Marion Cotillard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marion Cotillard
Nome completo Marion Cotillard
Nascimento 30 de setembro de 1975 (39 anos)
Paris,
França
Ocupação Atriz, Cantora
Cônjuge Guillaume Canet (2007-presente)
Atividade 1994-presente
Oscares da Academia
Melhor Atriz Principal
2008 - Piaf - Um Hino ao Amor
Prêmios Globo de Ouro
Melhor Atriz em Comédia ou Musical
2008 - Piaf - Um Hino ao Amor
Festival de Cannes
2004 - Revelação Feminina
César
Melhor Atriz Coadjuvante
2005 - Eterno Amor
Melhor Atriz
2008 - Piaf - Um Hino ao Amor
BAFTA
Melhor Atriz
2008 - Piaf - Um Hino ao Amor
Outros prêmios
Hollywood Film Festival
2008 - Atriz do Ano - Piaf - Um Hino ao Amor

2013 - Atriz do Ano - Ferrugem e Osso
Prix Lumière
2008 - Melhor Atriz - Piaf - Um Hino ao Amor
Étoiles d'Or
2008 - Melhor Atriz - Piaf - Um Hino ao Amor
2013 - Melhor Atriz - Ferrugem e Osso
Telluride Film Festival
2012 - Melhor Atriz - Ferrugem e Osso
Hawaii International Film Festival
2012 - Melhor Atriz - Ferrugem e Osso
Globe de Cristal
2013 - Melhor Atriz - Ferrugem e Osso
Irish Film and Television Awards
2013 - Melhor Atriz Internacional - Ferrugem e Osso
Sant Jordi Awards
2013 - Melhor Atriz Estrangeira - Ferrugem e Osso
Hasty Pudding Theatricals
2013 - Mulher do Ano

IMDb: (inglês)


Marion Cotillard (Paris, 30 de setembro de 1975) é uma atriz francesa vencedora do Oscar, conhecida principalmente por estrelar os filmes Piaf - Um Hino ao Amor, A Origem e Ferrugem e Osso. Entre outros filmes de sucesso da atriz estão: Táxi – Velocidade nas Ruas, Amor ou Consequência, Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas, Eterno Amor, Inimigos Públicos, Até a Eternidade, Meia-Noite em Paris, Contágio e Dois Dias, Uma Noite.

Tem papel ativo em causas ecológicas, sendo também porta-voz do Greenpeace.

É garota-propaganda da bolsa Lady Dior desde 2008 e já apareceu em mais de 200 capas de revistas, entre elas estão Vogue, Marie Claire, Elle, Variety, Harper's Bazaar, Vanity Fair, Madame Figaro, Glamour, Grazia, W, The Hollywood Reporter e Wall Street Journal Magazine. A atriz também foi escolhida para ser a capa da primeira edição da Dior Magazine, em Setembro de 2012.[1]

Cotillard é a atriz francesa mais bancável do século XXI de acordo com o site PureMedias. Os filmes estrelados pela atriz arrecadaram mais de $3 bilhões nas bilheteria e venderam mais de 37 milhões de ingressos na França de 2001 a 2014.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha de Jean-Claude Cotillard, um dramaturgo, ator e diretor, e Niseema Theillaud, atriz e professora de drama. Cresceu em Orléans, França e passou parte de sua infância em Alfortville.

Ela é a mais velha de três irmãos. Seus dois irmãos mais novos são gêmeos idênticos: Quentin, pintor e escultor, e Guillaume, diretor e roteirista, nascidos em 6 de Novembro de 1977.

Cotillard começou a atuar na infância e teve sua estreia numa das peças de seu pai. Estudou teatro no Conservartório de Arte Dramática em Orléans e depois no Conservatório Molière em Paris. Em 1997, estrelou na peça "Y a des nounours dans les placards", que foi dirigida por seu primo, Laurent Cotillard. Em 1994 ela ganhou o Premier Prix do Conservatório de Arte Dramática de Orléans e aos 19 anos, estreou no cinema com L'Histoire du Garçon qui Voulait qu'on l'Embrasse de 1994.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Entre os anos 90 e 2000, Cotillard participou de algumas produções bastante conhecidas e cultuadas. Fez participações em séries de televisão como Highlander e Extrême Limite. Em 1996, protagonizou o seu primeiro filme, Chloé, contracenando com Anna Karina. Teve papéis pequenos em filmes como Comment je me suis disputé… (ma vie sexuelle) de Arnaud Desplechin e Turista Espacial (La Belle Verte) de Coline Serreau

Em 1998, participou do filme "Táxi" de Gérard Pirès (e produzido por Luc Besson) no papel de Lili Bertineau, por sua atuação, a atriz foi indicada ao César de Atriz Revelação em 1999. O filme foi um grande sucesso e Cotillard reprisou o papel em duas sequências: "Táxi 2" (2000) e "Táxi 3" (2003).

Em 1999, estrelou no filme pós-apocalíptico "Furia" de Alexandre Aja e no drama de guerra suíço La Guerre dans le Haut Pays, pelo qual recebeu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Autran, na França.

Marion Cotillard em 1999

Em 2001, Cotillard participou do filme "Lisa" de Pierre Grimblat, no qual teve o papel-título, interpretando a versão jovem da personagem de Jeanne Moreau. Também protagonizou o filme "Les Jolies Choses" de Gilles Paquet-Brenner, interpretando Lucie e Marie, irmãs gêmeas de personalidades totalmente opostas. Por sua atuação em "Les Jolies Choses", a atriz recebeu sua segunda indicação ao César de Atriz Revelação em 2002. No mesmo ano ela ainda protagonizou o suspense "Une femme piégée" no papel de Florence Lacaze, uma mulher que foi acusada de matar o marido e precisa provar sua inocência.

Em 2002, fez parte do thriller "Une Affaire Privée" de Guillaume Nicloux, no papel de Clarisse.

Em 2003, protagonizou "Amor ou Consequência" (Jeux d'enfants) de Yann Samuell no papel de Sophie Kowalsky, e contracenou ao lado de Guillaume Canet, que anos mais tarde viria a se tornar seu namorado. Também estrelou em "Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas" (Big Fish) de Tim Burton, no papel de Joséphine Bloom.

Em 2004, Cotillard ganhou o Troféu Chopard de revelação feminina no Festival de Cannes. No mesmo ano estrelou em "Eterno Amor" de Jean-Pierre Jeunet, no papel da vingativa Tina Lombardi, atuação que lhe recebeu o César de Melhor Atriz Coadjuvante.

Em 2005 estrelou em "Mary" de Abel Ferrara e em 2006 participou de "Um Bom Ano" de Ridley Scott, interpretando Fanny Chenal e contracenando ao lado de Russell Crowe.

Mas foi por sua interpretação de Édith Piaf em "Piaf - Um Hino ao Amor" (2007) de Olivier Dahan, que a atriz conquistou vários prêmios de cinema como o César, o BAFTA, Globo de Ouro e o Oscar de Melhor Atriz. No Festival Internacional de Cinema de Berlim, onde o filme premiado estreou, Marion obteve 15 minutos de ovação de pé dos presentes.

Em 2009, atuou em "Inimigos Públicos" de Michael Mann ao lado Johnny Depp e Christian Bale. Nesse filme Cotillard interpretou Billy Frechette, namorada do gângster John Dillinger, interpretado por Depp. Ela também estrelou no musical "Nine" de Rob Marshall, no papel de Luisa Contini, esposa do personagem de Daniel Day-Lewis. A atuação em Nine rendeu à Cotillard sua segunda indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em Comédia ou Musical; no mesmo ano ela ainda protagonizou o filme francês "O Último Voo" (Le Dernier Vol) ao lado de Guillaume Canet.

Marion Cotillard em 2009

Em 2010, estrelou em "A Origem" de Christopher Nolan, onde interpretou a principal antagonista do filme, Mal Cobb, esposa do personagem de Leonardo DiCaprio. Também participou do drama "Até a Eternidade", dirigido por Guillaume Canet, no filme Cotillard interpretou a ambientalista Marie. No mesmo ano, Cotillard recebeu o título de Cavaleira da Ordem das Artes e Letras, por sua contribuição ao enriquecimento da cultura francesa. A medalha foi entregue a ela pelo Ministro da Cultura da França, Fréderic Mitterand.[4]

Em 2011 atuou em "Contágio" de Steven Soderbergh, no papel da Dr.ª Leonora Orantes. No mesmo ano estrelou no filme Meia Noite em Paris de Woody Allen, no papel de Adriana, musa fictícia do pintor Pablo Picasso, por quem Gil (personagem de Owen Wilson) se apaixona.

Em 2012, Cotillard atuou em "Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge", interpretando Miranda Tate/Talia al Ghul e trabalhou novamente com o diretor Christopher Nolan e com os atores Tom Hardy, Joseph Gordon-Levitt, Cillian Murphy e Michael Caine de A Origem e Christian Bale de Inimigos Públicos. Também protagonizou o filme francês "Ferrugem e Osso" de Jacques Audiard, onde interpreta Stéphanie, uma treinadora de baleias sem pernas que vive um romance inusitado com um boxeador interpretado por Matthias Schoenaerts. O filme foi aplaudido de pé durante 10 minutos[5] ao final de sua exibição no 65º Festival de Cannes em 2012 e Cotillard foi aclamada internacionalmente por sua atuação.[6] Por sua atuação no filme, Marion ganhou os prêmios Globe de Cristal, Étoiles d'Or, Sant Jordi Award, Irish Film & Television Award e o prêmio de Melhor Atriz no Festival International de Cinema do Hawaii e também foi indicada ao Globo de Ouro, Critics' Choice Award, Prémios Screen Actors Guild, BAFTA, Australian Film Institute Awards, Prix Lumière e César, mas foi ignorada pelo Oscar.[7] A atriz Cate Blanchett escreveu um artigo para a Variety elogiando a atuação de Cotillard em Ferrugem e Osso.[8] As duas atrizes competiram pelo Oscar de Melhor Atriz em 2008. Na época, Blanchett declarou publicamente que tinha votado para Cotillard ganhar o Oscar e quando Marion foi anunciada como a vencedora do prêmio, Blanchett estava visivelmente feliz pela vitória dela.

Marion Cotillard e Leonardo DiCaprio apareceram na 8ª posição da lista da Forbes sobre os Casais Mais Rentáveis de Hollywood em 2012, graças ao sucesso do filme que eles estrelaram juntos: A Origem. Eles são o único casal da lista que não faziam parte de uma franquia.[9]

Em Fevereiro de 2013, foi eleita "Mulher do Ano" pelos alunos da Universidade Harvard por sua contribuição ao entretenimento.[10] [11]

Marion Cotillard na premiere de The Immigrant no Festival de Cannes 2013.

A atriz protagonizou o seu primeiro filme em Hollywood em 2013: "Era Uma Vez em Nova York" de James Gray, no papel da imigrante polonesa Ewa Cybulska, contracenando ao lado de Joaquin Phoenix e Jeremy Renner. Também atuou no filme "Laços de Sangue" (Blood Ties), dirigido pelo marido Guillaume Canet. Os dois filmes foram exibidos no 66º Festival de Cannes na mesma semana.

Em 7 de Maio de 2013, foi lançado o videoclipe da canção “The Next Day” de David Bowie, que conta com a participação de Cotillard e Gary Oldman, colegas de elenco no filme Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge. O clipe gerou polêmica e foi banido em alguns países por distorcer dogmas e símbolos do catolicismo.[12]

Em Novembro e Dezembro de 2013, a atriz fez parte do júri do Festival de Cinema de Marrakech, que foi presidido por Martin Scorsese.[13]

Em 2014, Cotillard protagonizou o filme belga "Dois Dias, Uma Noite" (Deux jours, une nuit) dos Irmãos Dardenne, no papel de Sandra. Sua atuação foi muito elogiada durante a exibição do filme no 67º Festival de Cannes.[14]

Os próximos projetos da atriz são a nova adaptação cinematográfica de "Macbeth" de William Shakespeare, onde irá interpretar Lady Macbeth ao lado de Michael Fassbender no papel-título,[15] uma nova adaptação de "O Pequeno Príncipe" em 3D, onde a atriz irá dublar a Rosa[16] e a animação steampunk "Un Monde Truqué", onde ela vai dublar a protagonista Avril. As duas animações estão previstas para estrear em 2015. A atriz ainda vai protagonizar o drama francês "Mal de Pierres" dirigido por Nicole Garcia, previsto para ser lançado em 2016.[17]

Lady Dior[editar | editar código-fonte]

Em 2008 Cotillard foi escolhida para ser garota-propaganda da grife francesa Dior, desde então a atriz faz campanhas publicitárias para a bolsa Lady Dior e já estrelou uma série de curta-metragens para divulgar a bolsa situados em diferentes cidades, são eles: Lady Noire Affair (Paris), Lady Rouge (Nova York), Lady Blue (Shangai) e Lady Grey (Londres), a atriz ainda estrelou a web-série em 7 episódios Lady Dior Web Documentary, para o qual compôs e cantou a canção "Lily's Body",[18] que ganhou um videoclipe no formato animação mostrando o encontro de Cotillard com o estilista criador da grife, Christian Dior. No quinto episódio da série, a atriz revelou que irá criar uma bolsa para a Lady Dior.[19]

Campanhas[editar | editar código-fonte]

  • 2009: Lady Dior Paris: Lady Noire - Spring/Summer 2009.
  • 2009: Lady Dior New York: Lady Rouge - Fall/Winter 2009/2010.
  • 2010: Lady Dior Shanghai: Lady Blue - Spring/Summer 2010.
  • 2010: Lady Dior London: Lady Grey - Fall/Winter 2010/2011.
  • 2011: Lady Dior Moscow - Spring/Summer 2011.
  • 2011: Miss Dior handbags: Fall/Winter 2011/2012.
  • 2011: Lady Dior Los Angeles - Fall/Winter 2011/2012.
  • 2012: Lady Dior: Paris - Spring/Summer 2012.
  • 2012: Lady Dior Hampton - Fall/Winter 2012.
  • 2013: Lady Dior handbags - Spring/Summer 2013.
  • 2012: Lady Dior Resort - Fall-Winter 2013/2014.
  • 2014: Lady Dior handbags - Spring/Summer 2014

Projetos sociais e ecológicos[editar | editar código-fonte]

Cotillard é porta-voz do Greenpeace. Ela recusou um contrato publicitário com a marca de cosméticos L'Oréal, porque a empresa testava seus produtos em animais.[20]

Em 2009, a pedido de Kofi Annan, presidente do Fórum Global Humanitário, ela participou da gravação da música Beds are Burning da banda Midnight Oil, para ajudar na campanha 'Tck Tck Tck'. O lançamento da música serviu como uma petição musical global com a finalidade de exigir justiça climática na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança climática em Copenhague, que foi realizada em dezembro de 2009.[21]

Confeccionou sua própria boneca para a campanha da UNICEF "Les Frimousses Font Leur Cinéma", que depois foi vendida e o dinheiro foi usado para ajudar a vacinar milhares de crianças em Darfur.[22]

Em julho de 2010, Marion foi para o Congo, com outros ativistas do Greenpeace para combater o desmatamento das florestas, a viagem é mostrada no documentário The Congolese Rainforests: Living in Borrowed Time.[23] [24]

Em 2011 declarou seu apoio ao Cacique Raoni contra a Usina de Belo Monte no Brasil.[25]

Em 15 de Novembro de 2013, a atriz se prendeu em uma falsa prisão em Paris em defesa dos 30 tripulantes do navio quebra-gelo "MV Arctic Sunrise" do Greenpeace, que foram detidos em 19 de Setembro de 2013, por protestar no Ártico russo, entre os ativistas presos estava a brasileira Ana Paula Maciel, que foi libertada em 20 de Novembro de 2013. Dentro de uma cela e junto de outros militantes no Palais Royal da capital francesa, Cotillard segurava um cartaz que dizia: "sou defensora do clima".[26]

Em Fevereiro de 2014, Cotillard declarou seu apoio ao "The Tiger Manifesto", uma campanha lançada pelo Greenpeace para que os consumidores exijam que produtos sejam amigos das florestas e tigres. A destruição das florestas está atingindo animais como o tigre de Sumatra, na Indonésia, que está à beira da extinção com cerca de 400 tigres apenas.

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

Cotillard compôs a canção "La Fille de Joie" para o filme "Les Jolies Choses" de 2001, onde ela interpretava uma cantora.

Participou de vários shows da banda francesa Yodelice, onde se apresentou usando o pseudônimo Simone, que é o nome de sua avó, nos shows Marion cantava, tocava guitarra, baixo e teclado. Ela participou de algumas canções do álbum "Cardioid" da banda Yodelice que foi lançado em 2010.[27] Em 2008, ela compôs e gravou a canção "The Strong Ones" para o curta-metragem do perfume "Cartier Love" que foi dirigido por Olivier Dahan.[28]

Ela ainda cantou com a banda Franz Ferdinand no clipe "The Eyes of Mars",[29] feito especialmente para a campanha Lady Rouge da Dior, além de também compor e cantar a canção "Lily's Body" para o documentário da grife francesa.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Namorou com o ator francês Julien Rassam no final dos anos 90 até 2000. Teve um longo relacionamento com o ator francês Stéphan Guérin-Tillié entre 2000 e 2005. Também namorou o cantor Sinclair de 2005 a 2007.

Desde outubro de 2007, Cotillard está em um relacionamento com o ator e diretor francês Guillaume Canet, os dois protagonizaram os filmes Amor ou Consequência e O Último Voo e eram amigos desde os anos 90. Apesar de vários sites dizerem que os dois são casados, a atriz já afirmou em uma entrevista que não é casada.[30] Em 19 de Maio de 2011, nasceu o primeiro filho do casal, Marcel.[31]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Marion Cotillard em Julho de 2009
  • 1982: Le Monde des tout petits (Telefilme)
  • 1983: Lucie (curta-metragem)
  • 1992: Highlander (série de televisão) … Lori Bellian
  • 1994: Extrême Limite (série de televisão) … Sophie Colbert
  • 1994: L'Histoire du garçon qui voulait qu'on l'embrasse … Mathilde
  • 1995: Snuff Movie (curta-metragem)
  • 1996: Insalata Mista (curta-metragem) … Juliette
  • 1996: Théo la tendresse (Telefilme) … Laura
  • 1996: Comment je me suis disputé… (ma vie sexuelle) … Estudante
  • 1996: Chloé (Telefilme) … Chloé
  • 1996: Turista Espacial (La Belle Verte) … Macha
  • 1996: La Mouette (curta-metragem) … Laurence
  • 1997: Affaire Classée (curta-metragem) … Nathalie
  • 1997: La Sentence (curta-metragem)
  • 1998: Táxi – Velocidade nas Ruas (Taxi) … Lily Bertineau
  • 1998: Interdit de viellir (Telefilme) … Abigail Dougnac
  • 1998: La Surface de Réparation (curta-metragem) … Stella
  • 1999: La Guerre dans le haut pays … Julie Bonzon
  • 1999: Furia … Elia
  • 1999: L'Appel de la cave (curta-metragem) … Rachel
  • 1999: Du bleu jusqu'en Amérique … Solange
  • 2000: Taxi 2 … Lily Bertineau
  • 2000: Quelques jours de trop (curta-metragem)
  • 2000: Les Redoutables (Série de televisão) … Gabby
  • 2000: Le Marquis (curta-metragem)
  • 2001: Lisa … Lisa
  • 2001: Une Femme Piégée (Telefilme) … Florence Lacaze
  • 2001: Les Jolies Choses … Lucie F. e Marie
  • 2001: Heureuse (curta-metragem)
  • 2001: Boomer (curta-metragem) … Madame Boomer
  • 2002: Une Affaire Privée … Clarisse Entoven
  • 2003: Taxi 3 … Lily Bertineau
  • 2003: Amor ou Consequência (Jeux d'enfants) … Sophie Kowalsky
  • 2003: Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas (Big Fish) … Joséphine
  • 2005: Inocência (Innocence) … Mademoiselle Eva
  • 2004: Eterno Amor (Un long dimanche de fiançailles) … Tina Lombardi
  • 2005: Cavalcade … Alizée
  • 2005: O Amor Está no Ar (Ma vie en l'air) … Alice
  • 2005: Maria (Mary) … Gretchen Mol
  • 2005: Sauf le respect que je vous dois … Lisa
  • 2005: Caixa Preta (La Boîte Noire) … Isabelle Kruger e Alice
  • 2005: Edy … Céline
  • 2006: Você e Eu (Toi et moi) … Lena
  • 2006: Dikkenek … Nadine
  • 2006: Fair Play … Nicole
  • 2006: Um Bom Ano (A Good Year) … Fanny Chenal
  • 2007: Piaf – Um Hino ao Amor (La Môme) … Édith Piaf
  • 2008: Lady Noire Affair (curta-metragem) … Lady Noire
  • 2009: Inimigos Públicos (Public Enemies) … Billie Frechette
  • 2009: O Último Voo (Le Dernier Vol) … Marie Vallières de Beaumont
  • 2009: Nine … Luisa Contini
  • 2010: Lady Rouge (curta-metragem)
  • 2010: Lady Blue Shanghai (curta-metragem)
  • 2010: A Origem (Inception) … Mal
  • 2010: Até a Eternidade (Les Petits Mouchoirs) … Marie
  • 2011: Lady Grey London (curta-metragem)
  • 2011: Meia-Noite em Paris (Midnight in Paris) … Adriana
  • 2011: Contágio (Contagion) … Leonora Orantes
  • 2011: L.A.dy Dior (curta-metragem) … Margaux
  • 2012: Ferrugem e Osso (De Rouille et D'os) … Stéphanie
  • 2012: Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises) … Miranda Tate (Talia Al Ghul)
  • 2013: Era Uma Vez em Nova York (The Immigrant) … Ewa Cybulska
  • 2013: Blood Ties … Monica
  • 2014: Tudo Por Um Furo (Anchorman 2: The Legend Continues) … Apresentadora canadense
  • 2014: Dois Dias, Uma Noite (Deux jours, une nuit) … Sandra
  • 2014: MacbethLady Macbeth
  • 2015: Un Monde Truqué … Avril (voz)
  • 2015: O Pequeno Príncipe (The Little Prince) - Rosa (voz)
  • 2016: Mal de Pierres

Narração e dublagem[editar | editar código-fonte]

Clipes[editar | editar código-fonte]

  • 1990: Petite fille de Les Wampas
  • 2004: Givin'Up de Richard Archer e Tommy Hools
  • 2004: No Reason To Cry Out Your Eyes de Hawksley Workman
  • 2009: Beds Are Burning de TckTckTck - Time for Climate Justice
  • 2010: More Than Meets The Eyes de Yodelice
  • 2010: Breathe In de Yodelice
  • 2010: Take It All do filme Nine
  • 2010: The Eyes of Mars de Franz Ferdinand
  • 2013: The Next Day de David Bowie

Teatro[editar | editar código-fonte]

Marion Cotillard com o diretor Jacques Audiard e o ator Matthias Schoenaerts no Festival de Cannes 2012.

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar
Ano Categoria Filme Notas
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
Globo de Ouro
Ano Categoria Filme Notas
2008 Melhor atriz em filme de comédia ou musical Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
2010 Melhor atriz em filme de comédia ou musical Nine Indicado
2013 Melhor atriz em filme de drama Ferrugem e Osso Indicado
Festival de Cannes
Ano Categoria Notas
2004 Revelação Feminina Venceu
Prémios Screen Actors Guild
Ano Categoria Filme Notas
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Indicado
2010 Melhor elenco Nine Indicado
2012 Melhor elenco Meia-Noite em Paris Indicado
2013 Melhor atriz Ferrugem e Osso Indicado
BAFTA
Ano Categoria Filme Notas
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
2013 Melhor atriz Ferrugem e Osso Indicado
César
Ano Categoria Filme Notas
1999 Atriz revelação Táxi - Velocidade nas Ruas Indicado
2002 Atriz revelação Les Jolies Choses Indicado
2005 Melhor atriz coadjuvante Eterno Amor Venceu
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
2013 Melhor atriz Ferrugem e Osso Indicado
Globe de Cristal
Ano Categoria Filme Notas
2006 Melhor atriz O Amor Está no Ar Indicado
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Indicado
2013 Melhor atriz Ferrugem e Osso Venceu
Étoiles d'Or
Ano Categoria Filme Notas
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
2013 Melhor atriz Ferrugem e Osso Venceu
Critics' Choice Award
Ano Categoria Filme Notas
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Indicado
2010 Melhor atriz Nine Indicado
2010 Melhor elenco Nine Indicado
2013 Melhor atriz Ferrugem e Osso Indicado
Satellite Awards
Ano Categoria Filme Notas
2007 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
2009 Melhor elenco Nine Venceu
2009 Melhor atriz em comédia ou musical Nine Indicado
2010 Melhor atriz coadjuvante A Origem Indicado
Telluride Film Festival
Ano Categoria Notas
2012 Silver Medallion Venceu
Hollywood Film Festival
Ano Categoria Filme Notas
2007 Atriz do ano Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
2013 Atriz do ano Ferrugem e Osso Venceu
Hawaii International Film Festival
Ano Categoria Filme Notas
2012 Melhor atriz Ferrugem e Osso Venceu
Irish Film and Television Awards
Ano Categoria Filme Notas
2010 Melhor atriz internacional Nine Indicado
2013 Melhor atriz internacional Ferrugem e Osso Venceu
Sant Jordi Awards
Ano Categoria Filme Notas
2013 Melhor atriz estrangeira Ferrugem e Osso Venceu
Australian Film Institute
Ano Categoria Filme Notas
2013 Melhor atriz Ferrugem e Osso Indicado
Palm Springs International Film Festival
Ano Categoria Filme Notas
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
2009 Desert Palm Achievement Award Nine Venceu
European Film Awards
Ano Categoria Filme Notas
2007 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Indicado
Cabourg Romantic Film Festival
Ano Categoria Filme Notas
2000 Melhor atriz jovem Táxi 2 Venceu
2007 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
Czech Lion
Ano Categoria Filme Notas
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
Prix Lumière
Ano Categoria Filme Notas
2008 Melhor atriz Piaf – Um Hino ao Amor Venceu
2013 Melhor atriz Ferrugem e Osso Indicado
MTV Movie Awards
Ano Categoria Filme Notas
2012 Melhor vilã Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge Indicado

Referências

  1. Revista da Dior traz Marion Cotillard na capa Modismonet.com.
  2. Marion Cotillard reine du box-office français (em francês) Madame.lefigaro.fr.
  3. Marion has no regrets either (em inglês) News.com.au (7 de julho de 2007). Visitado em 12 de agosto de 2012.
  4. Atriz Marion Cotillard e diretor Tim Burton são condecorados na França G1.
  5. 2012 Cannes Film Festival - Rust and Bone Premiere (em inglês) Video.marion-cotillard.org.
  6. Cotillard packs Cannes punch in "Rust and Bone" (em inglês) Google Google.com.
  7. Why the hell didn't Marion Cotillard get an Oscar nomination for Rust and Bone? (em inglês) Moviemaker.com.
  8. Cate Blanchett on Marion Cotillard in ‘Rust and Bone’ (em inglês) Variety Variety.com.
  9. Hollywood's Top Earning On-Screen Couples (em inglês) Forbes Forbes.com.
  10. Eleita "Mulher do Ano", Marion Cotillard desfila em Harvard Universo Online Cinema.uol.com.br.
  11. Marion Cotillard wins Hasty Pudding's 2013 Woman of the Year (em inglês) CBS Cbsnews.com.
  12. Gary Oldman e Marion Cotillard em clipe polêmico de David Bowie Pipocamoderna.com.br.
  13. Cotillard, Clarkson, and Sorrentino join Scorsese's jury in Marrakech (em inglês) Variety Variety.com.
  14. Irmãos Dardenne e Marion Cotillard comovem críticos em Cannes G1.
  15. Marion Cotillard vai interpretar Lady Macbeth em filme com Michael Fassbender AdoroCinema.
  16. James Franco, Rachel McAdams e Marion Cotillard no elenco de vozes de novo O Pequeno Príncipe AdoroCinema.
  17. Marion Cotillard irá protagonizar o filme "Mal de Pierres" Universo Online Na Telinha.
  18. Lady Dior em Documentário: Assista ao quarto episódio da série - 'Lily's Body Harper's Bazaar Harpersbazaar.com.br.
  19. Marion Cotillard cria bolsa para Lady Dior Terra Networks Moda.terra.com.br.
  20. Un Grand Bravo a Marion Cotillard (em francês) Greenpeace Presse.greenpeace.fr.
  21. Kofi Annan lança a petição musical global 'Beds are Burning' para exigir justiça climática Universo Online Economia.uol.com.br.
  22. Les Frimousses Sexposent au Petit Palais (em francês) Unicef.fr.
  23. Marion Cotillard in the Congo (em inglês) Greenpeace.org.
  24. Marion Cotillard, musa da Dior quer salvar a floresta do Congo Ffw.com.br.
  25. Em Paris, cacique Raoni busca apoio contra Belo Monte Exame.abril.com.br.
  26. Marion Cotillard se 'prende' em cela em defesa de ativistas do Greenpeace G1.
  27. Marion Cotillard diz que já estrelou turnê como cantora Revista Quem Revistaquem.globo.com.
  28. "The Strong Ones" by Marion Cotillard Marion-cotillard.org.
  29. Marion Cotillard e Franz Ferdinand - The Eyes of Mars Universo Online Mais.uol.com.br.
  30. [1] Next.liberation.fr (20 de maio de 2014).
  31. Atriz Marion Cotillard dá à luz seu primeiro filho Site da Folha de S. Paulo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Marion Cotillard