Robert Wise

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Robert Wise
Robert Wise
Nome completo Robert Earl Wise
Nascimento 10 de setembro de 1914
Winchester, Indiana,
 Estados Unidos
Morte 14 de setembro de 2005 (91 anos)
Los Angeles, Califórnia,  Estados Unidos
Ocupação Diretor
Produtor
Editor
Editor de Som
Cônjuge Patricia Doyle (1942-1975)
Millicent Franklin (1977-2005)
Oscares da Academia
Melhor Diretor
1962 - West Side Story (com Jerome Robbins)
1966 - The Sound of Music
Melhor Filme
1962 - West Side Story
1966 - The Sound of Music
IMDb: (inglês)


Robert Earl Wise (nascido em 10 de setembro de 1914, Winchester, Indiana, Estados Unidos - falecido em 14 de setembro de 2005, Los Angeles) foi um cineasta e produtor estadunidense.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Wise queria ser jornalista, mas a depressão econômica mudou seus planos e ele foi parar na RKO Pictures, carregando latas de filmes. Virou montador de som (e, como tal, seu nome integra o da equipe de "O Delator", de John Ford). Passou a montador em 1939, mas só dois anos depois Orson Welles irrompeu em sua vida, com o cultuado "Cidadão Kane".

Três anos mais tarde, cooptado pelo produtor Val Lewton, o próprio Wise assinou seu primeiro longa como diretor. "A Maldição do Sangue de Pantera" (co-direção de Gunther Friesch) foi o primeiro de uma série de filmes fantásticos que realizou ao longo de sua carreira. Fez filmes notáveis como "Helena de Tróia", "Marcado pela sarjeta" e "Desafio do além". Mas se consagrou com dois musicais. Em 1960 realizou "Amor sublime amor" que é considerado um dos cinco melhores musicais de toda a história. Wise ganhou o Oscar de melhor diretor e de melhor filme em duas ocasiões: por Amor sublime amor e por "A noviça rebelde" que se tornou a maior bilheteria de todos os tempos ajudando a alavancar a carreira do diretor e da estrela do filme: Julie Andrews. Faleceu aos 91 anos em 14 de setembro de 2005 e em Los Angeles, de insuficiência cardíaca.

Filmografia de Robert Wise[editar | editar código-fonte]

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

  • Recebeu três nomeações ao Óscar de melhor filme, por West Side Story (1961), The Sound of Music (1965) e The Sand Pebbles (1966); venceu por West Side Story e The Sound of music.
  • Recebeu três nomeações ao Óscar de melhor realizador, por Quero Viver! (1958), West Side Story (1961) e The Sound of Music (1965); venceu por West Side Story e The Sound of Music.
  • Recebeu uma nomeação ao Óscar de melhor edição, por Citizen Kane (1941).
  • Ganhou o Prémio Irving G. Thalberg, concedido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, em 1967.
  • Recebeu três nomeações ao Globo de Ouro de melhor realizador, por The Haunting (1963), The Sound of Music (1965) e The Sand Pebbles (1966).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]