Lee Marvin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lee Marvin
Aldrich Attack movie trailer screenshot2.jpg
Nome completo Lee Marvin
Nascimento 19 de Fevereiro de 1924
Nova York, Estados Unidos
Nacionalidade Povo dos Estados Unidos norte-americano
Morte 29 de agosto de 1987 (63 anos)
Tucson, Estados Unidos
Ocupação Ator
Oscares da Academia
Melhor Ator Principal
1966 - Dívida de Sangue
Prêmios Globo de Ouro
Melhor Ator - Comédia ou Musical
1966 - Dívida de Sangue
IMDb: (inglês)

Lee Marvin (Nova York, 19 de fevereiro de 1924Tucson, 29 de agosto de 1987) foi um ator norte-americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ele entrou para a Marinha em 1943, tendo servido no Pacífico Sul, onde foi ferido.

Estreou como ator teatral off-Broadway no final da década de 1940 na peça Roadside. No cinema, sua estreia foi em 1951, com You're in the Navy, now.

Em Os Corruptos, de 1953, ele protagonizou uma sequência que marcou época quando seu personagem joga café fervendo na personagem da atriz Gloria Grahame, desfigurando-lhe o rosto.

Ao interpretar personagens militares, e foram vários, Lee valia-se de sua experiência na Segunda Guerra Mundial, onde foi ferido na coluna e ficou hospitalizado por vários meses. Começou a ganhar papéis de maior destaque com o sucesso obtido pelos westerns que fez com John Wayne no início da década de 1960, O Homem Que Matou O Facínora e Comancheros.

Recebeu das mãos de Julie Andrews o Oscar de melhor ator em 1965, por Dívida de Sangue, que fez ao lado de Jane Fonda. Nesse filme ele faz duplo papel: o do pistoleiro bom, eternamente bêbado e que ajuda a personagem de Fonda, e o pistoleiro mau.

Ele morreu aos 63 anos, vitimado por um ataque cardíaco, e estava no terceiro casamento. Encontra-se sepultado no Cemitério Nacional de Arlington.[1]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]