Carmen Maura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carmen Maura
Nome completo Carmen García Maura
Nascimento 15 de setembro de 1945 (69 anos)
Madri, Espanha
Nacionalidade  espanhola
Ocupação atriz
Festival de Cannes
Melhor Atriz
2006 - Volver
César
Melhor atriz coadjuvante
2012 - As Mulheres do Sexto Andar
Outros prêmios
IMDb: (inglês)

Carmen García Maura, conhecida simplesmente como Carmen Maura (Madri, 15 de setembro de 1945) é uma das mais conhecidas e premiadas atrizes espanholas contemporâneas.

Início da Carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira no teatro e em filmes de baixo orçamento, até que em 1977 estreou Tigres de Papel, filme do diretor Fernando Colomo. [1]

Período Almodovariano[editar | editar código-fonte]

Maura e Almodóvar se conheceram no final da década de 1970. Estavam fazendo a mesma peça de teatro em Madri. Ela participou do primeiro filme de Folle... folle... fólleme Tim!, não comercial em Super 8 e todos os filmes seguintes do diretor até Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos(1988). No primeiro longa comercial do diretor, Pepi, Luci, Bom e Outras Garotas de Montão (1980), a atriz passou figurino e ajudou a conseguir dinheiro para a produção.

Os dois fizeram juntos -- com Maura sempre no papel de protagonista -- Folle... folle... fólleme Tim! (1977), Pepi, Luci, Bom e Outras Garotas de Montão (1980), Maus Hábitos (1983), O Que eu Fiz para Merecer Isto? (1984), Matador (1986), A Lei do Desejo (1987) e Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos(1988).[2]

Foi na entrega do Oscar, no ano em que "Mulheres" foi indicado, que o rompimento dos dois veio a público. Passou, então, a ser tratado com tintas de melodrama. O auge da cena pública se deu na entrega de um prêmio Goya, em 1990, quando Maura era apresentadora e Almodóvar foi convidado para homenageá-la. Ela recebeu um pedaço do muro de Berlim. Os fotógrafos deliraram.

Duas décadas depois de "Mulheres", o diretor convidou-a para fazer a matriarca fantasma de Volver (2006). Ela topou e o resultado foi brilhante. Contudo os dois jamáis voltaram a ser amigos e a relação se deu unicamente contexto profissional "Não sei se a pessoa que conheci ainda está lá. Ele ficou muito mais sério." disse em entrevista à Folha de S. Paulo.[3] Pelo trabalho ela recebeu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes por [nota 1] .

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Descende do político Antonio Maura, que chegou a ser presidente do governo da Espanha.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. o prêmio foi dado "ao elenco feminino do filme", composto também por Penélope Cruz, Lola Dueñas, Chus Lampreave, Blanca Portillo e Yohana Cobo.

Referências

  1. Carmen Maura IMDB. Página visitada em 22 de fevereiro de 2013.
  2. Carmen Maura Filmow. Página visitada em 18 de fevereiro de 2012.
  3. Ana Paula Sousa (fevereiro 2011). Carmen Maura relembra controversa relação com Almodóvar Folha de S.Paulo. Página visitada em 18 de fevereiro de 2012.


Ícone de esboço Este artigo sobre um ator ou atriz de cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Carmen Maura