Kramer vs. Kramer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kramer vs. Kramer
Kramer contra Kramer (PT)
Kramer versus Kramer (BR)
KramervsKramer.jpg
1979 • cor • 105 min 
Direção Robert Benton
Roteiro Robert Benton
Elenco Dustin Hoffman
Meryl Streep
Justin Henry
Jane Alexander
Género drama
País  Estados Unidos
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Kramer vs. Kramer (br: Kramer versus Kramer / pt: Kramer contra Kramer) é um filme estado-unidense de 1979, do gênero drama, dirigido por Robert Benton e com roteiro baseado no romance homónimo de Avery Corman. O Filme conta a história de um divórcio, relatando seu impacto sobre a vida dos envolvidos, com foco nas nuances da briga judicial pela guarda do filho do ex-casal, ainda criança.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Para Ted Kramer, o trabalho vem antes da família e Joanna, sua mulher, descontente com a situação, sai de casa, deixando Billy, o filho do casal, com o pai. Ted então tem que se preocupar com o menino, dividindo-se entre o trabalho, o cuidado com o filho e as tarefas domésticas. Quando consegue ajustar a estas novas responsabilidades, Joanna reaparece exigindo a guarda da criança. Ted porém se recusa e os dois vão para o tribunal lutar pela custódia de Billy.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1980 (EUA)

Globos de Ouro 1980 (EUA)

  • Venceu em quatro categorias: melhor filme - drama, melhor roteiro de cinema, melhor ator - drama (Dustin Hoffman) e melhor atriz coadjuvante (Meryl Streep).
  • Recebeu ainda outras quatro indicações, nas categorias de melhor diretor, melhor ator coadjuvante (Justin Henry), melhor atriz coadjuvante (Jane Alexander) e melhor revelação masculina (Justin Henry).

BAFTA 1981 (Reino Unido)

  • Indicado nas categorias de melhor ator (Dustin Hoffman), melhor atriz (Meryl Streep), melhor direção, melhor edição, melhor filme e melhor roteiro.

Prêmio César 1981 (França)

  • Indicado na categoria de melhor filme estrangeiro.

Prêmio David di Donatello 1980 (Itália)

  • Venceu nas categorias de melhor ator estrangeiro (Dustin Hoffman) e melhor filme estrangeiro.
  • Justin Henry recebeu um prêmio especial.

Prêmio NYFCC 1979 (New York Film Critics Circle Awards, EUA)

  • Venceu nas categorias de melhor filme, melhor ator (Dustin Hoffman) e melhor atriz coadjuvante (Meryl Streep).

Academia Japonesa de Cinema 1981 (Japão)

  • Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde fevereiro de 2012).
  • Kate Jackson era a escolha original para o papel de Joanna Kramer, mas seu comprometimento com a série televisiva Charlie's Angels a impediu de ficar com o papel.
  • Jane Fonda recusou o papel de Joanna Kramer.
  • O papel de Ted Kramer foi oferecido a James Caan, porém ele o recusou.
  • Meryl Streep redigiu o discurso que fez na cena do julgamento por sugestão do diretor Robert Benton, depois que ela comentou que não estava satisfeita com o discurso que constava no roteiro original.
  • Dustin Hoffman, que tinha acabado de se separar, contribuiu com muitos momentos pessoais e diálogos no filme. O diretor chegou a sugerir que seu nome constasse nos créditos do filme como roteirista, mas o ator recusou.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]