Aragorn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aragorn II
Personagem da Terra Média
Raça Homens
Divisão Dúnedain
Família Casa de Isildur, Telcontar
Tiítulos Guardião, O Herdeiro de Isildur, Rei dos Dúnedain, Elessar a Pedra Élfica
Outros Nomes Passolargo, Elessar, Thorongil, Estel
Arma Narsil (Andúril)
Data de Nascimento 2931 da 3ª Era do Sol
Data de Falecimento Deixou por vontade própria os círculos do mundo no ano 120 da 4ª Era do Sol
Primeira aparição
em Livro
O Senhor dos Anéis, A Sociedade do Anel
Primeira aparição
em Filme
O Senhor dos Anéis, A Sociedade do Anel
Intérprete Viggo Mortensen
Personagems Criados por J.R.R. Tolkien


Aragorn II, nascido a 1 de Março de 2931 da Terceira Era, e conhecido simplesmente por Aragorn, é um personagem fictício criado por J.R.R. Tolkien na mitologia O Senhor dos Anéis.

Aragorn Telcontar, também conhecido como Strider, Passo de Gigante (em Portugal) e Passolargo (no Brasil), Thorongil (águia das estrelas, em Sindarin), Elessar Pedra Élfica e Estel. Pertence à raça dos Homens (divisão: Dúnedain), e é descendente da Casa de Isildur (tendo fundado mais tarde a sua própria casa, Telcontar).

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Origens[editar | editar código-fonte]

Aragorn nasceu no dia 4 de Março da Terceira Era,filho Arathorn II e Gilraen. Com apenas 2 anos, Aragorn perdeu o pai (que era capitão dos Dúnedain), quando este partiu com os filhos de Elrond para lutar contra os Orcs. Depois, a sua mãe levou-o em segredo para Rivendell (casa de Elrond), e lá Aragorn foi tratado como se fosse um filho, e o seu nome e linhagem foram mantidos em segredo para sua protecção, uma vez que Sauron poderia persegui-lo caso soubesse do seu paradeiro (enquanto último herdeiro da Casa de Isildur, Aragorn representava esperança e era por isso chamado Estel). Foi em Rivendell que aprendeu muito sobre a cultura da Terra-Média e a língua élfica, bem como as suas habilidades enquanto caçador e combatente.

Herdeiro de Isildur[editar | editar código-fonte]

Quando completou 20 anos, em 2951, Elrond lhe contou sobre a sua verdadeira origem e deu a ele os objetos pertencentes à sua Casa: o anel de Barahir, e os fragmentos de Narsil (que mais tarde será chamada de Andúril, a Chama do Oeste). O Cetro de Annúminas só seria entregue a ele quando os reinos de Arnor e Gondor fossem reunidos. Foi nessa hora, honrado de sua verdadeira linhagem, que Aragorn entrou no bosque e cantou a Balada de Lúthien, e lá ele viu pela primeira a vez a mulher que seria o seu grande amor: Arwen Undómiel, filha de Elrond. Uma vez lhe foi negada a mão de Arwen, pois Elrond alegava que ela era do povo élfico e um dia iria para o Oeste. Por isso, Aragorn luta mais de 30 anos contra Sauron, como se fosse uma forma de convencer Elrond a deixar Aragorn desposar sua filha. O seu próximo encontro com Arwen seria em Lórien, e lá eles juraram amor eterno um ao outro, e ela escolheu ser mortal para ficar com Aragorn. Mais um motivo para ele unir os reinos.

Mas Aragorn não queria ser reconhecido como Herdeiro de Isildur, e assim se auto nomeou Thorongil, águia das estrelas, pois usava uma grande estrela na capa. Nessa época cavalgou com os Rohirrim e depois lutou por Gondor durante vários anos.

Durante os anos de 3001 a 3018 montou guarda com os dúnedain em volta da Vila dos Hobbits, a pedido de Gandalf. Em 3018 encontra-se com os hobbits Frodo, Sam, Merry e Pippin em Bree; a partir daí a sua participação na Guerra do Anel é efetiva.

Ações Importantes[editar | editar código-fonte]

Aragorn passou por grandes provações durante toda sua vida, mas nos meses anteriores a queda de Sauron seus trabalhos foram realmente árduos. Aragorn participou do Conselho de Elrond, onde foi formada a Sociedade do Anel na qual ele ingressou como representante dos Homens (junto a Boromir de Gondor). Depois do domínio de Isengard, Ficou com a posse do Palantír de Orthanc, como uma tentativa de desviar o olhar de Sauron de Frodo e Sam e estes obtiverem êxito na missão de destruir o Um Anel e por fim se declara o Herdeiro de Isildur e convoca o Exército dos Mortos para ajudar na luta contra os Corsários de Umbar (a serviço de Sauron) que atacavam o Feudo de Belfalas no litoral de Gondor. Venceu essa batalha e levou para Minas Tirith um exército de homens nos barcos dos Corsários, participando decisivamente da Batalha dos Campos do Pelennor.

No dia 1 de Maio de 3019 da Terceira Era, Aragorn é coroado Rei dos Reinos de Arnor e Gondor por Gandalf e no dia 8 de junho do mesmo ano, casa-se com Arwen Undómiel.

Depois de muitos anos lutando contra os povos remanescentes à Sauron, ele passa o cetro para o seu filho Eldarion (único filho masculino, irmão de duas meninas cujos nomes não foram revelados) e morre. Arwen, que escolheu ser mortal por Aragorn, vai para Lórien, onde encontra o seu túmulo sobre a relva do monte Cerin Amroth, onde se comprometeu com Aragorn no passado.

Adaptação[editar | editar código-fonte]

É interpretada por Viggo Mortensen na trilogia cinematográfica O Senhor dos Anéis, dirigida por Peter Jackson.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal Terra-média
A Sociedade do Anel
Frodo · Sam · Merry · Pippin · Gandalf · Aragorn · Legolas · Gimli · Boromir