Richard Curtis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Richard Curtis, em Londres, em 1999.

Richard Whalley Anthony Curtis, CBE, (Nova Zelândia, 8 de Novembro de 1956) é um roteirista neozelandês naturalizado britânico, mais bem conhecido pelos filmes Four Weddings and a Funeral, Notting Hill e Love Actually e pelos programas de televisão Blackadder e The Vicar of Dibley.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Filho de um executivo da Unilever, Richard Curtis e sua família moraram em diferentes países durante sua infância; dentre eles, Suécia e Filipinas. Uma parte de sua família ainda vive em Sydney, na Austrália. Curtis vive na Inglaterra desde seus 11 anos de idade. Começou sua educação em Papplewick School, Ascot, antes de ganhar uma bolsa de estudos em Harrow School, escola da qual ele mais tarde foi diretor. Ele obteve um grau de primeira-classe em Língua Inglesa e em Literatura pela faculdade Christ Church, na Universidade de Oxford. Foi em Oxford que Richard conheceu Rowan Atkinson, com quem começou a trabalhar posteriormente. Richard Curtis é casado com a locutora de rádio e editora de roteiros Emma Freud, filha de Sir Clement Freud, neto do psicanalista Sigmund Freud. Eles têm quatro filhos juntos.

Início da carreira[editar | editar código-fonte]

Curtis era um co-escritor, ao lado de Philip Pope, do single "Meaningless Songs (In Very High Voices)", do grupo The Hee Bee Gee Bees, lançado em 1980 para parodiar o estilo de uma série de hits da banda Bee Gees. Ele então começou a escrever comédias para filmes e televisão.

Richard era um escritor regular na série de televisão Not the Nine O'Clock News, onde ele escreveu muitas das canções do show juntamente com Howard Goodall e frequentemente com Rowan Atkinson.

Com Atkinson, trabalhou entre 1983 e 1989 na série Blackadder, com cada sessão sobre uma era diferente da história britânica. Entre 1990 e 1995, ficou ao ar a comédia Mr. Bean.

Trivialidades[editar | editar código-fonte]