Gary Oldman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.


Gary Oldman
Gary Oldman em 2011
Nome completo Gary Leonard Oldman
Outros nomes Gaz
Nascimento 21 de março de 1958 (56 anos)
Londres, Inglaterra
 Reino Unido
Ocupação Ator e Diretor
Cônjuge Lesley Manville (1987-1990) (divorciado) 1 filho

Uma Thurman (1990-1992) (divorciado)
Donya Fiorentino (1997-2001) (divorciado) 2 filhos
Alexandra Edenborough (2008-presente)

Atividade 1981-presente
BAFTA
Melhor Filme
1997 - Nil by Mouth

Melhor Diretor Britânico de Filme Independente
1997 - Nil by Mouth

IMDb: (inglês)

Gary Leonard Oldman (Londres, 21 de março de 1958) é um ator, diretor e produtor cinematográfico britânico.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de um soldador e de uma empregada doméstica, Oldman estudou a arte dramática de maneira aprofundada na Britain's Rose Brufford Rose Drama College, não se formando apenas como ator mas também saindo bacharel nessa área no ano de 1979. Chegou a ganhar alguns prêmios na década seguinte, exercendo vasta atividade nos palcos londrinos.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Estreou no cinema em 1981. Em 1983, Gary protagonizou seu terceiro filme, Sid e Nancy - O Amor Mata, interpretando Sid Vicious, e com isso chamou a atenção da crítica para sua personalidade. Quatro anos depois encarnou o dramaturgo Joe Orton (assassinado a machadadas por seu amante) no filme "O Amor não Tem Sexo". Foi indicado para o Oscar britânico de melhor ator, por sua elogiada atuação no longa.

Nessa altura, sua figura "sombria" estava na mira de Hollywood, onde continuou 'personificando o mal'. Em 1991, atuou em JFK - A pergunta que não quer calar, filme dirigido por Oliver Stone, no qual interpretava Lee Harvey Oswald, o homem que atirou e matou o presidente John Kennedy. A partir daí, sua filmografia foi crescendo com menos intervalos.

Foi membro do júri do Festival de Cannes em 1993.

Entre seus trabalhos mais conhecidos estão Drácula de Bram Stoker, "Minha Amada Imortal" (como o compositor Ludwig van Beethoven), "Força Aérea Um" e o telefilme Jesus onde - é claro - se encarregou do papel de Pôncio Pilatos. Por essa atuação ganhou um milhão de dólares, quantia inferior à recebida em "Perdidos no Espaço", cinco milhões. Mais tarde atuara no papel de Sirius Black, da série Harry Potter, e no papel do Comissário Gordon em Batman Begins, Batman - O Cavaleiro das Trevas e Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge.

Em 2012 foi indicado ao Oscar pela primeira vez por sua atuação no filme O Espião Que Sabia Demais.

Em 7 de Maio de 2013, foi lançado o videoclipe da canção “The Next Day” de David Bowie, que conta com a participação de Oldman e Marion Cotillard, colegas de elenco no filme Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge. O clipe gerou polêmica e foi banido em alguns países por explorar dramaticamente dogmas e símbolos do catolicismo.[1]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

A vida de Oldman oferece um paradoxo: ao mesmo tempo que aparece no cinema na pele de vários personagens sinistros, na vida pessoal dizem que tem sido um sedutor. Muitas mulheres famosas e bonitas (como Isabella Rossellini, Uma Thurman e Winona Ryder, que desmente) se envolveram com ele.

Ele foi casado nos anos 80 com Lesley Manville (relação que gerou um filho) e entre 1990 e 1992 com Uma Thurman. Em 1997 se casou com Donya Fiorentino e se divorciou em 2001.

Em dezembro de 2008 ele se casou com a cantora Alexandra Edenborough numa cerimônia secreta em Santa Barbara, Califórnia.

Oldman define-se como libertário.[2]

Sid & Nancy e incursão no cinema americano[editar | editar código-fonte]

Oldman passou quase oito anos no teatro, ganhando vários prêmios. Durante este tempo ele apareceu em diversos filmes, tais como Lembrança (1982) e Meantime (1984). Em 1986 ele ganhou seu primeiro papel como o baixista Sid Vicious, da banda Sex Pistols, em Sid & Nancy. O papel lançou a carreira de Oldman e abriu o caminho para o trabalho em Hollywood. O desempenho de Oldman foi elogiado por muitos, talvez mais notavelmente pelo ex-vocalista do Sex Pistols, John Lydon, que apesar de questionar a autenticidade de algumas partes do filme, disse de Oldman em sua biografia: "O sujeito que interpretou Sid, Gary Oldman, foi muito bom", e mais tarde o chamou de um "ator de sangue bom". Oldman teria perdido peso considerável para o papel e foi brevemente hospitalizado. Seu desempenho foi classificado como 62º nos "100 Maiores Performances de Todos tempos" da Revista Premiere e 8º na revista Uncut dentre os "10 melhores atores em papéis de roqueiros", o último descrevendo seu papel como uma leitura "extremamente simpática do punk como uma perdida e confusa criança". Depois de chegar a destaque por sua interpretação de Vicious, Oldman aumentou seu perfil durante o final dos anos 1980 e início de 1990 por papéis em filmes de culto como o Prick Up Your Ears (em que interpretou outro personagem real: o conturbado dramaturgo Joe Orton), Direito Penal (que marcou o primeiro uso de Oldman de um sotaque americano, e uma das poucas chances de protagonizar o "herói" de um filme), The Firm, Rosencrantz & Guildenstern Are Dead e Estado de Graça, com Janet Maslin referindo-se ao seu trabalho como "fenomenal" e Roger Ebert chamando-o de "o melhor jovem britânico ator no momento". Em finais de 1988, ele estrelou com Alan Bates em Muitas Coisas sobre Você e ao lado de Dennis Hopper e Frances McDormand no Chattahoochee (1989). Oldman se mudou para os Estados Unidos no início de 1990, onde desde então tem vivido[3] .

Sucesso no início dos anos 1990[editar | editar código-fonte]

Oldman estrelou o que era naquele momento o papel mais importante de sua carreira como Lee Harvey Oswald em JFK de Oliver Stone. No ano seguinte, ele atuou numa versão romântica e apaixonada do Conde Drácula na versão de Francis Ford Coppola Drácula de Bram Stoker. A adaptação cinematográfica do livro de sucesso comercial de Bram Stoker (1897), foi um grande blockbuster de bilheteria mundial, e gerou várias mercadorias e jogos de videogame. O desempenho de Oldman é considerado por muitos como um marco do gênero horror, e foi reconhecido pela Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films, como a melhor performance masculina de 1992, que atribuiu a Oldman o prêmio de melhor ator. O filme estabeleceu Oldman popularmente como um dos melhores vilões no cinema americano; mais tarde, ele interpretaria um cafetão violento em True Romance (1993), um agente do DEA corrupto em Léon (1994), um sádico guarda de prisão em Assassinato em Primeiro Grau (1995) e um tirano futurista em O Quinto Elemento (1997). Oldman também interpretou o compositor Ludwig van Beethoven em Minha Amada Imortal, e o terrorista russo Ivan Korshunov no blockbuster Air Force One de 1997. Ele também apareceu como o diabo em 1994, no vídeo promo do Guns N' Roses single Since I Don't Have You.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Group Prêmio Filme/Show Resultado
1987 Evening Standard British Film Awards Novato Mais Promissor Sid and Nancy Venceu
BAFTA Awards Melhor Ator Prick Up Your Ears Indicado
1988 London Film Critics Circle ALFS Award de Ator do Ano Sid and Nancy Venceu
1990 Independent Spirit Award Melhor Ator Rosencrantz & Guildenstern Are Dead Indicado
1992 Saturn Awards Melhor Ator Dracula Venceu
1993 MTV Movie Awards Melhor Beijo (dividido com Winona Ryder) Indicado
1995 Golden Raspberry Awards Pior Casal na Tela (dividido com Demi Moore) The Scarlet Letter Indicado
1997 BAFTA Awards Melhor Filme Nil by Mouth Venceu
Melhor Roteiro Venceu
British Independent Film Awards Melhor Diretor Britânico de Filme Independente Venceu
Melhor Roteiro Original de um Roteirista Britânico de Filme Independente Indicado
Festival de Edimburgo Channel 4 Director's Award Venceu
Festival de Cannes Palme d'Or Indicado
1998 Empire Awards Best Debut Venceu
Blockbuster Entertainment Awards Ator Coadjuvante Favorito – Ação/Aventura Air Force One Indicado
MTV Movie Awards Melhor Luta (dividido com Harrison Ford) Indicado
MTV Movie Awards Melhor Vilão Indicado
1999 Saturn Awards Melhor Ator Coadjuvante Lost in Space Indicado
2001 Broadcast Film Critics Association Awards Alan J. Pakula Award The Contender Venceu
Independent Spirit Award Melhor Ator Coadjuvante Indicado
Screen Actors Guild Awards Melhor Ator Coadjuvante Indicado
Emmy Awards Outstanding Guest Actor in a Comedy Series Friends Indicado
USA Film Festival Master Screen Artist Tribute Award Venceu
2003 DVD Exclusive Awards Melhor Ator Coadjuvante Interstate 60 Indicado
2005 Saturn Awards Melhor Ator Coadjuvante Harry Potter and the Prisoner of Azkaban Indicado
2008 Scream Awards Melhor Ator Coadjuvante Batman - O Cavaleiro das Trevas Venceu
2009 People's Choice Awards Melhor Elenco (w/ Christian Bale, Heath Ledger, Michael Caine, Morgan Freeman, Aaron Eckhart, Maggie Gyllenhaal) Venceu
2011 Empire Awards Film Icon Venceu
Scream Awards Melhor Elenco Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 2 Indicado
British Independent Film Awards Melhor Ator O Espião Que Sabia Demais Indicado
San Francisco Film Critics Circle Melhor Ator O Espião Que Sabia Demais Venceu
London Film Critics Circle Ator do Ano e Ator Britânico do Ano O Espião Que Sabia Demais Indicado
BAFTA Awards Melhor Ator O Espião Que Sabia Demais Indicado
Oscar Melhor Ator O Espião Que Sabia Demais Indicado

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Gary Oldman
Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.