Tilda Swinton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tilda Swinton
Tilda no Festival de Cannes, em 2013
Nome completo Katherine Matilda Swinton
Outros nomes Swilda
Nascimento 5 de novembro de 1960 (53 anos)
Londres, Inglaterra
Nacionalidade Reino Unido britânica
Ocupação Atriz
Atividade 1986 - presente
Oscares da Academia
Melhor Atriz Coadjuvante/Secundária
2008 - Michael Clayton
BAFTA
Melhor Atriz Coadjuvante
2008 - Michael Clayton
Outros prêmios
Coppa Volpi de Melhor Atriz
1991 - Edward II
European Film Award de Melhor Atriz
2011 - We Need to Talk About Kevin
National Board of Review de Melhor Atriz
2012 - We Need to Talk About Kevin
IMDb: (inglês) (português)

Katherine Matilda Swinton (Londres, 5 de novembro de 1960), mais conhecida pelo seu nome artístico Tilda Swinton, é uma premiada atriz britânica vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por sua atuação em Michael Clayton.[1]

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Swinton nasceu em Londres na Inglaterra. Seu pai, Major-General John Swinton, foi lorde-tenente de Berwickshire entre 1989 a 2000, é escocês, e sua mãe, Judith Balfour, era australiana. Seu bisavô paterno George Swinton era um político escocês e oficial de armas. A família Swinton é uma antiga família anglo-escoceses de linhagem da Alta Idade Média.

Swinton frequentou três escolas independentes, a Queen's Gate School, em Londres, a West Heath Girls' School (na mesma classe de Diana, Princesa de Gales), e também em Fettes College, por um breve período. Em 1983, formou-se em New Hall, agora conhecido como Murray Edwards College, em Cambridge University com uma licenciatura em Ciências Sociais e Políticas. Enquanto na Universidade de Cambridge, entrou para o Partido Comunista da Grã-Bretanha.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Tilda Swinton em 2009

O trabalho de Swinton no cinema começou com vários papéis em filmes do diretor Derek Jarman, ela atuou no filme War Requiem em 1989, junto com Laurence Olivier. Swinton também interpretou o papel título em Orlando, de Sally Potter em uma versão cinematográfica do romance de Virginia Woolf. A parte permitida Swinton para explorar questões de gênero na tela de apresentação que refletiam seu interesse ao longo da vida em grande estilo andrógino. Swinton mais tarde refletiu sobre o papel em uma entrevista acompanhado onde ela disse:

Cquote1.svg As pessoas falam sobre androginia em todos os tipos de formas maçantes. Cquote2.svg
Tilda Swinton sobre a androginia.
Tilda Swinton em 2009 com Hans Hurch

Em 1995, Swinton desenvolveu uma performance em uma obra de arte ao vivo na Serpentine Gallery, em Londres, onde ela estava em exposição ao público durante uma semana, dormindo ou aparentemente assim, em uma caixa de vidro, como um pedaço de arte performática. No ano seguinte, o desempenho, intitulado O Talvez, era repetido no Museo de Barracco em Roma. Ela também colaborou com os designers de moda Viktor & Rolf. Ela era o foco de sua Woman Show One de 2003, em que eles fizeram todos os modelos com a aparência de Swinton.

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Tilda Swinton no BAFTA em 2008

Nos anos recentes Swinton atuou em vários filmes, incluindo o papel principal no filme americano Até o Fim em 2001, pelo o qual ela foi nomeada para um Globo de Ouro de Melhor Atriz em filme dramático. Ela apareceu como um personagem coadjuvante em filmes como A Praia em 2000, com Leonardo DiCaprio e Vanilla Sky em 2001 com Tom Cruise. Swinton também apareceu nos filmes britânicos como A Declaração e Adam Young em 2003 e participou do júri de 2004 no Festival de Cinema de Cannes.

Em 2005, Swinton interpletou a Feiticeira Branca Jadis, na versão cinematográfica de The Chronicles of Narnia: The Lion, the Witch and the Wardrobe. Swinton mais tarde teve participações especiais em The Chronicles of Narnia: Prince Caspian e em As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada.

Em 2007, o desempenho Swinton como Karen Crowder no filme Michael Clayton lhe rendeu um BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante, e também o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.

Ela teve um papel como um caráter irresponsável no filme Julia, que estreou em 2008 no Festival Internacional de Cinema de Berlim e mais tarde teve um lançamento limitado nos Estados Unidos em maio de 2009. Vários críticos elogiaram sua performance e alguns alegaram que deveria ter ganhado seu Oscar.

Swinton seguinte apareceu no filme dos Irmãos Coen, Burn After Reading. Ela também foi escalada para o papel de Elizabeth Abbott em O Curioso Caso de Benjamin Button ambos os filmes 2008 e em ambos ela trabalhou com Brad Pitt. Ela estrela na adaptação cinematográfica do romance novo We Need to Talk About Kevin, lançado em outubro de 2011, pelo o qual ela foi indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em filme dramático.

Outros projetos[editar | editar código-fonte]

Tilda Swinton no Festival de Veneza em 2009
  • Em 1988, foi membro do júri do Berlin International Film Festival.
  • Em julho de 2008, ela fundou o festival de cinema Cinema Ballerina Ballroom Of Dreams. O evento foi realizado em um salão de baile em Nairn nas Highlands escocesas em agosto do mesmo ano.
  • Swinton colaborou com o artista Patrick Wolf em seu álbum de 2009 The Bachelor, contribuindo com quatro peças de palavra falada.
  • Swinton apareceu em 2009 no Oscar ajudando a apresentar o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante.
  • Em 2009, e Mark Cousins ​​Swinton embarcou em um projeto onde seria montado um cinema de 33,5 toneladas portátil em um grande caminhão, transportando-o manualmente através das Highlands escocesas, criando um festival de cinema móvel independente. O festival foi repetido novamente em 2011.

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Swinton venceu o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante e o BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante por seu papel aclamado pela critica no filme Michael Clayton. Por seu papel no filme Julia, ela recebeu também aclamação da crítica, e muitos críticos disseram que ela deveria ter sido premiada com o Oscar. Ela foi indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em filme dramático pelos filmes Até o Fim e We Need to Talk About Kevin. Pelo filme We Need to Talk About Kevin, ela foi indicada ao Globo de Ouro, ao Screen Actors Guild de Melhor Atriz no Cinema e também ao BAFTA de Melhor Atriz em cinema, porém não foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Swinton vive em Nairn, em Highland na região da Escócia, com seu parceiro Sandro Kopp, um alemão da Nova Zelândia, e seus filhos gêmeos: um menino, Xavier, e uma menina, Honor.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1986 Insel ohne Hoffnung Sally
1986 Zastrozzi: A Romance Julia
1986 Caravaggio Lena
1987 Aria Young Girl
1987 Friendship's Death Friendship
1988 The Last of England
1988 Das Andere Ende der Welt
1988 Degrees of Blindness
1988 Ispirazione
1989 War Requiem Enfermeira
1990 The Garden Madonna
1991 Edward II Isabella Coppa Volpi de Melhor Atriz
1991 The Party: Nature Morte Queenie
1992 Orlando Orlando
1992 Man to Man Ella/Max Gericke
1993 Wittgenstein Lady Ottoline Morrell
1994 Remembrance of Things Fast: True Stories Visual Lies
1996 Female Perversions Eve Stephens
1997 Conceiving Ada Ada Augusta Byron King
1998 Love Is the Devil: Study for a Portrait of Francis Bacon Muriel Belcher
1998 Protagonists
1999 War Zone Mum
2000 Possible Worlds Joyce
2000 The Beach Sal
2001 Vanilla Sky Rebecca Dearborn
2001 The Depp End Margaret Hall Boston Society of Film Critics Award de Melhor Atriz
Las Vegas Film Critics Society Award de Melhor Atriz
Indicada - Globo de Ouro de Melhor Atriz - Drama
Indicada - Chicago Film Critics Association Award de Melhor Atriz Coadjuvante
Indicada - Independent Spirit Award de Melhor Atriz
Indicada - Phoenix Film Critics Society Award de Melhor Atriz
Indicada - Satellite Award de Melhor Atriz - Drama
2002 Adaptation Valerie Thomas
2002 Teknolust Rosetta
2003 The Statement Annemarie Livi
2003 Young Adam Ella Gault
2005 Constantine Angel Gabriel
2005 The Chronicles of Narnia: The Lion, the Witch and the Wardrobe Feiticeira Branca Indicada - MTV Movie Award de Melhor Vilão
2005 Broken Flowers Penny
2005 Thumbsucker Audrey Cobb
2006 Stephanie Daley Lydie Crane
2006 Galápagos Narradora
2007 Sleepwalkers Violinist
2007 Strange Culture Hope Kurtz
2007 Man from London Camélia
2007 Michael Clayton Karen Crowder Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante
BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante
Dallas Fort Worth Film Critics Association Award de Melhor Atriz Coadjuvante
Detroit Film Critics Society Award de Melhor Atriz Coadjuvante
Kansas City Film Critics Circle Award de Melhor Atriz Coadjuvante
Vancouver Film Critics Circle Award de Melhor Atriz Coadjuvante
Indicada - Chicago Film Critics Association Award de Melhor Atriz
Indicada - Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante
Indicada - London Film Critics Circle Award de Melhor Atriz Coadjuvante
Indicada - Satellite Award de Melhor Atriz Coadjuvante
Indicada - Screen Actors Guild Award de Melhor Atriz Coadjuvante
2008 Julia Julia Indicada - César Award de Melhor Atriz
Indicada - London Film Critics Circle Award de Melhor Atriz
2008 The Chronicles of Narnia: Prince Caspian Feitceira Branca
2008 Burn After Reading Katie Cox Indicada - BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante
2008 The Curious Case of Benjamin Button Elizabeth Abbott London Film Critics Circle Award de Melhor Atriz Coadjuvante
Saturn Award de Melhor Atriz Coadjuvante
Indicada - Screen Actors Guild Award de Melhor Elenco
2009 Limits of Control Blonde
2009 I Am Love Emma Recchi
2010 The Chronicles of Narnia: The Voyage of the Dawn Treader Feitceira Branca
2011 We Need to Talk about Kevin Eva Khatchadourian Austin Film Critics Association Award de Melhor Atriz
European Film Award de Melhor Atriz
Houston Film Critics Award de Melhor Atriz
National Board of Review de Melhor Atriz
Chicago Film Critics Association Award de Melhor Atriz Principal
San Francisco Film Critics Circle Award de Melhor Atriz
Indicada - Dallas-Fort Worth Film Critics Association Award de Melhor Atriz
Indicada - Critics' Choice Award de Melhor Atriz Principal
Indicada - Indiana Film Critics Association Award de Melhor Atriz
Indicada - San Diego Film Critics Society Award de Melhor Atriz
Indicada - Washington D.C. Area Film Critics Association Award de Melhor Atriz
Indicada - London Film Critics Circle Award de Melhor Atriz Principal
Indicada - London Film Critics Circle Award de Melhor Atriz Britanica
Indicada - Broadcast Film Critics Association Award de Melhor Atriz
Indicada - Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme - Drama
Indicada - Screen Actors Guild de Melhor Atriz no Cinema
Indicada - BAFTA de Melhor Atriz Principal
2011 Die Blutgräfin Elizabeth Báthory
2012 Moonrise Kingdom Social Services

Referências

  1. Tilda Swinton. AdoroCinema. Página visitada em 11 de julho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Tilda Swinton
Precedida por:
Jennifer Hudson
por Dreamgirls
Oscar de melhor atriz coadjuvante
por Michael Clayton

2008
Sucedida por:
Penélope Cruz
por Vicky Cristina Barcelona
Precedida por:
Jennifer Hudson
por Dreamgirls
BAFTA de melhor atriz coadjuvante
por Michael Clayton

2008
Sucedida por:
Penélope Cruz
por Vicky Cristina Barcelona
Precedida por:
Lesley Manville
por Another Year
National Board of Review de melhor atriz
por We Need to Talk about Kevin

2011
Sucedida por:
Jessica Chastain
por Zero Dark Thirty
Precedida por:
Sylvie Testud
por Lourdes
Prêmio do Cinema Europeu de melhor atriz
por We Need to Talk about Kevin

2011
Sucedida por:
Emmanuelle Riva
por Amour