Notting Hill (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Notting Hill
Notting Hill (PT)
Um Lugar Chamado Notting Hill (BR)
 Reino Unido
1999 • cor • 124 min 
Direção Roger Michell
Produção Duncan Kenworthy
Roteiro Richard Curtis
Elenco Julia Roberts
Hugh Grant
Gênero comédia romântica
Idioma inglês
Música Trevor Jones
Cinematografia Michael Coulter
Edição Nick Moore
Estúdio Working Title Films
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 13 de maio de 1999 (premiere)
Reino Unido 21 de maio de 1999
Brasil 30 de julho de 1999
Portugal 27 de agosto de 1999
Orçamento US$ 43 milhões
Receita US$ 363,889,700
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Notting Hill (Um lugar Chamado Notting Hill (título no Brasil) ou Notting Hill (título em Portugal)) é um filme britânico de 1999, do gênero comédia romântica, dirigido por Roger Mitchell e escrito por Richard Curtis. O título é uma referência a Notting Hill, um bairro de Londres, onde a história acontece.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Will é dono de uma livraria especializada em guias de viagem, e recebe a inesperada visita de uma cliente muito especial, a estrela de cinema estadunidense Anna Scott. Dois ou três encontros mais tarde, Will e Anna iniciam um relacionamento terno, engraçado e cheio de idas e vindas.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Papel
Julia Roberts Anna Scott
Hugh Grant William Thacker
Richard McCabe Tony
Rhys Ifans Spike
James Dreyfuss Martin
Dylan Moran Rufus
Alec Baldwin Jeff King
Tim McInnerny Max
Gina McKee Bella
Emma Chambers Honey
Hugh Bonneville Bernie
Roger Frost Freguês
Lorelei King Publicitária de Anna Scott
Matthew Modine Ator
Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • William Thacker - Dono de uma livraria especializada em guias de viagem que fica um tanto próxima á sua casa, Will é um rapaz atraente, certinho e metódico, de vida um tanto monótona e sem grandes novidades. Ele é proprietário de um apartamento que ele divide com um cara nojento que possui gostos peculiares; e ainda é chefe de um homem um tanto quanto afeminado que adora contar vantagem por cima dele; além de Will não ter nenhuma perspectiva no amor desde que fora deixado por sua última namorada. Sua vida começa a mudar quando conhece Anna Scott e se envolve com ela, também imaginando que através desta, poderá viver um romance ideal e sairá da rotina e do tédio que tanto o atormentam.
  • Anna Scott - A atriz do momento, vivendo o auge de sua carreira. Seu filme Helix, de ficção científica, é o grande sucesso do cinema. Com isso, a aclamada e bela artista é chamada para participar de um filme de época que será rodado em Londres. Enquanto está passeando pela cidade, ela passa pelo bairro de Notting Hill acaba por adentrar a livraria de Will, conhecendo-o então, uma vez em que ele tem a boa intenção de ajuda-la, também por estar maravilhado por ela. Não demora muito até que os dois conhecem a se envolver, uma vez em que ela, apesar de usufruir de sua boa fama, se sente presa a isso e está querendo experimentar viver uma vida normal pelo menos uma vez na vida, vendo em Will essa chance.
  • Spike - O inquilino do apartamento de Will, que divide o apartamento com o mesmo e praticamente é sustentado por este. Spike é o oposto de Will em quase tudo. Maluco, não muito asseado, um tanto pervertido e dono de gostos um tanto peculiares, o excêntrico rapaz se diz experiente no quesito amoroso, uma vez em que adora bancar o galanteador, e vive a dar conselhos amorosos á sua moda na intenção de ajudar Will, que por sua vez, nem sempre considera tudo o que Spike diz. Ironicamente, Spike é apaixonado pela irmã mais nova de Will, que é tão doida quanto ele. Quando conhece Anna Scott, ele a princípio não sabe que ela está flertando com Will, assim, ele acredita que possa ter alguma chance com a atriz.
  • Honey - Irmã mais nova de Will e alvo de interesse amoroso de Spike, Honey é bem o oposto de seu irmão mais velho. Um tanto feia, amalucada e uma fumante compulsiva, Honey se veste de uma forme estranha e é bastante insegura e ansiosa. Quando conhece Anna Scott, ela já prevê que ela irá namorar Will e se encanta com a atriz, logo desejando que as duas fossem muito amigas e que Anna a ajudasse a se sentir melhor. Não muito secretamente, Honey parece corresponder ao interesse amoroso de Spike, já que se vê parecida com ele.
  • Max - Melhor amigo de Will e marido da ex-namorada do mesmo, Max vive com sua esposa numa casa em um bairro não muito próximo de Notting Hill, onde costumam se reunir com seus amigos, inclusive Will e Honey. Muito cuidadoso com seu lar e sua esposa, Max não cozinha muito bem, mas insiste em treinar seus dotes culinários, o que muitas vezes não resulta em coisa boa.
  • Bella - Ex-namorada de Will e atual esposa de Max, Bella é uma mulher paraplégica que geralmente tem de ser carregada por seu marido, que a trata com o maior cuidado do mundo. Apesar de ter sido a namorada de Will e agora ser casada justamente com o grande amigo deste, o relacionamento de Will tanto com Bella, quanto com Max é bastante amigável por incrível que pareça. Estranhamente, Bella possui para com Honey, uma relação semelhante a de duas irmãs, apesar das duas serem bem opostas, já que Bella é um tanto séria e introvertida, ou seja, o oposto da divertida Honey. É Bella quem aconselha Anna a como lidar com Will e a ser para ele o que ela(Bella) não foi.
  • Bernie - Outro amigo de Will e seus amigos. Bernie é um guloso e obeso homem que parece ser o único que realmente aprecia os dotes culinários de seu amigo Max. Apesar de ser bem amigo de Will, Bernie se sente atraído por Anna quando a conhece e demonstra invejar seu amigo, uma vez em que Bernie é um quase solteirão que não faz muito sucesso com as mulheres.
  • Tony - Outro amigo de Will, Tony é dono de um restaurante no bairro e recebe as constantes visitas de Will e seus amigos´, além de viver contando vantagem sobre ser um cozinheiro melhor que Max. Além de cozinheiro, Tony também é um exímio mecânico e um motorista pra ninguém botar defeito, apesar de vez ou outra avançar o sinal. É ele quem consola Will após este estar desiludido a respeito de Anna.
  • Martin - O afeminado e metódico funcionário de Will na livraria, muitas vezes não suportado por este. Martin costuma causar vários inconvenientes para a vida de Will, mesmo querendo ajudar, e vive contando vantagem sobre este. Ele se mostra ainda mais conveniente depois que Will conhece Anna, já que costuma quebrar o clima entre ambos, apesar disso, ele é sempre pronto a dar recados e é certamente prestativo, sempre sendo responsável para com a livraria na ausência de Will.
  • Rufus - Um andarilho vagabundo do bairro, vive visitando a livraria de Will na intenção de passar conversa neste, além de sempre tentar roubar algum livro, geralmente sendo expulso quando Will o descobre. Rufus é constantemente visto bêbado ou com muito sono.
  • Jeff King - O eventual namorado de Anna, aparentemente uns anos mais velho que esta. Jeff é um crítico de cinema convencido, arrogante e um tanto quanto babaca que adora contar vantagem sobre tudo e todos. Anna parece não o admirá-lo muito devido a esta personalidade. Em certo ponto do filme, Will descobre pela própria Anna que ela possui este namorado, conhecendo-o então e tentando disfarçar a respeito do que estão passando. Este é um dos momentos em que Will desiste temporariamente de Anna.

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

BAFTA 2000 (Reino Unido)

  • Recebeu o prêmio da audiência
  • Indicado nas categorias de Melhor Ator Coadjuvante (Rhys Ifans)
  • Indicado ao prêmio Alexander Korda para Melhor Filme Britânico.

Globo de Ouro 2000 (EUA)

  • Indicado nas categorias de Melhor Filme - Comédia / Musical, Melhor Ator de Cinema - Comédia / Musical (Hugh Grant) e Melhor Atriz de Cinema - Comédia / Música (Julia Roberts).

Satellite Awards 2000 (EUA)

  • Indicado na categoria de melhor Filme - Comédia / Musical, Melhor Ator Coadjuvante - Comédia / Muiscal (Rhys Ifans) e Melhor Atriz de Cinema - Comédia / Musical (Julia Roberts).

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Nothing Hiil teve recepção geralmente favorável por parte da crítica especializada. Em base de 33 avaliações profissionais, alcançou metascore de 66% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, alcança uma nota de 8.2, usada para avaliar a recepção do público.[1]

Referências

  1. Nothing Hill (em inglês) Metacritic. Página visitada em 5 de junho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]