Michael Fassbender

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde outubro de 2012).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Michael Fassbender
Fassbender em 2013.
Nascimento 2 de abril de 1977 (37 anos)
Heidelberg,  Alemanha
Nacionalidade Alemanha República da Irlanda Alemão-Irlandês
Ocupação ator
Atividade (1994 - presente)
Prémios Screen Actors Guild
Melhor Elenco no Cinema
2010 - Inglourious Basterds
Página oficial
IMDb: (inglês)

Michael Fassbender (Heidelberg, 2 de abril de 1977) é um ator teuto-irlandês. [1] [2] Ele interpretou Stelios um dos soldados da guarda Real do Rei Leonidas no filme que foi baseado nos quadrinhos de Frank Miller 300 (filme), de Zack Snyder (2006), interpretou o tenente Archie Hicox no filme Inglourious Basterds, de Quentin Tarantino (2009), Magneto em X-Men: First Class (2011) e X-Men: Days of Future Past (2014) e Edwin Epps em 12 Years a Slave (2013).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Michael nasceu em 2 de abril de 1977, em Heidelberg, na Alemanha, e se mudou com a família para a Irlanda aos dois anos. Atualmente, mora em Londres, para onde se mudou aos 19 anos para estudar no Drama Centre, uma escola prestigiosa que ensina atuação, direção e roteiro, fundada em 1963. Por causa da atuação divide-se entre Nova York e Los Angeles onde costuma gravar seus trabalhos americanos e Londres, onde mora e também trabalha.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nos EUA, conseguiu o primeiro papel na TV em 2001, na minissérie "Band of Brothers", produzida por Steven Spielberg e Tom Hanks. Mas nunca pensou em morar fora da Europa. "Não tenho a menor intenção de me mudar para os EUA. Vou para lá a trabalho e só. Gosto de Londres e, quando passo muito tempo longe, sinto falta. Sou muito europeu."

Mas conta que interpretar o psicanalista Carl Jung, em "Um Método Perigoso", foi sua experiência mais intensa.

"Atuar se parece um pouco com psicanálise", filosofa. "Estudo muito os roteiros, mas minha única referência real sou eu mesmo. Tenho que me conhecer para buscar em mim a verdade das histórias que conto."

Mergulhar fundo nos personagens faz o estilo do alemão. Em 2008, chamou a atenção no Festival de Cannes sua interpretação de Bobby Sands, um prisioneiro que faz greve de fome, no premiado longa "Hunger".

O filme marcou o primeiro episódio de sua parceria com Steve McQueen. Para dar veracidade à história de Bobby Sands, emagreceu 16 quilos.

"Steve me deu a primeira chance de verdade no cinema. Viramos amigos depois disso", diz o ator. Com McQueen filmou alem de Hunger, Shame (Vergonha), que estreou em 2012, e 12 Years A Slave, filmado em 2012 e com previsão de estréia para o verão norte-americano de 2013.

Em 2012 teve grandes projetos como "Prometheus", de Ridley Scott, "Haywire", de Steven Soderbergh e Um Método Perigoso, de David Cronenberg.

Dentre os filmes que o teuto-irlândes fará estão as continuações dos sucessos X-Men: First Class e de Prometheus, os filmes de Terrence Malick e O Conselheiro do Crime, de Ridley Scott. Ja trabalhou com grandes nomes como Brad Pitt, Viggo Mortensen, Keira Knightley, Charlize Theron, James McAvoy, Jennifer Lawrence e em seus próximos filmes dividira atenção com outros nomes como Ryan Gosling e Natalie Portman.

A presença de Michael também foi confirmada no filme da serie de jogos eletrônicos Assassin's Creed que está prevista para lançar em maio de 2015. Em maio de 2013 o ator foi confirmado como o protagonista no novo filme baseado no obra de Shakespeare Macbeth que contará com Marion Cotillard[3] interpretanto a Lady Macbeth, entrando no lugar de Natalie Portman que saiu por conflitos em sua agenda.

Personalidade[editar | editar código-fonte]

Michael sempre foi elogiado pelos profissionais com quem trabalhou como Steven McQueen e Ridley Scott, ambos diretores que ja o dirigiram e voltaram a chamá-lo para novos trabalhos. McQueen e Scott concordam que Michael é um bom profissional e um dos melhores atores de sua geração. Brad Pitt, com quem contracenou em Bastardos Inglórios e em [[The Counselor]], disse que é sempre bom trabalhar com alguém tão dedicado e tão talentoso como ele.

Além de manter boas relações com pessoas com quem ja trabalhou, Fassbender também mantêm com outros atores que ja admitiram vontade de trabalhar com ele como George Clooney, que ao derrotá-lo no Prêmio Globo de Ouro de Melhor Ator em 2012, disse que "ele lhe tirou um peso das costas ao aceitar fazer uma cena de nu frontal" e por isso ele seria agradecido.

Crítica[editar | editar código-fonte]

O ator tem seu trabalho muito bem reconhecido desde que estourou no filme Bastardos Inglórios onde sua atuação como o General Archie Hicox lhe rendeu as primeiras notas. Ao se tornar conhecido pelo filme de Quentin Tarantino ele expôs outros bons trabalhos como Fish Thank e Hunger, este ultimo recebendo prêmios e muita boa avaliação pela crítica especializada.

Em 2011 ao estrear X-Men First Class recebeu elogios pelo filme, e elogios ainda maiores por sua interpretação como Magneto chegando a quase ofuscar o ator Ian McKellen que o eternizou ao interpretá-lo em 3 filmes no cinema. Por essa atuação elevou seu nome aos atores de grande time e a grande revelação masculina do ano.

Ao estrelar Shame, seu segundo filme em parceria com Steven McQueen, teve crítica e publico rendidos ao seu talento. O filme foge do estilo grande publico que muitos atores em ascensão parece se fixar depois de ganharem nome, sendo intenso e brutal. Estreou em poucos países, com salas de cinemas reduzidas, mas mesmo assim levou o ator a ganhar o prêmio de Melhor Ator em diversas premiações e a concorrer o Globo de Ouro.

Também recebeu bons elogios pela atuação do psicanalista Carl Jung em Um Método Perigoso e do robô David de Prometheus.

O lançamento de 12 Years A Slave marcou outra boa produção em sua carreira, pela 3ª vez em conjunto com Steven McQueen. Visto como o filme mais maduro do diretor, foi aplaudido de pé em sua estréia no Festival de Cinema de Toronto. Lançado também em 2013 O Conselheiro do Crime, de Riddley Scott, o filme teve críticas mais mornas, porém sua atuação junto a de Javier Bardem, Cameron Diaz, Penelope Cruz e Brad Pitt, com quem divide a história, foi destacada.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Outros trabalhos[editar | editar código-fonte]

Apesar do pouco tempo de trabalho reconhecido pela industria dos filmes de Hollywood, Michael fez inúmeros trabalhos para a TV britânica. Em 2004 atuou na série Sherlock Holmes and the Case of the Silk Stocking como o vilão Charles Allen e em Hex, seriado em que participou de duas temporadas entre 2004-2005, fez o demônio Azazel.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Michael Fassbender foi confirmado para os filmes Genius, no qual interpretaria o romancista Thomas Wolfe, mas por motivos desconhecidos foi substituido no projeto pelo ator Jude Law, e Jane Got A Gun, no qual voltaria a compartilhar cena com Natalie Portman, com quem ja havia trabalhado em um projeto do diretor Terrence Malick, mas por conflitos de agenda declinou, sendo substituído por Jude Law, que por sua vez também saiu do projeto.
  • O nome dele esteve vinculado a várias produções de peso como Robocop e a adaptação do livro Cinquenta Tons de Cinza, mas ambos não passaram de boatos.
  • Tem paixão por carros velozes ou antigos.
  • Ao Oscar 2014 foi acompanhado por sua mãe, a Sra. Adele Fassbender, no tapete vermelho e também durante a entrega do prêmio.
  • Apesar de ter filmado e concluido o filme de Terrence Malick, pode ser que Michael não apareça nele. Segundo a versão em inglês do Wikipedia, o ator deu entrevistas falando da possibilidade de ficar de fora da edição final do filme. São apenas suposições, no entanto, uma vez que o projeto ainda não tem data de estréia ou qualquer outra notícia divulgada oficialmente há alguns meses.
  • Apesar de ser fluente em alemão, ele precisou estudar um pouco antes de fazer Bastardos Inglórios, pois estava um pouco enferrujado.
  • Seu apelido é Fassy.
  • Ele é naturalmente ruivo.
  • O ator é fã de Fórmula 1 e contou que se apaixonou pelo esporte após ver uma corrida do piloto brasileiro Ayrton Senna

Referências

  1. Wonderland Magazine Interview MichaelFassbender.org. Retrieved June 27, 2011
  2. Movie review: 'Jane Eyre' Los Angeles Times. Retrieved June 27, 2011
  3. Marion Cotillard vai interpretar Lady Macbeth em filme com Michael Fassbender
  4. Steven Zeitchik (9 de julho de 2012). "Assassin's Creed": Can Michael Fassbender break video-game curse? (em inglês). Los Angeles Times. Página visitada em 9 de julho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]