Martin Scorsese

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Martin Scorsese
Martin Scorsese no Festival de TriBeCa em 2007.
Nome completo Martin Charles Scorsese[1]
Nascimento 17 de novembro de 1942 (71 anos)
Nova Iorque
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Ocupação cineasta, produtor, roteirista e ator
Atividade 1963 - presente
Oscares da Academia
Melhor Diretor
2007 - The Departed
Emmy Awards
Melhor Diretor em Série Dramática
2011 - Boardwalk Empire
Melhor Direção em Programa Não-ficção
2012 - George Harrison: Living in the Material World
Prêmios Globo de Ouro
Melhor Diretor
2002 - Gangs of New York
2007 - The Departed
2012 - Hugo
Prémio Cecil B. DeMille
2010 - Prêmio honorário
Festival de Cannes
Palma de Ouro
1976 - Taxi Driver
Melhor Diretor
1985 - After Hours
César
César Honorário
2000 - Prêmio honorário
BAFTA
Melhor Filme
1990 - Goodfellas
Melhor Diretor
1990 - Goodfellas
Melhor Roteiro Adaptado
1990 - Goodfellas
Outros prêmios
National Board of Review - Melhor Diretor
1993 - The Age of Innocence
2007 - The Departed
2012 - Hugo
IMDb: (inglês)
Martin Scorsese em 2010 no Festival de Cannes.

Martin Scorsese (Queens, Nova Iorque, 17 de novembro de 1942) é um cineasta, produtor de cinema, roteirista e ator norte-americano. Ele é amplamente considerado como um dos maiores diretores de todos os tempos. Em 2007, depois de tantas vezes ser ignorado, ele finalmante venceu o Oscar de Melhor Diretor com The Departed. Suas obras mais conhecidas são: Taxi Driver, Raging Bull, Goodfellas, Casino, Gangs of New York, The Aviator, The Departed, Hugo e The Wolf of Wall Street.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Críticos e estudiosos do cinema chamam-lhe de "o maior diretor americano vivo"; vários dos seus filmes ocupam lugar de destaque nas listas dos melhores filmes do "American Film Institute" e na lista dos 250 melhores da Internet Movie Database. Embora seja alvo de grande admiração, e um dos nomes mais reconhecidos da indústria cinematográfica no mundo, por muitos anos foi considerado o grande "injustiçado" pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, por nunca ter ganho um Oscar. Em 2007, no entanto, Scorsese livrou-se desta sina ao ganhar o prêmio de Melhor Diretor por The Departed.

Scorsese queria ser padre, e muitos dos seus filmes trazem o seu selo da sua devoção católica. Muito cedo foi atraído pelo mundo espetacular do cinema. Scorsese admitiu sua obsessão pelo cinema no documentário de 3 horas e 45 minutos que realizou em 1995, chamado " A Personal Journey with Martin Scorsese Through American Movies" ("Uma jornada pessoal com Martin Scorsese pelo cinema americano").

Scorsese frequentou a escola de cinema da Universidade de Nova Iorque; fazia filmes curtos, um dos quais – The Big Shave – ficou famoso na altura. O seu primeiro "filme a sério" – Who´s That Knocking At My Door com o seu colega de escola Harvey Keitel, e a partir daí tornou-se conhecido dos chamados "movie brats" da anos 70: Francis Ford Coppola, George Lucas e Brian de Palma. Foi Brian de Palma que o apresentou a Robert de Niro, de quem se tornou amigo íntimo, tendo trabalho juntos em vários projetos: Mean Streets ou Caminhos Perigosos, Taxi Driver, New York, New York, Touro Indomável, The King of Comedy, Goodfellas, Cabo do Medo, Cassino.

Em 1972 dirigiu Boxcar Bertha para o famoso produtor de filmes B, Roger Corman que também tinha dado a primeira oportunidade a Coppola. "Boxcar Bertha" ensinou Scorsese a fazer filmes baratos e depressa, preparando-o para o seu primeiro filme com de Niro, Mean Streets. Aclamado pela crítica, "Mean Streets" foi o pontapé de saída para Scorsese e de Niro. A atriz Ellen Bustyn, escolheu Scorsese para dirigir o filme Alice Doesn’t Live Here Anymore em 1974, pelo qual ganhou o Oscar de melhor atriz. Em 1976, Scorsese deixou o mundo do cinema de boca aberta com Táxi Driver. O filme é protagonizado por Robert de Niro e Jodie Foster, que têm performances brilhantes, num retrato considerado dos mais violentos e crus sobre a vida em Nova Iorque alguma vez levado à tela. Cinco anos mais tarde, Ronald Reagan, presidente dos Estados Unidos, foi quase assassinado por um jovem que justificou o seu ato com a obsessão que sentia pela personagem de Jodie Foster neste filme.

Taxi Driver recebeu quatro nomeações para o Oscar, incluindo o de melhor filme, e encorajou Scorsese a avançar para o seu primeiro projecto arrojado, New York, New York. Este tributo musical à cidade natal de Scorsese, resultou num enorme fracasso de bilheteria, e a má recepção que teve levou Scorsese a uma depressão nervosa; mesmo assim conseguiu a inspiração para realizar o que será provavelmente o melhor filme de rock, The Last Waltz, que documenta o último concerto dos The Band em 1978. Em 1978 fez também um outro documentário chamado American Boy. Convencido de que não faria mais nenhum filme, devido ao seu estado de saúde precário, colocou todas as suas energias na realização de Raging Bull; amplamente reconhecido como sendo uma obra-prima, o filme recebeu oito nomeações para os óscares, incluindo as de "melhor filme", "melhor actor" (Robert de Niro) e pela primeira vez, a de "melhor diretor". Robert de Niro ganhou, mas Scorsese perdeu para o primeiro filme de Robert Redford. Isto manteve Scorsese na produção de filmes, mas sem um grande êxito de bilheteira, teve que continuar a lutar para os conseguir realizar.

Até meio dos anos 80 Scorsese fez mais três filmes "menores", The King Of Comedy, After Hours e The Color Of Money. Este último, protagonizado por Paul Newman e Tom Cruise, deu a Newman o seu primeiro Óscar como actor principal, assim como deu a Scorsese a segurança para iniciar um projecto que há muito lhe era querido, The Last Temptation of Christ.

Scorsese filmou The Last Temptation of Christ com um pequeno orçamento, sabendo que o filme seria controverso e que por isso não lhe traria grandes dividendos comerciais. No entanto, nada lhe fazia prever o furor que o filme causaria: grandes protestos nacionais (incluindo alguns a favor), nunca antes vistos por causa de um filme. Scorsese recebeu a sua segunda nomeação para melhor diretor, que no entanto viria a perder para Barry Levinson. O apoio que lhe foi dado por importantes figuras políticas, impediu que ele se tornasse num proscrito em Hollywood, e deu-lhe o ímpeto para filmar Goodfellas, que se tornou no seu filme mais visto de sempre e provavelmente no seu maior êxito de bilheteira.

Com Goodfellas, Scorsese retornava à sua nativa Nova Iorque, e voltava a trabalhar com Robert de Niro e Joe Pesci. Este filme sobre a vida de um gangster, foi considerado o melhor filme sobre a máfia desde Godfather de Coppola, e assegurou a Scorsese um lugar entre os melhores diretores de sempre. Conseguiu com ele a sua terceira nomeação, mas mais uma vez perdeu para um estreante, desta vez Kevin Costner.

Seguidamente dirigiu um remake do thriller de 1963, Cape Fear, que provou a Hollywood que Scorsese era capaz de conseguir um êxito de bilheteira. No entanto os seus projectos continuavam a ser mais virados para a aclamação pela crítica: A Época da Inocência, no qual dirigiu Michelle Pfeiffer, Winona Ryder e, pela primeira vez, Daniel Day-Lewis; e Kundun, considerado seu trabalho menos "hollywoodiano". Continuou envolvido nos filmes durante os anos 90, com pequenas aparições como ator em filmes como Quiz Show e Search And Destroy, e ajudando à revelação de novos talentos. Revisitou Taxi Driver com Bringing Out The Dead, enquanto a crítica disse que Casino era o retorno de Goodfellas.

A produção de Gangs Of New York, em 2002, foi vista como a sua aventura mais arriscada até à altura. Filmado originalmente para ser lançado no Inverno de 2001 (para se qualificar para a nomeação dos óscares), Scorsese adiou a produção final até ao início de 2002; consequentemente, o estúdio adiou-o quase um ano para ser apresentado na época seguinte dos óscares. Com um orçamento de mais de 100 milhões de dólares, este foi o trabalho mais dispendioso de Scorsese. As críticas ao filme foram moderadamente positivas. Em fevereiro de 2003 Gangs de Nova York recebeu dez nomeações para Oscar; recebendo a sua quarta nomeação para melhor diretor, muitos pensaram que seria desta vez que Scorsese levaria o Oscar, mas, em vez disso foi Polanski quem levou o troféu.

Scorsese recentemente tem trabalhado com o ator Leonardo Di Caprio, que se tornou seu novo favorito. Seu primeiro trabalho com ele foi em "Gangues de Nova York", mais tarde realizou "O Aviador", sobre a vida do excêntrico milionário Howard Hughes, um projeto extremamente pretensioso, que resultou em 11 indicações ao Oscar, dentre essas de melhor filme, melhor diretor, melhor ator (Leonardo Di Caprio), e recebeu 5 prêmios. No entanto, Scorsese perdeu novamente o prêmio de melhor diretor para Clint Eastwood. Em 2006, inicia mais um projeto envolvendo gângsters, dessa vez em Boston, com Leonardo Di Caprio novamente no papel principal e com a primeira parceira entre Scorsese e Jack Nicholson, que nesse caso está substituindo um papel que era originalmente de Robert DeNiro, Os Infiltrados, baseado no filme chinês "Conflitos Internos". O filme está sendo considerado como um dos seus melhores, sendo equiparado com "Taxi Driver". Martin Scorsese recebeu o Globo de Ouro de Melhor Diretor, e foi indicado a 5 Oscar incluindo Melhor Diretor.

Scorsese foi um dos editores do filme Woodstock. Tal como Coppola, James Cameron, "John Sayles" e outros, Scorsese começou a sua carreira como diretor trabalhando em filmes de baixo orçamento com Roger Corman.

Scorsese é o presidente da Film Foundation, uma organização não lucrativa dedicada à preservação dos filmes mudos.

O diretor é conhecidamente um grande fã do neo-realismo italiano e do cineasta brasileiro Glauber Rocha, tendo até ajudado a recuperar alguns filmes do diretor que estavam perdidos.

Finalmente, Scorsese recebeu em 2007 o prêmio de melhor diretor e melhor filme por Os infiltrados. O recebeu das mãos de Grandes Amigos (Francis Ford Coppola, George Lucas, e Steven Spielberg), com isto a Academia aliviou o furor da crítica que, com certeza não deixaria passar mais um ano sem um Oscar de Melhor Diretor.

Em 4 abril de 2008, estreou nos cinemais mundiais o filme The Rolling Stones Shine a Light, concebido e dirigido pelo premiado diretor - um declarado fã da banda - que, em duas apresentações no Beacon Theatre de Nova York, em novembro de 2006, com dezesseis câmeras focadas diretamente nos músicos, registrou com profundidade a bela performance da banda em um repertório levemente diferenciado das apresentações normais. De forma genial mescla imagens de arquivo desde o início da banda, nos anos 60, confrontando com declarações atuais, como a pretensão de Mick Jagger em manter-se ativo na carreira aos sessenta.

Em 2011 estreia seu mais novo trabalho, Silence. Filme que terá no elenco Benicio Del Toro e Daniel Day-Lewis que interpretam dois missionários portugueses em missão no Japão do século XVI.

Scorsese estrela calçada da fama.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Narrativas[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Título no Brasil Título em Portugal Oscar Globo de Ouro
1968 Who's That Knocking at My Door Quem Bate à Minha Porta?
1972 Boxcar Bertha Sexy e Marginal
1973 Mean Streets Caminhos Perigosos Os Cavaleiros do Asfalto
1974 Alice Doesn't Live Here Anymore Alice Não Mora Mais Aqui Alice Já Não Mora Aqui 1 prêmio e 3 indicações 2 indicações
1976 Taxi Driver Taxi Driver 4 indicações 2 indicações
1977 New York, New York New York, New York Histórias de Nova Iorque 4 indicações
1980 Raging Bull Touro Indomável O Touro Enraivecido 2 prêmios e 8 indicações 1 prêmio e 7 indicações
1983 The King of Comedy O Rei da Comédia O Rei da Comédia
1985 After Hours Depois de Horas Nova Iorque Fora de Horas 1 indicação
1986 The Color of Money A Cor do Dinheiro A Cor do Dinheiro 1 prêmio e 4 indicações 2 indicações
1987 Short film BAD Videoclipe BAD" Michael Jackson
1988 The Last Temptation of Christ A Última Tentação de Cristo A Última Tentação de Cristo 1 indicação 2 indicações
1990 Goodfellas Os Bons Companheiros Tudo Bons Rapazes 1 prêmio e 6 indicações 5 indicações
1991 Cape Fear Cabo do Medo O Cabo do Medo 2 indicações 2 indicações
1993 The Age of Innocence A Época da Inocência A Idade da Inocência 1 prêmio e 5 indicações 1 prêmio e 4 indicações
1995 Casino Cassino Casino 1 indicação 1 prêmio e 2 indicações
1997 Kundun 4 indicações 1 indicação
1999 Bringing Out the Dead Vivendo no Limite Por um Fio
2002 Gangs of New York Gangues de Nova Iorque Gangs de Nova Iorque 10 indicações 2 prêmios e 5 indicações
2004 The Aviator O Aviador O Aviador 5 prêmios e 11 indicações 3 prêmios e 6 indicações
2006 The Departed Os Infiltrados Entre Inimigos 4 prêmios e 5 indicações 1 prêmio e 6 indicações
2010 Shutter Island A Ilha do Medo Shutter Island
2011 Hugo (filme) A Invenção de Hugo Cabret Hugo 5 prêmios e 11 indicações 1 prêmio e 3 indicações
2013 The Wolf of Wall Street O Lobo de Wall Street O Lobo de Wall Street 5 indicações 1 prêmio e 2 indicações

Documentários[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Prêmios
1970 Street Scenes
1974 Italianamerican
1978 The Last Waltz
American Boy: A Profile of Steven Prince
1995 A Personal Journey with Martin Scorsese Through American Movies
1999 My Voyage to Italy
2003 Feel Like Going Home
2005 No Direction Home: Bob Dylan 1 Emmy, 1 Grammy
2007 Martin Scorsese Presents: Val Lewton - The Man in the Shadows
2008 Shine a Light
2011 George Harrison: Living in the Material World

Como ator[editar | editar código-fonte]

1967 Who's That Knocking at My Door como bandido #2 (participação)
1973 Mean Streets como a narração de Jimmy Shorts e Charlie Cappa (participação)
1974 Alice Doesn't Live Here Anymore como homem no refeitório (participação)
1976 Taxi Driver como passageiro no táxi de Travis (participação)
1978 The Last Waltz (como ele próprio)
1980 Raging Bull como homem que fala com La Motta no final
1983 The King of Comedy como diretor de TV (participação)
1986 Round Midnight como R.W. Goodley
1990 Dreams como Vincent van Gogh
1991 Guilty by Suspicion como Joe Lesser
1994 Quiz Show como Martin Rittenhome
1999 The Muse (como ele próprio)
1999 Bringing Out the Dead como operador de rádio
2002 Gangs of New York como rico proprietário de casa
2004 Shark Tale como Sykes (voz)
2005 Curb Your Enthusiasm (como ele próprio)
2008 Entourage (como ele próprio)
2011 Hugo (como fotógrafo)

Premiações[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Martin Scorsese
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Martin Scorsese