Jon Voight

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jon Voight
Voight em Los Angeles, Califórnia, 2009.
Nome completo Jonathan Vincent Voight
Nascimento 29 de dezembro de 1938 (75 anos)
Yonkers, Nova Iorque
 Estados Unidos
Ocupação Ator
Atividade 1963 – presente
Oscares da Academia
Melhor Ator
1979 - Coming Home
Prêmios Globo de Ouro
Melhor Ator em Filme Dramático
1978 - Coming Home
1986 - Runaway Train
Melhor Ator Coadjuvante em televisão
2013 - Ray Donovan
Ator Revelação
1969 - Midnight Cowboy
Festival de Cannes
Melhor Ator
1978 - Coming Home
BAFTA
Outstanding Debut by a British Writer, Director or Producer
IMDb: (inglês) (português)

Jon Voight (nascido Jonathan Vincent Voight, Yonkers, 29 de dezembro de 1938) é um ator e produtor estadunidense, vencedor do Oscar de melhor ator de 1978.[1] É pai do cineasta James Haven Voight e da também premiada atriz Angelina Jolie.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jonathan Vicent Voight nasceu em Yonkers, no estado de Nova Iorque, filho de Barbara Kamp e de um golfista descendente de alemães chamado Elmer Voight. Voight estudou em um colégio católico na cidade de White Plains, Nova Iorque, e naquele colégio pôde ter seu primeiro contato com a encenação, demonstrando desde cedo seu talento em interpretar personagens excêntricos. Após concluir seus estudos em Nova Iorque, Voight seguiu para a Universidade Católica da América em Washington, D.C., onde mais tarde iria adquirir o seu B.A.

Depois de se consagrar na universidade como um excelente ator, Voight retornou para Nova Iorque para dar início a sua tão sonhada carreira artística. No início da década de 1960, Voight conheceu e casou-se com a atriz Lauri Peters, coadjuvante em muitos filmes novaiorquinos da época. Mas, apesar de seu talento artístico, como foi notado desde a adolescência, Jon Voight não inicou sua carreira estrelando ao lado de grandes astros.

O ator novaiorquino começou sua carreira no meio de comunicação mais influente da época, a televisão. Voight apareceu várias vezes na aclamada série Gunsmoke, Cidade Nua, The Defenders e Twelve O'Clock High, todas durante a década de 1960.

Em 1967, Voight também fez uma pequena participação no filme Hour of the Gun, dirigido por John Sturges e no mesmo ano Voight e sua então esposa, Lauri Peters, se divorciaram, após um matrimônio de cinco anos. Em 1968 Voight assumiu um papel de diretor Out Paul Williams 'of it.

1970-1980[editar | editar código-fonte]

Em 1969, Voight atuou ao lado de Dustin Hoffman no longa Midnight Cowboy, que rendeu-lhe um Globo de Ouro de Melhor Ator, dando início a sua carreira em Hollywood. Sob a direção de John Schlesinger, Hoffman e Voight foram indicados ao Oscar de Melhor Ator, mas perderam para John Wayne por True Grit.

Após a indicação ao Oscar e a premiação com um Golden Globe, Voight passou a atuar em cerca de um filme a cada dois anos. Em 1970, protagonizou o filme Catch-22 e apenas dois anos depois atuou em Deliverance, filme que teve nada menos que US$ 2 milhões de orçamento.

Em 12 de dezembro de 1971, Voight casou-se com a atriz e modelo Marcheline Bertrand e os dois tiveram duas crianças, que também seguiram carreira cinematográfica: James Haven Voight, nascido em Nova Iorque, e Angelina Jolie.[1] Em 1973, Voight interpretou um pugilista em The All American Boy e nos dois anos seguintes o ator estrelou: Conrack; dirigido por Martin Ritt, The Odessa File; baseado em um livro de terror e End of the Game de 1976.

Jon Voight ficou algum tempo sem estrelar em Hollywood, mas voltou com a corda toda em 1978 ao lado de Jane Fonda em Coming Home, atuação espetacular que lhe rendeu um Oscar de melhor ator e o prêmio também no Festival de Cannes. Sua colega e parceira, no filme, Jane Fonda foi premiada com o Oscar de melhor atriz pela segunda vez em sua carreira. Separou-se em 1976 e se divorciou em 1978. Tem uma relação difícil com os filhos, em especial com Angelina.

Teve uma participação relâmpago como ele mesmo num episódio da série Seinfeld, numa cena em que morde o braço do personagem Kramer, que o segurou quando ele ia pegar um táxi.

1980-1990[editar | editar código-fonte]

Voight escreveu e atou no filme Lookin' to Get Out de 1982, que estrelava a sua própria filha Angelina e o ano seguinte produziu Table for Five.

Em 1985, juntou-se com o escritor russo Andrei Konchalovsky para produzir Runaway Train, que contou com a atuação aclamada de Eric Roberts. Como recompensa pela seu trabalho, Voight foi indicado ao Oscar de melhor ator e ganhou um Golden Globe na mesma categoria. Roberts foi também premiado pelo seu desempenho ao lado de Voight, sendo indicado ao Oscar de melhor ator secundário. No ano seguinte o ator estrelou Desert Bloom, concorrendo a Palma de Ouro em Cannes.

Premiações [1] [editar | editar código-fonte]

Filmografia [1] [editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]