Anne Baxter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Anne Baxter
Anne Baxter em All About Eve
Nascimento 7 de maio de 1923
Michigan, Indiana
 Estados Unidos
Morte 12 de dezembro de 1985 (62 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque
Ocupação Atriz
Cônjuge David Klee (1977 - 1977)
Randolph Galt (1960 - 1968)
John Hodiak (1946 - 1953)
Oscares da Academia
Melhor atriz (coadjuvante/secundária)
1947 - The Razor's Edge
Prêmios Globo de Ouro
Golden Globe icon.svg Melhor atriz (coadjuvante/secundária)/secundária em cinema
1947 - The Razor's Edge
IMDb: (inglês)

Anne Baxter (Michigan, Indiana, 7 de Maio de 1923Nova Iorque, 12 de Dezembro de 1985) foi uma atriz norte-americana.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Neta do famoso arquiteto Frank Lloyd Wright, Anne Baxter passou a infância e adolescência em Nova Iorque, onde aos treze anos já trabalhava em teatro. Aos quinze anos foi submetida a um teste por Alfred Hitchcock e quase foi escolhida para trabalhar como a estrela de Rebecca, a mulher inesquecível, mas quem levou o papel foi Joan Fontaine.

Seu primeiro papel de verdade no cinema foi em Punhos de ferro, de 1940, dirigida por Richard Thorpe. Seis anos depois veio a consagração, fazendo uma garota alcóolatra em O Fio da navalha, baseado no romance de Somerset Maugham, que lhe valeu o Oscar.

Sua segunda indicação ao Oscar foi como uma dissimulada atriz carreirista em A Malvada, em 1950, mas perdeu o prêmio para Judy Holliday. Em toda a sua carreira de quase 40 filmes, foi justamente A Malvada o filme que mais marcou sua passagem por Hollywood.

Como tantas outras atrizes, trabalhava regularmente no teatro e, em 1971, fez a versão de A Malvada para os palcos, na Broadway, que levou o título de Applause. A partir dos anos 60 começou a engordar com facilidade e a enfrentar enormes dificuldades para manter o peso adequado para uma atriz, mas era definida pelos diretores que trabalharam com ela com uma excelente atriz, muito discreta e sensível.

Casou-se três vezes: em 1946, com o ator John Hodiak; em 1960, com Randolph Galt, com quem foi morar em uma fazenda na Austrália e, em 1977, com o banqueiro David Klee, que a deixou viúva um ano depois do casamento.

Ela sofreu um desmaio em plena Quinta Avenida, em Nova Iorque quando se dirigia ao cabeleireiro, e foi levada para o hospital mais próximo, mas não resistiu a uma hemorragia cerebral.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Anne Baxter e Yul Brynner em Os Dez Mandamentos.
Anne Baxter em I Confess.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedida por:
Teresa Wright
por Mrs. Miniver
Oscar de melhor atriz (coadjuvante/secundária)
por The Razor's Edge

1947
Sucedida por:
Celeste Holm
por Gentleman's Agreement
Precedida por:
Angela Lansbury
por The Picture of Dorian Gray
Golden Globe de melhor atriz (coadjuvante/secundária) em cinema
por The Razor's Edge

1947
Sucedida por:
Celeste Holm
por Gentleman's Agreement