Burt Reynolds

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde junho de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Burt Reynolds
Burt Reynolds em 1991.
Nome completo Burton Leon Reynolds Jr
Nascimento 11 de fevereiro de 1936 (78 anos)
Waycross, Geórgia
 Estados Unidos
Ocupação Ator
Diretor
Produtor
Emmy Awards
Melhor Ator em Séries de comédia
1991 - Evening Shade
Prêmios Globo de Ouro
Melhor ator (coadjuvante/secundário) em cinema
1998 - Boogie Nights
Melhor ator (série cómica ou musical) em televisão
1992 - Evenig Shade
Outros prêmios
Satellite Awards
Melhor ator coadjuvante/secudário
1998 - Boogie Nights
IMDb: (inglês)


Burton Leon Reynolds, Jr., mais conhecido por Burt Reynolds (Waycross, Geórgia, 11 de fevereiro de 1936) é um premiado actor norte-americano.[1] . Alguns de seus papéis memoráveis incluem Lewis Medlock em Deliverance, Bobby "Gator" McCluskey em White Lightning, Paul "Wrecking" Crewe em The Longest Yard, o treinador Nate Scarborough na refilmagem de 2005 de The Longest Yard, Bo 'Bandit' Darville em Smokey and the Bandit, J.J. McClure em The Cannonball Run, a voz de Charlie B. Barkin em All Dogs Go to Heaven, e Jack Horner em Boogie Nights. Ele é uma das personalidades norte-americanas de televisão e cinema mais reconhecidas, com participação em mais de 90 filmes e 300 aparições na tv.

Infância e adolescência[editar | editar código-fonte]

Os pais de Reynolds eram Burton Lee Reynolds, de ascendência indígena Cherokee e irlandesa, [2] e sua esposa, Fern. Burt afirma em sua autobiografia que sua família vivia em Lansing quando seu pai foi recrutado pelo Exército dos Estados Unidos.[3] Reynolds, sua mãe e sua irmã juntaram-se ao pai no Forte Leonard Wood, no Missouri, onde viveram por dois anos. Quando o pai de Reynolds foi enviado à Europa, a família retornou a Lansing. Em 1946, Reynolds se mudou para Riviera Beach, cerca de 10 milhas ao norte de West Palm Beach, com seus pais. Seu pai mais tarde se tornou chefe de polícia de Riviera Beach.
Em seu último ano no colegial de Palm Beach, Reynolds foi nomeado melhor jogador de primeiro time do estado, como fullback, e recebeu inúmeras ofertas de bolsas de estudos.[4] Após se formar, Reynolds frequentou a Florida State University por conta de uma bolsa de futebol americano, se tornando um all-star halfback.[5] Reynolds esperava seguir carreira profissional no esporte, mas sofreu uma lesão na primeira temporada, que se agravou após um acidente de carro no mesmo ano. Com o fim de sua carreirra no futebol, Reynolds considerou se tornar policial, mas seu pai sugeriu que ele primeiro concluisse a faculdade e depois se tornasse um "parole officer", policial responsável por supervisionar prisioneiros recém-libertados. Para continuar com os estudos, ele começou a tomar aulas na Palm Beach Junior College, próxima ao Lake Worth, na Florida. Durante seu primeiro termo nessa faculdade, Reynolds frequentou uma matéria ministrada por Watson B. Duncan III, que pressionou Reynolds a tentar um papel para uma peça que estava produzindo, Outward Bound. Ele deu a Reynolds o papel principal, tendo como base suas impressões das leituras que Reynolds fazia de Shakespeare durante as aulas. Ele ganhou o prêmio de arte dramática do estado da flórida de 1956 por seu desempenho na peça. Reynolds chama Duncan de mentor e o considera a pessoa mais influente em sua vida.[6]

Carreira como ator[editar | editar código-fonte]

O Prêmio de Drama do Estado da Flórida incluia uma bolsa de estudos para a Hyde Park Playhouse, um teatro que se apresentava no verão no Hyde Park, em Nova York. Reynolds viu a oportunidade como uma alternativa agradável aos trabalhos de verão mais extenuantes, mas ainda não via a atuação como carreira. Enquanto trabalhava no Hyde Park, Reynolds conheceu Joanne Woodward, que o ajudou a encontrar um agente e conseguir um papel em Tea and Sympathy na Neighborhood Playhouse, na cidade de Nova York. Reynolds recebeu revisões favoráveis por seu desempenho, e seguiu em turnê com Tea and Sympathy, dirigindo o ônibus assim como atuando no palco.[7]

Após a turnê, Reynolds retornou a Nova York e se inscreveu para aulas de teatro. Entre seus colegas, estavam Frank Gifford, Carol Lawrence, Red Buttons e Jan Murray. Após uma improvisação mal feita durante as aulas, Reynolds brevemente considerou voltar à Flórida, mas logo conseguiu um papel na peça Mister Roberts, com Charlton Heston como protagonista. Após o fechamento da peça, o diretor, John Forsythe, conseguiu para Reynolds um teste para um filme com Josh Logan. O filme era Sayonara, e foi dito a Reynolds que ele não poderia estar no filme porque se parecia demais com Marlon Brando. Logan aconselhou Reynolds a ir para Hollywood, mas Reynolds não se sentia confiante o sufiente para fazê-lo.[8]

Reynolds trabalhou em empregos peculiares enquanto esperava por uma oportunidade como ator. Ele serviu como garçom, lavou pratos, dirigiu um caminhão de entregas e trabalhou como segurança no Roseland Ballroom. Foi enquanto trabalhava nas docas que Reynolds recebeu a oferta de $150 para pular através de uma janela de vidro em um programa de televisão ao vivo.[9]

Ele fez sua estreia na Broadway em Look, We've Come Through. Reynolds estreou primeiramente na televisão com Darren McGavin na série da NBC "Riverboat", de 1959-1961. Em 1960-1961, ele apareceu em dois episódios da série The Blue Angels, sobre pilotos de elite da marinha norte-americana. Nessa mesma época, ele estrelou no drama criminal The Brothers Brannagan, para a tv, no episódio "Bordertown". Reynolds continuou aprecendo em uma série de outros programas, incluindo um papel do ferreiro mestiço de índios Quint Asper em Gunsmoke, da CBS, entre 1962 e 1965. Em 11 de junho de 1959, ele apareceu como Tony Sapio, junto com Ruta Lee como Gloria Fallon, no episódio chamado "The Payoff", no drama criminal da NBC The Lawless Years. Em 1962, Reynolds apareceu como convidado em Perry Mason no "The Case of the Counterfeit Crank".

Sua estréia no cinema ocorreu em 1961, no filme Angel Baby. Estimulado pelo amigo Clint Eastwood, Reynolds usou sua fama na TV para assegurar papéis principais em filmes estrangeiros de baixo orçamento. A primeira dessas participações foi no western Navajo Joe, lançado em 1966. Esses papéis estabeleceram Reynolds como um protagonista financiável em filmes, proporcionando-lhe papéis em filmes norte-americanos de grande orçamento. Durante esse período, ele estrelou em dois programas policiais que duraram pouco: Hawk e Dan August. Ele denegriu esses programas, dizendo a Johnny Carson que Dan August tinha "duas formas de expressão: bravo e muito bravo." O trabalho que fez sua carreira deslanchar foi Deliverance, em 1972, que o tornou um astro. Nesse mesmo ano, Reynolds ganhou notoriedade quando posou nu na edição de abril da Cosmopolitan Magazine.

Reynolds afirma que o ofereceram o papel de James Bond pelo produtor Albert R. Broccoli, após Sean Connery haver deixado seus direitos. Reynolds recusou o papel, dizendo: "Um norte-americano não pode interpretar James Bond. Isso simplesmente não pode ser feito."[10] Em 1973, ele lançou o álbum Ask Me What I Am. Ele também cantaria com Dolly Parton em The Best Little Whorehouse in Texas.

Reynolds apareceu na "The American Sportsman" da ABC, cujo anfitrião era o jornalista Grits Gresham, que levava celebridades para viagens de caça, pesca e tiro ao redor do mundo.

Em 15 de março de 1978, Reynolds ganhou uma estrela da calçada da fama de Hollywood, e nesse mesmo ano construiu um teatro em Jupiter, no estado da Flórida. Sua fama era tanta que ele não só atraiu grandes nomes para suas produções, como também grande público. Ele vendeu seu ponto no início da década de 1990.

Nos anos 80, após Smokey and the Bandit, ele passou a atuar em papéis similares, em filmes menos bem feitos e menos bem sucedidos. O comediante e ator Robert Wuhl, em uma apresentação no final da década de 1980, disse que "Burt Reynolds faz tantos filmes ruins, que quando alguém mais faz um filme ruim, Burt ganha royalties!" Em 1987, Reynolds produziu, em conjunto com o amigo Bert Convy, o programa Win, Lose or Draw, no qual chegou a aparecer como jogador em alguns episódios.

Durante a primeira metade da década de 1990, ele estrelou a série Evening Shade, da CBS, pela qual ganhou um Emmy Award por Protagonista de Série de Comédia (1991).

Apesar de muito sucesso, as finanças de Reynolds não iam bem, em parte devido a um estilo de vida extravagante, um divórcio desastroso de Loni Anderson, e investimentos falidos em cadeias de restaurante da Flórida. Consequentemente, em 1996, Reynolds pediu a falência.[11] [12] Reynolds emergiu dessa situação 2 anos depois.[12]

Reynolds teve seu retorno com o filme Striptease em 1996, e o aclamado Boogie Nights, em 1997, colocou sua carreira de volta nos eixos. Ele foi indicado para um Oscar de melhor ator coadjuvante por seu desempenho em Boogie Nights e ganhou um Golden Globe pelo filme. Foi considerado o principal indicado para o Oscar, mas perdeu para Robin Williams, que o ganhou por seu papel em Good Will Hunting.

No início de 2000, ele criou o Burt Reynolds's One-Man Show, com o qual saiu em turnê. Em 2002, emprestou sua voz ao personagem Avery Carrington no controverso video-game Grand Theft Auto: Vice City.

Em 2005, ele co-estrelou uma reedição do filme The Longest Yard, de 1974, com Adam Sandler atuando no papel de Paul Crewe, que foi interpretado por Reynolds na versão original. Dessa vez, Reynolds ficou com o papel de Nate Scarborough. A ironia em sua participação é que seu papel de 1974 rendeu-lhe uma indicação ao Golden Globe, enquanto que na refilmagem, ele recebeu indicação ao Razzie Award por "pior ator coadjuvante". Ele também apareceu em uma versão para o cinema da série dos anos 80 The Dukes of Hazzard, como Boss Hogg.

Reynolds estrelou na versão em audio book de The Worst-Case Scenario Survival Handbook. Em maio de 2006, ele começou a aparecer nos comerciais de cerveja Miller Lite. Em 2007, no World Stuntman Awards, ele recebeu o prêmio Taurus Lifetime Achievement Award. Enquanto entregava o prêmio, Arnold Schwarzenegger se referiu a ele como o melhor entre os melhores.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Relacionamentos[editar | editar código-fonte]

Em vários momentos de sua vida, Reynolds esteve romanticamente envolvido com Tammy Wynette, Lucie Arnaz, Adrienne Barbeau, Susan Clark, Sally Field, Lorna Luft, Tawny Little, Pam Seals, Dinah Shore[13] e Christine Evert.[14] Seu relacionamento com Shore recebeu atenção em particular, já que ela era 20 anos mais velha do que ele. Reynolds foi casado com a atriz/comediante Judy Carne de 1963 a 1965, e com a atriz Loni Anderson de 1988 a 1993, com quem adotou o filho Quinton Anderson Reynolds (nascido em 31 de agosto de 1988).[15] Segundo a emissona E! Online, ele namorou Kate Edelman Johnson de 2003 a 2005.[16]

Proprietário de time esportivo[editar | editar código-fonte]

Em 1982, Reynolds se tornou co-proprietário do Tampa Bay Bandits, um time profissional de futebol americano da USFL, cujo apelido foi inspirado pelo então recente filme Smokey and the Bandit. Reynolds também foi co-proprietário de um time NASCAR Winston Cup com Hal Needham, que corria com o carro #33, com Harry Gant como motorista.

Problemas financeiros[editar | editar código-fonte]

Reynolds está na lista californiana de pagadores de impostos delinquentes, com uma dívida pessoal de $225,008.64 em taxas. Um penhor relacionado foi feito em 22 de fevereiro de 1996, que foi inteiramente pago desde então.[17]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Trabalho Personagem Notas
1961 Angel Baby Hoke Adams Estréia no cinema
Armored Command Skee  
1965 Operation C.I.A. Mark Andrews  
1966 Navajo Joe Joe  
1969 100 Rifles Yaqui Joe Herrera  
Sam Whiskey Sam Whiskey  
Impasse Pat Morrison  
Shark! Caine  
1970 Skullduggery Douglas Temple  
1972 Deliverance Lewis Medlock  
Fuzz Det. Steve Carella  
Everything You Always Wanted to Know About Sex (But Were Afraid to Ask) Operador do painel de controle Participação breve
1973 Shamus Shamus McCoy  
White Lightning Gator McKlusky  
The Man Who Loved Cat Dancing Jay Grobart  
1974 The Longest Yard Paul Crewe Indicado para o Golden Globe Award como melhor ator em filme musical/comédia
1975 At Long Last Love Michael Oliver Pritchard III  
W.W. and the Dixie Dancekings W.W. Bright  
Lucky Lady Walker Ellis
Hustle Tenente Phil Gaines também produtor executivo
1976 Silent Movie ele mesmo Participação breve
Gator Gator McKlusky também como diretor
Nickelodeon Buck Greenway  
1977 Smokey and the Bandit Bo 'Bandit' Darville  
Semi-Tough Billy Clyde Puckett  
1978 The End Wendell Sonny Lawson também como diretor
Hooper Sonny Hooper também como produtor
1979 Starting Over Phil Potter Indicado para o Golden Globe Award como melhor ator em filme musical/comédia
1980 Rough Cut Jack Rhodes  
Smokey and the Bandit II Bo 'Bandit' Darville  
1981 The Cannonball Run J.J. McClure  
Paternity Buddy Evans  
Sharky's Machine Sgt. Tom Sharky também como diretor
1982 The Best Little Whorehouse in Texas Sheriff Ed Earl Dodd
Best Friends Richard Babson  
1983 Stroker Ace Stroker Ace  
Smokey and the Bandit Part 3 The Real Bandit/ Bo 'Bandit' Darville Participação breve
The Man Who Loved Women David Fowler  
1984 Cannonball Run II J.J. McClure  
City Heat Mike Murphy  
1985 Southern Voices, American Dreams ele próprio documentário
Stick Ernest 'Stick' Stickley também como diretor
1986 Uphill All the Way ele próprio participação breve
Sherman's March ele próprio documentário
Heat Mex  
1987 Malone Richard Malone  
1988 Rent-A-Cop Tony Church  
Switching Channels John L. Sullivan IV  
1989 Physical Evidence Joe Paris  
Breaking In Ernie Mullins  
All Dogs Go to Heaven Charlie B. Barkin voz e vocal
1990 Modern Love Coronel Frank Parker  
1992 The Player ele próprio participação breve
1993 Cop and a Half Nick McKenna  
1994 A Century of Cinema ele próprio documentário
1995 The Maddening Roy Scudder  
1996 Frankenstein and Me Les Williams  
Citizen Ruth Blaine Gibbons  
Striptease Congressista David Dilbeck  
Mad Dog Time 'Wacky' Jacky Jackson  
1997 Meet Wally Sparks Lenny Spencer  
Bean General Newton  
Boogie Nights Jack Horner Chicago Film Critics Association Award por melhor ator coadjuvante
Dallas-Fort Worth Film Critics Association Award por melhor ator coadjuvante
Florida Film Critics Circle Award por melhor elenco
Golden Globe Award por melhor ator coedjuvante em longa-metragem
Las Vegas Film Critics Society Awards por melhor ator coadjuvnte
Los Angeles Film Critics Association Award por melhor ator coedjuvante
National Society of Film Critics Award por melhor ator coadjuvante
New York Film Critics Circle Award por melhor ator coadjuvante
Online Film Critics Society Award por melhor ator coadjuvante

Indicado — Academy Award por melhor ator coadjuvante
indicado — BAFTA Award por melhor ator coadjuvante
Indicado — Screen Actors Guild Award por desempenho de elenco em um longa-metragem
Indicado — Screen Actors Guild Award por melhor ator coadjuvante
Raven Jerome 'Raven' Katz  
1998 Crazy Six Dakota  
Hard Time Det. Logan McQueen  
An All Dogs Christmas Carol Charlie B. Barkin voz; diretor de vídeo
1999 Waterproof Eli Zeal  
The Hunter's Moon Clayton Samuels  
Pups Daniel Bender  
Big City Blues Connor co-produtor
Stringer Wolko  
Mystery, Alaska Judge Walter Burns  
2000 The Crew Joey 'Bats' Pistella  
The Last Producer Sonny Wexler também como diretor
2001 Driven Carl Henry  
Tempted Charlie LeBlanc  
Hotel Flamenco Manager  
The Hollywood Sign Kage Mulligan  
Auf Herz und Nieren Banko Filme alemão
2002 Snapshots Larry Goldberg  
Time of the Wolf Archie McGregor  
Grand Theft Auto: Vice City Avery Carrington voz do vídeo game
2003 Hard Ground John 'Chill' McKay filme para televisão do Hallmark Channel
The Librarians Irlandês  
4th and Life Narrador documentário
Gumball 3000: The Movie ele próprio voz
2004 Without a Paddle Del Knox  
2005 The Longest Yard Treinador Nate Scarborough  
The Dukes of Hazzard Jefferson Davis 'Boss' Hogg  
Legend of Frosty the Snowman Narrador voz
2006 Cloud 9 Billy Cole  
End Game General Montgomery  
Forget About It Sam LeFleur  
Grilled Goldbluth  
Broken Bridges Jake Delton  
2007 Randy and the Mob Elmore Culpepper  
In the Name of the King: A Dungeon Siege Tale Rei Konreid  
2008 Deal Tommy Vinson  
Delgo Pai de Delgo voz
2009 A Bunch of Amateurs Jefferson Steel
Not Another Not Another Movie C.J. Waters
A Fonder Heart Craig Thomas
Catch .44 Mel

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Óscar
BAFTA
  • 1998 - Indicado melhor ator coadjuvante, por "Boogie Nights"
Emmy Awards
  • 1992 - Indicado melhor ator em séries de comédia, por Evening Shade
  • 1991 - Melhor ator em séries de comédia, por "Evening Shade"
Globo de Ouro
Satellite Awards
  • 1998 - Melhor Ator (coadjuvante/secundário) de filme de cinema, por "Boogie Nights"
Framboesa de Ouro
  • 2006 - Indicado pior ator (coadjuvante/secundário), por "The Dukes of Hazzard"
  • 2006 - Indicado pior ator (coadjuvante/secundário), por "The Longest Yard"
  • 2002 - Indicado pior ator (coadjuvante/secundário), por "Driven"
  • 2002 - Indicado pior dupla (ao lado de Sylvester Stallone), por "Driven"
  • 1997 - Pior dupla (ao lado de Demi Moore), por "Striptease"
  • 1997 - Indicado pior ator (coadjuvante/secundário), por "Striptease"
  • 1994 - Pior ator, por "Cop and ½"
  • 1989 - Indicado pior ator, por "Rent-a-Cop"
  • 1989 - Indicado pior ator, por "Switching Channels"
  • 1985 - Indicado pior ator, por "Cannonball Run II"
  • 1985 - Indicado pior ator, por "City Heat"
Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Referências

  1. Birthname Hollywood.com. Cópia arquivada em 2012-05-26.
  2. "Burt Reynolds". Inside the Actors Studio. Bravo.
  3. Várias fontes citam Waycross, no estado da Georgia, como seu local de nascimento (Birthplace Turner Classic Movies., Birthplace (em inglês) Chicago Sun-Times (article from 2007. e Birthplace (em inglês) Biography Channel.), por exemplo, enquanto outros fontes afirmam que ele nasceu em Lansing, no estado do Michigan (Burt Reynolds's Site oficial), (NNBD e The Palm Beach Post, 28 de junho de 2000). A autobiografia de Reynolds (My Life) não faz referência ao seu local de nascimento, embora conte sua infância em Lansing, e não chega a mencionar Waycross.
  4. Reynolds. Pp. 17, 33-7, 41-4
  5. Photo gallery of Reynolds at FSU: Heritage.fsu.edu.
  6. Reynolds. Pp. 57-9
  7. Reynolds. Pp. 59-63.
  8. Reynolds. Pp. 63-5.
  9. Reynolds. Pp. 65-7.
  10. [1] Monstersandcritics.com.
  11. Famous Bankruptcies] Laura J. Margulies. Law-margulies.com (2008).
  12. a b Gary Eng Walk (07 October1998), "[. Burt Reynolds closes the book on Chapter 11 (em inglês) Entertainment Weekly. Ew.com.
  13. Anderson. 251-253, 262-263
  14. Chris Allmovie.com.
  15. BURT AND LONI, AND BABY MAKES GLEE (The Philadelphia Inquirer - 3 de setembro de 1988)
  16. Kate (em inglês) E!.
  17. Delinquent Taxpayers Ftb.ca.gov. Página visitada em 17 de janeiro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator ou atriz de cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Burt Reynolds