Eleanor Parker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eleanor Parker
Eleanor Parker em 1953
Nome completo Eleanor Jean Parker
Outros nomes Elly
"The Woman of a Thousand Faces" (A mulher de mil faces, em tradução)
Nascimento 26 de junho de 1922
Cedarville, Ohio, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos Americana
Morte 9 de dezembro de 2013 (91 anos)
Palm Springs, Califórnia, Estados Unidos
Ocupação Atriz
Cônjuge Fred Losee (1943-1944)
Bert E. Friedlob (1946-1953)
Paul Clemens (1954-1965)
Raymond Hirsch (1966-2001)
Atividade 1941–1991
IMDb: (inglês)

Eleanor Jean Parker (Cedarville, 26 de junho de 1922Palm Springs, 9 de dezembro de 2013) foi uma premiada atriz americana, indicada três vezes ao Oscar de melhor atriz da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood e tendo vencido, no Festival de Veneza de 1950, a Coppa Volpi de melhor atriz.

Mulher belíssima, Parker ficou marcada pelas personagens determinadas que interpretou ao longo de sua carreira[1] , tendo tornado-se, também, uma atriz de intensa versatilidade, o que a fez ficar conhecida como a mulher de mil faces, que mais tarde foi o título de sua biografia escrita por Doug McClelland[2] .

Ela se tornou mais popular entre as gerações dos anos 1960 e posteriores quando sua carreira já entrava num ocaso, ao integrar o elenco de A noviça rebelde ("The Sound of Music", 1965), mega sucesso internacional estrelado por Julie Andrews, Christopher Plummer e Parker, que interpretou a elegante Baronesa Elsa Schraeder.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou sua vida artística atuando no Pasadena Playhouse, um pequeno teatro em Pasadena, onde também começaram Wiliam Holden e Dustin Hoffman.

Contratada pela Warner Bros, estreou aos 19 anos em O intrépido General Custer ("They Died with Their Boots On", 1941), um filme com Errol Flynn e Olivia de Havilland onde sua participação acabou sendo cortada da cópia final[3] . Teve pequenos papéis no estúdio até ter reconhecida sua capacidade de interpretação dramática e receber o papel de Mildred Rogers na refilmagem de Escravo de uma paixão ("Of Human Bondage", 1946), que havia transformado Bette Davis em estrela doze anos antes[4] . Apesar do apoio de Davis, de quem recebeu flores e um bilhete com os dizeres "espero que Mildred seja tão boa para sua carreira com foi para a minha"[4] , o filme fracassou e ela voltou a papéis menores.

Foi com À margem da vida ("Caged", 1950), no papel de uma presidiária, que Eleanor Parker ingressou no mundo das grandes estrelas de Hollywood, sendo indicada ao Oscar de melhor atriz e recebendo a Coppa Volpi de melhor atriz no Festival de Veneza[5] . A eles seguiram-se mais duas indicações ao Oscar, por Chaga de fogo ("Detective Story", 1951), com Kirk Douglas, logo no ano seguinte, e Melodia interrompida ("Interrupted Melody", 1955), no papel de Marjorie Lawrence, uma cantora de ópera da vida real que sofria de poliomielite[5] .

Na segunda metade dos anos 1950, Parker era uma atriz consagrada mas a partir daí sua carreira cinematográfica entrou em declínio. Apesar de continuar filmando até os anos 1980, especialmente filmes para a televisão, seu único grande sucesso após sua década de ouro no cinema veio em A noviça rebelde ("The Sound of Music", 1965), grandioso musical da Fox inspirado na história verídica da família de cantores Von Trapp, em que ela interpretou o papel da refinada Baronesa Elsa Schraeder, noiva do Capitão George von Trapp (Christopher Plummer), que o perde para a noviça Maria (Julie Andrews)[6] .

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Quanto à religião, Parker foi criada no Protestantismo tendo se convertido ao Judaísmo na vida adulta.

Parker casou-se quatro vezes, os dois primeiros com um dentista e um produtor de cinema. De seu terceiro, com o ator Paul Clemens, teve três filhos, de um total de quatro. Seu quarto e último casamento, com o gerente de teatro Raymond Hirsch, durou 35 anos e terminou com a morte dele em 2001[4] .

Morte e legado[editar | editar código-fonte]

Morreu em 9 de dezembro de 2013, aos 91 anos, cercada pelos filhos, de complicações derivadas de uma pneumonia, em Palm Springs, Califórnia[4] .

Por sua contribuição à indústria do cinema, Eleanor Parker recebeu uma estrela na Calçada da Fama, que está localizada no número 6340 da Hollywood Boulevard.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Eleanor Parker numa cena do filme Desejos ocultos ("Lizzie", 1957);
  • 1941 - They Died with Their Boots On[7] (br: O intrépido general Custer)
  • 1942 - Soldiers in White (Documentário)
  • 1942 - Busses Roar
  • 1943 - Mysterious Doctor
  • 1943 - Mission to Moscow (br: Missão em Moscou)
  • 1944 - Between Two Worlds (br: Um Passo Além da Vida)
  • 1944 - Crime by Night (br: Uma Noite Trágica)
  • 1944 - The Last Ride
  • 1944 - The Very Thought of You (br: Pensando Sempre em Você)
  • 1944 - Hollywood Canteen (br: Um Sonho em Hollywood)
  • 1945 - Pride of the Marines (br; Uma Luz nas Trevas)
  • 1946 - Of Human Bondage (br: Escravo de uma paixão)
Durante as filmagens de Eu te verei no inferno, querida ("An American Dream", 1966), Paker e Stuart Whitman gravam uma sequência;
Estrela de Eleanor Parker na Calçada da Fama de Hollywood.
  • 1956 - The King and Four Queens (Esse homem é meu)
  • 1957 - The Seventh Sin (br: O sétimo pecado)
  • 1957 - Lizzie (br: Desejos Ocultos)
  • 1959 - A Hole in the Head (br: Os Viúvos Também Sonham)
  • 1960 - Home from the Hill (br: A herança da carne)
  • 1961 - Return to Peyton Place (br: De volta à caldeira do diabo)
  • 1962 - Madison Avenue (br: Os Propagandistas)
  • 1964 - Panic Button (br: Suave é o Amor)
  • 1965 - The Sound of Music (br: A noviça rebelde)
  • 1966 - The Oscar (br: Confidências de Hollywood)
  • 1966 - An American Dream (br: Eu Te Verei no Inferno, Querida)
  • 1979 - Sunburn (br: A Morte Ronda a Pantera)
  • 1979 - Hans Brinker

Referências

  1. http://www.imdb.com/name/nm0662223/bio?ref_=nm_ov_bio_sm
  2. Eleanor Parker: Woman of a Thousand Faces Google Books. Visitado em 10/12/2013.
  3. They Died With Their Boots On (1941) allmovies. Visitado em 10/12/2013.
  4. a b c d Morre a atriz Eleanor Parker, a baronesa de ‘A noviça rebelde’ O Globo. Visitado em 10/12/2013.
  5. a b Eleanor Parker allmovies. Visitado em 10/12/2013.
  6. Eleanor Parker The Cool, Sophisticated Baroness The Sound of Music Guide. Visitado em 10/12/2013.
  7. Sua participação foi cortada na sala de montagem

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • N. C.. Pergunte ao Gil. [S.l.: s.n.], 1990. ISBN Cinemin n. 60, p. 38.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Eleanor Parker
Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.