51 foi lançado mundialmente pela Sony Pictures (via TriStar Pictures) em 20 de Novembro de 2009. Foi inicialmente chamado de Planet One, mas foi renomeado para Planet 51. Com um custo de produção de US$70 milhões (€49 milhões), Planet 51 é o filme mais caro já produzido na Espanha.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Lem, um garoto alienígena de 16 anos, vive no Planeta 51, um mundo de cercas brancas que lembra uma cidade dos Estados Unidos dos anos 50. Ele está feliz no seu mundo seguro e previsível e passa seu tempo sonhando em dirigir o planetário local e sair com a garota de seus sonhos, sua vizinha Neera.

Um dia, de forma inesperada e há milhões de milhas do próprio planeta, o astronauta Charles ‘Chuck’ Baker aterrissa sua espaçonave no quintal de Neera, bem no meio de um churrasco em família que estava acontecendo. Sem conhecer seus arredores, ele desembarca da nave. Ele finca triunfalmente sua bandeira e se vira… apenas para descobrir os habitantes de cor verde do Planeta 51, olhando perplexos para ele. O astronauta entra em pânico e foge, encontrando refúgio, por acaso, no planetário onde Lem trabalha.

Quando Lem e Chuck se encontram, eles superam gradativamente seu medo mútuo e dão início a uma amizade. Lem concorda em esconder Chuck do paranóico Exército do Planeta 51, que está determinado a capturar o alienígena que está no meio deles, convencido de que ele está lá para destrui-los. Mas tudo o que Chuck deseja é chegar até sua espaçonave antes que ela retorne à Terra sem ele

Dublagem[editar | editar código-fonte]

Personagem Dublagem Original Dublagem Portuguess Dublagem Brasileira
Lem Justin Long João Manzarra Daniel Torres
Chuck Dwayne Johnson Davi Lima Guilherme Briggs
Skiff Seann William Scott Manuel Marques Philippe Maia
Neera Jessica Biel Bárbara Guimarães Lina Mendes
General Grawl Gary Oldman Carlos Paulo Luiz Carlos Persy
Glar Alan Marriott Jel Manolo Rey
Prof. Kipple John Cleese Carlos Vieira de Almeida Pádua Moreira
Eckle Freddie Benedict Luís Ganito Pedro Soares

Produção e lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme, que custou aproximadamente US$70 milhões, teve sua produção encerrada em Junho de 2009. Seu lançamento foi inicialmente marcado para 20 de Novembro de 2009 pela Sony Pictures (via TriStar Pictures). Em Novembro de 2007, TriStar Pictures adquiriu os direitos de exibição do filme nos EUA; o estúdio gostaria de lançar o filme no verão de 2009. Mas, os produtores do filme queriam um lançamento em Novembro.

O filme foi dirigido por Jorge Blanco, Javier Abad, e Marcos Martínez.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu todo tipo de críticas. O site Rotten Tomatoes informou que 22% dos críticos deram opiniões positivas ao filme baseado em 97 análises com uma pontuação média de 4.1/10. Outro site, o Metacritic, deu ao filme uma pontuação média de 39%, com base em 19 comentários.

Adam Markovitz da Entertainment Weekly classificou o filme com um B, dizendo que o filme "proporciona algumas surpresas agradáveis, incluindo uma história inteligente". Roger Ebert, do Chicago Sun-Times deu ao filme 2 ½ estrelas de 4, mas escreveu: "o filme é perfeitamente agradável como entretenimento infantil, com referências pop da década de 1950 norte-americana". No entanto, alguns críticos como Markovitz, Steven Rea do Philadelphia Inquirer, e Brain Miller do Village Voice, reconheceu o filme como "um ET no sentido inverso".

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Apesar de a maioria das críticas serem negativas, o filme foi bem nas bilheterias. O filme foi lançado em 3.035 salas de cinemas, arrecadando US$3.2 milhões no dia da sua abertura e US$12.6 milhões no fim de semana, resultando na quarta posição nas bilheterias atrás de 2012, The Blind Side e Lua Nova, respectivamente.

A bilheteria do filme nos EUA foi de mais de US$ 40 milhões.

Sua bilheteria espanhola foi de de € 10 milhões.

O filme se tornou um sucesso de bilheteria, arrecadou mais de $42,194,060 nos Estados Unidos e $63,023,419 internacionalmente para um total de $105,312,598.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme foi lançado em Blu-ray e DVD em 9 de Março de 2010.

Video game[editar | editar código-fonte]

Um video game baseado no filme foi anunciado em Novembro de 2009. O game foi lançado pela empresa Sega para as mídias: Nintendo DS, Wii, Xbox 360 e PlayStation 3 em 17 de Novembro de 2009. A versão em console foram desenvolvidas pela Pyro Studios e a versão Nintendo DS foi desenvolvida pela Firebrand Games.

Há também jogos oficiais para o iPhone, dispositivos móveis e Facebook, desenvolvido pela empresa Zed em todo o mundo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]