The Lord of the Rings: The Return of the King

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


The Lord of the Rings:
The Return of the King
O Senhor dos Anéis: O Regresso do Rei (PT)
O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (BR)
Pôster promocional
 Nova Zelândia
2003 • cor • 241 min 
Direção Peter Jackson
Produção Peter Jackson
Barry M. Osborne
Fran Walsh
Roteiro Peter Jackson
Fran Walsh
Philippa Boyens
Baseado em J. R. R. Tolkien
Elenco Elijah Wood
Ian McKellen
Sean Astin
Andy Serkis
Viggo Mortensen
Orlando Bloom
Dominic Monaghan
Billy Boyd
John Rhys-Davies
Bernard Hill
Miranda Otto
John Noble
David Wenham
Karl Urban
Cate Blanchett
Género Aventura
Fantasia
Épico
Idioma inglês
Música Howard Shore
Cinematografia Andrew Lesnie
Edição Jamie Selkirk
Annie Collins
Estúdio WingNut Films
The Saul Zaentz Company
Distribuição New Line Cinema
Lançamento Estados Unidos 17 de dezembro de 2003
Brasil 25 de dezembro de 2003
Orçamento US$ 94 milhões
Receita US$ 1.119.110.941[1]
Cronologia
Último
Último
O Senhor dos Anéis: As Duas Torres
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

The Lord of the Rings: The Return of the King (no Brasil, O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei; em Portugal, O Senhor dos Anéis: O Regresso do Rei) é um filme baseado nos livros da série O Senhor dos Anéis, escrito por J.R.R. Tolkien. Conclui a trilogia junto com os filme The Fellowship of the Ring (2001) e The Two Towers (2002). É a Oitava maior bilheteria da história. Com seus cenários sensacionais e efeitos visuais deslumbrantes, além do roteiro muito bem elaborado, O Retorno do Rei comparece em muitas listas de melhores filmes, o que o tornou realmente um dos melhores e mais importantes filmes da história cinematográfica. Vencedor de 11 Oscars, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor (Peter Jackson).

Enredo[editar | editar código-fonte]

Frodo e Sam aproximam-se ainda mais, perto de Mordor com a finalidade de destruir o Um Anel. Gandalf, Aragorn, Legolas e Gimli acompanhados do rei de Rohan e sua comitiva, chegam em Isengard onde encontram-se com Merry e Pippin e partem levando a palantir. À noite, no palácio de Meduseld, Pippin pega a pedra e a usa, revelando sua mente a Sauron. Gandalf parte com o hobbit para Minas Tirith, onde não consegue convencer o regente Denethor a acender os faróis e pedir socorro aos aliados.

Frodo atravessa o Vale Morgul, de onde avistam a partida dos exércitos de Sauron para a guerra. Pippin, seguindo o plano de Gandalf, acende o farol de Amon Din. O pedido de socorro chega a Edoras, de onde o rei Théoden parte com seus homens para a concentração de tropas que haverá no Templo da Colina. Arwen tem uma visão de seu futuro filho com Aragorn e decide retornar a Valfenda, convencendo seu pai a reforjar a espada antiga de Isildur e entregá-la a Aragorn.

Os exércitos de Mordor invadem e conquistam Osgiliath. Gandalf resgata Faramir durante a retirada e este revela sobre seu surpreendente encontro com Frodo e Sam. Denethor exige que Faramir retome Osgiliath dos inimigos, este parte para realizar a vontade do pai, mas é gravemente ferido. Gollum faz Frodo romper com Sam e dispensá-lo.

No Templo da Colina, Aragorn recebe a visita de Elrond que lhe entrega a espada reforjada e lhe alerta sobre os inimigos que sobem pelo rio e levarão a derrota de Minas Tirith. A menos, que este convença o exército de mortos a lutar por ele. Aragorn, Legolas e Gimli partem para a Senda dos Mortos. Logo depois, os Cavaleiros de Rohan partem para Gondor. Merry e Éowyn, disfarçados, também seguem as tropas à guerra.

Minas Tirith é cercada e assaltada pelos exércitos de Mordor. Denethor, enlouquecido, faz uma pira para cremar a si e seu filho, mas é impedido por Gandalf. Gollum leva Frodo para a toca de Laracna, Frodo tenta fugir, mas o aracnídeo o encontra e o pica. Frodo desmaia e acaba sendo capturado por orcs de Cirith Ungol. Sam retorna e após derrotar Laracna em combate, parte para resgatar Frodo.

Os Cavaleiros de Rohan chegam ao campo de batalha. Éowyn e Merry derrotam o Rei Bruxo de Angmar. Aragorn desembarca no porto com o Exército de Mortos. Sam resgata Frodo da torre e ambos prosseguem a jornada até a Montanha da Perdição.

Aragorn, Gandalf e Éomer, acompanhados de Legolas, Gimli, Merry e Pippin, marcham com os exércitos de Gondor e Rohan até o Portão Negro. Frodo e Sam, confrontam-se mais uma vez com Gollum, ao chegarem a Montanha da Perdição. Os exércitos aliados são cercados pelas forças de Sauron.

O Um Anel é destruído. Frodo e Sam são resgatados pelas Águias, e despertam em Minas Tirith. Aragorn é coroado rei de Gondor e desposa Arwen. Os hobbits retornam a sua terra. Tempos depois, Frodo se dirige aos Portos Cinzentos e junto de Bilbo, Gandalf, Elrond e Galadriel parte da Terra-Média para sempre.

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Se tornou a oitava maior bilheteria da história com US$ 1.119.110.941, atrás apenas de Avatar (US$ 2.782 bilhões), Titanic (US$ 2.186 bilhões), Os Vingadores (1.518 bilhões), Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 (US$1.341 bilhões), Homem de Ferro 3 (US$ 1.215 bilhões), Frozen - Uma Aventura Congelante (US $1.131 bilhões) e Transformers: O Lado Oculto da Lua (US $1.123 bilhões). Foi o único filme da trilogia a atingir a marca do US$ 1 bilhão, e o segundo a atingir essa marca na história do cinema.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Aparece apenas na versão estendida

Principais prêmios[editar | editar código-fonte]

Oscar 2003 (EUA)

11 vitórias de 11 indicações[2]

Ao todo dos 3 filmes, foram 162 vitórias de 224 indicações em festivais e premiações pelo mundo todo.

BAFTA 2004 (Reino Unido)

5 vitórias de 12 indicações

  • BAFTA para Melhor Filme - Barrie M. Osborne, Fran Walsh e Peter Jackson
  • BAFTA para Melhor Roteiro Adaptado - Peter Jackson, Fran Walsh e Philippa Boyens
  • BAFTA para Melhor Fotografia - Andrew Lesnie
  • BAFTA para Melhor Efeitos Visuais
  • BAFTA para Melhor Audiência (Prêmio Especial)
Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o


Globo de Ouro 2004 (EUA)

4 vitórias de 4 indicações

Grammy 2005 (EUA)

  • Melhor Álbum de Trilha Sonora para um Filme - Howard Shore
  • Melhor Música Escrita para um Filme

MTV Movie Awards 2004 (EUA)

  • Melhor Filme
  • Melhor Sequência de Ação (pela Batalha em Gondor).

Outros prêmios

  • Prêmio de Melhor Direção pelo Sindicato dos Diretores da América
  • Prêmio de Melhor Elenco pelo Sindicato de Atores
  • Prêmio de Excelência em Design de Produção pelo Sindicato dos Diretores de Arte
  • Prêmio do de Melhor Edição - Drama pelo Sindicato dos Editores
  • 4 Prêmios pela Sociedade de Efeitos Visuais
  • Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado pelo Sindicato de Roteiristas da América
  • Prêmio de Excelência em Figurino para filmes de fantasia pelo Sindicato de Figurinistas
  • Prêmio de Melhor Maquiagem de Personagens e de Melhor Maquiaguem em Efeitos Especiais pelo Sindicato de Maquiadores e Estilistas de Hollywood
  • Prêmio de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Trilha Sonora pelo Círculo de Críticos de Chicago
  • Prêmio de Melhor Filme pelo Círculo de Críticos de Nova York

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O monstro de Cirith Ungol, Laracna, aparece, originalmente, no segundo livro de O Senhor dos Anéis, As Duas Torres.
  • A cena inicial, no qual mostra como Gollum conseguiu o Um Anel, faria parte, na verdade, do segundo filme, The Two Towers.
  • O Senhor dos Anéis é o filme de aventura e fantasia que mais ganhou Oscars na história do cinema (Ao todo 17 Oscars e 6 Globos de Ouro toda a trilogia).
  • Foi o único filme de fantasia da história a ganhar o oscar de melhor filme.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]