Diane Keaton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Diane Keaton
Diane Keaton
Nome completo Diane Hall
Nascimento 5 de janeiro de 1946 (68 anos)
Santa Ana, CA
 Estados Unidos
Ocupação atriz, produtora e diretora
Atividade 1968 - atualidade
Oscares da Academia
Melhor Atriz
1978 - Annie Hall
Prêmios Globo de Ouro
Melhor Atriz - Comédia ou Musical
1978 - Annie Hall
2004 - Something's Gotta Give
BAFTA
Melhor Atriz
1978 - Annie Hall
Outros prêmios
Satellite Award - Melhor Atriz (Musical ou Comédia)
1978 - Annie Hall
IMDb: (inglês)


Diane Keaton, nome artístico de Diane Hall (Santa Ana, 5 de janeiro de 1946) é uma atriz, produtora e diretora estadunidense, natural do estado da Califórnia. Nos anos de 1970 manteve um famoso relacionamento amoroso e profissional com Woody Allen, que resultou em vários trabalhos premiados e de sucesso.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Diane fez o curso de artes dramáticas no Santa Ana College antes de estudar teatro em Nova Iorque. Depois de aparecer em ação no verão durante vários meses, Diane conseguiu entrar para o círculo principal de espetáculos da Broadway, participando do famoso musical de rock Hair (1968). Como atriz substituta, ganhou a atenção sem precisar tirar nenhuma peça de roupa em cena.

Em 1970 Woody Allen a fez aparecer novamente no Broadway, na peça Play It Again, Sam, que teve uma temporada de êxito. Foi nessa época que ela iniciou o duradouro relacionamento amoroso-profissional com Allen e apareceu em vários filmes dele. O primeiro foi a adaptação cinematográfica de Play It Again, Sam (1972). Naquele mesmo ano Francis Ford Coppola a escolheu para o papel de Kay no filme premiado com Oscar, The Godfather (1972), o que a colocou definitivamente à caminho do estrelato. Ela repetiu o papel na sequência, The Godfather: Part II (1974). Com Allen ela estrelou Sleeper (1973) e Love and Death (1975).

Em 1977 Diane mudou de estilo e apareceu num papel dramático no filme Looking for Mr. Goodbar (1977), ganhando uma nomeação ao Globo de Ouro. Era o mesmo ano em que ela teria o seu melhor desempenho nas telas, no papel-título de Annie Hall (1977), escrito por Allen especificamente para ela (marcado com asterisco nos créditos, com o nome real dela Diane Hall e o apelido Annie). Ganhou o Oscar e o prêmio britânico para Melhor Atriz e Allen ganhou o Prémio de Diretor do DGA.

Diane iniciou uma tendência com as roupas unissex usadas por ela, e era a imagem da garota ideal para muitos homens. As manias dela e a fala desajeitada se tornaram quase uma moda entre os americanos. Entretanto, muitos ainda se faziam a pergunta, Se ela seria só uma boa atriz representado a si mesma ou haveria mais profundidade em sua personalidade?. Quando Diane se separou de Allen, ela logo se envolveu com Warren Beatty, aparecendo juntos no filme dirigido por ele chamado Reds (1981). Foi a boêmia jornalista Louise Bryant. Pelo desempenho recebeu nomeações ao Oscar e ao Globo de Ouro. Durante os anos seguintes ela continuou sua carreira de sucesso, sendo indicado ao Oscar em mais três ocasiões.

Diane tentou uma nova virada na carreira ao assumir o papel de uma mulher confusa, um pouco ingênua, que se torna a ferramenta de terroristas do Oriente-Médio em The Little Drummer Girl (1984). Com a diminuição das ofertas de trabalho para atriz, ela tentou a direção. Dirigiu o documentário Heaven (1987), como também alguns vídeos de música. Para televisão ela dirigiu um episódio popular, mas estranho, da série Twin Peaks (1990).

Nos anos 1990 ela estava mais madura e repetiu o papel de Kay Corleone na terceira parte da trilogia de Coppola, The Godfather: Part III (1990). Voltou à comédia como a esposa de Steve Martin no remake Father of the Bride (br: O Pai da Noiva), de 1991. Com o sucesso da parceria, eles voltariam em Father of the Bride Part II (br: O Pai da Noiva: Parte II), de 1995. Em 1993 ela estrelou mais um filme de Woody Allen, Manhattan Murder Mystery (1993), que foi recebido com simpatia pelo público. Em 1995 recebeu elogios com Unstrung Heroes (1995), que cuidou da direção. Em As Filhas de Marvin (1997) brilhou ao lado de Leonardo DiCaprio e Meryl Streep, recebendo uma indicação ao Oscar de melhor atriz.

Do ano 2000 em diante investiu em filmes que retratavam sua veia de atriz cômica, em Alguém Tem Que Ceder (2003) brilhou ao lado de Keanu Reeves e Jack Nicholson, sendo novamente indicada ao Oscar de melhor atriz.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Título em português Papel Obs.
1970 Lovers and Other Strangers br: As Mil Faces do Amor Joan Vecchio
1970 Night Gallery Enfermeira Frances Nevins (série de TV)
1971 Men of Crisis: The Harvey Wallinger Story Renata Wallinger (curta-metragem para a TV)
1971 The F.B.I. Diane Britt (série de TV)
1971 Mannix Cindy Conrad (série de TV)
1972 The Godfather br: O Poderoso Chefão / pt: O Padrinho Kay Adams-Corleone
1972 Play It Again, Sam Linda Christie
1973 Sleeper br: O Dorminhoco / pt: O Herói do Ano 2000 Luna Schlosser
1974 The Godfather Part II br: O Poderoso Chefão: Parte II / pt: O Padrinho: Parte I Kay Adams-Corleone
1975 Love and Death br: A Última Noite de Boris Grushenko / pt: Nem Guerra nem Paz Sonja
1976 I Will, I Will… for Now Katie Bingham
1976 Harry and Walter Go to New York Lissa Chestnut
1977 Annie Hall br: Noivo Neurótico, Noiva Nervosa Annie Hall Oscar de melhor atriz
Prêmio BAFTA de melhor atriz em papel principal
Globo de Ouro de melhor atriz - longa-metragem musical ou comédia
1977 Looking for Mr. Goodbar br: À Procura de Mr. Goodbar Theresa Dunn Premios Fotogramas de Plata — melhor performance em filme estrangeiro (também por Interiors)
Indicada — Globo de Ouro de melhor atriz - longa-metragem de drama
1978 Interiors Renata Premios Fotogramas de Plata — melhor performance em filme estrangeiro (também para o Looking for Mr. Goodbar)
1979 Manhattan Mary Wilkie Indicada — American Movie Award de melhor atriz
Indicada — Prêmio BAFTA de melhor atriz em papel principal
1981 Reds Louise Bryant David di Donatello de melhor atriz estrangeira
Indicada — Oscar de melhor atriz
Indicada — Prêmio BAFTA de melhor atriz em papel principal
Indicada — Globo de Ouro de melhor atriz – longa-metragem de drama
1982 Shoot the Moon Faith Dunlap Indicada — Globo de Ouro de melhor atriz – longa-metragem de drama
1984 Mrs. Soffel Kate Soffel Indicada — Globo de Ouro de melhor atriz – longa-metragem de drama
1984 The Little Drummer Girl Charlie
1986 Crimes of the Heart Lenny Magrath
1987 Radio Days br: A Era do Rádio / pt: Dias do Rádio Cantora no Ano Novo Participação especial
1987 Baby Boom J.C. Wiatt Indicada — Globo de Ouro de melhor atriz – longa-metragem musical ou comédia
1987 Heaven (documentário)
também roteirista e diretora
1988 The Good Mother Anna Dunlap
1989 The Lemon Sisters Eloise Hamer
1990 The Godfather Part III br: O Poderoso Chefão: Parte III / pt: O Padrinho: Parte III Kay Adams
1991 Father of the Bride Nina Banks
1992 Running Mate Aggie Snow (filme para a TV)
1993 Manhattan Murder Mystery br: Um Misterioso Assassinato em Manhattan
pt: O Misterioso Assassínio em Manhattan
Carol Lipton Indicada — Globo de Ouro de melhor atriz – longa-metragem musical ou comédia
1993 Look Who's Talking Now br: Olha Quem Está Falando Agora / pt: Olha Quem Fala Agora! Daphne (voz)
1994 Amelia Earhart: The Final Flight Amelia Earhart (filme para a TV)
Indicada — Prêmio Emmy do Primetime de atriz principal de destaque – minissérie ou filme
Indicada —Globo de Ouro de melhor performance de atriz em minissérie ou longa-metragem feito para a TV
1995 Father of the Bride Part II Nina Banks
1996 The First Wives Club br: O Clube das Desquitadas / pt: O Clube das Divorciadas Annie Paradis Prêmio Golden Apple (partilhado com Bette Midler e Goldie Hawn)
Prêmio da National Board of Review de melhor elenco
1996 Marvin's Room Bessie Greenfield Indicada — Oscar de melhor atriz
Indicada — Prêmio do Screen Actors Guild por performance de destaque de atriz em papel principal – longa-metragem
Indicada — Prêmio do Screen Actors Guild por performance de destaque de elenco em longa-metragem
1997 The Only Thrill Carol Fitzsimmons
1997 Northern Lights Roberta Blumstein (filme para a TV)
1999 The Other Sister br: Simples Como Amar / pt: A Outra Irmã Elizabeth Tate
2000 Hanging Up Georgia Mozell Também diretora
2001 Town & Country Ellie Stoddard
2001 Sister Mary Explains It All Irmã Mary Ignatius (filme para a TV)
2001 Plan B Fran Varrechio (filme para a TV)
2002 Crossed Over Beverly Lowry (filme para a TV)
2003 On Thin Ice Patsy McCartle (filme para a TV)
2003 Something's Gotta Give br: Alguém Tem Que Ceder Erica Barry Globo de Ouro de melhor atriz – longa-metragem musical ou comédia
Prêmio do National Board of Review de melhor atriz
Prêmio Satellite de melhor atriz – longa-metragem musical ou de comédia
Indicada — Oscar de melhor atriz
Indicada — Prêmio da Broadcast Film Critics Association de melhor atriz
Indicada — Prêmio do Screen Actors Guild de performance de destaque por atriz em papel de destaque – longa-metragem
2003 Elephant Produtora-executiva
2005 The Family Stone br: Tudo em Família / pt: A Jóia da Família Sybil Stone Indicada — Prêmio Satellite de melhor atriz coadjuvante – longa-metragem
2006 Surrender, Dorothy Natalie Swerdlow (filme para a TV)
2007 Because I Said So Daphne Wilder Indicada —Framboesa de Ouro de pior atriz
2007 Mama's Boy Jan Mannus
2008 Mad Money Bridget Cardigan
2008 Smother Marilyn Cooper
2010 Morning Glory Colleen Peck
2015 Finding Dory Procurando Dory

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Ela nunca se casou.
  • Adotou três crianças, uma menina em 1996 e dois meninos em 2001.
  • Não tem nenhum parentesco com Michael Keaton. Ela mudou último nome para o nome de solteira da mãe, como resultado do nome Diane Hall já estar aparecendo no sindicato dos atores. De acordo com ela, Michael Keaton teve um problema semelhante com o nome natural ao entrar no sindicato, entretanto ele escolheu "Keaton " porque ele gostou do nome de Diane.
  • Ela e Woody Allen fizeram 8 filmes juntos

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Diane Keaton
Precedida por:
Faye Dunaway
por Network
Óscar de Melhor Atriz Principal
por Annie Hall

1978
Sucedida por:
Jane Fonda
por Coming Home
Precedida por:
Barbra Streisand
por A Star Is Born
Golden Globe Award de Melhor Atriz (Comédia/Musical) no Cinema
por Annie Hall

1978
Sucedida por:
Ellen Burstyn por Same Time, Next Year
e Maggie Smith por California Suite
Precedida por:
Renée Zellweger
por Chicago
Golden Globe Award de Melhor Atriz (Comédia/Musical) no Cinema
por Something's Gotta Give

2004
Sucedida por:
Annette Bening
por Being Julia
Precedida por:
Julianne Moore
por Far from Heaven
National Board of Review de Melhor Atriz
por Something's Gotta Give

2004
Sucedida por:
Annette Bening
por Being Julia
Precedida por:
Jennifer Westfeldt
por Kissing Jessica Stein
Satellite Award de Melhor Atriz (Comédia/Musical) no Cinema
por Something's Gotta Give

2004
Sucedida por:
Annette Bening
por Being Julia
Precedida por:
Louise Fletcher
por One Flew Over the Cuckoo's Nest
BAFTA de Melhor Atriz Principal
por Annie Hall

1978
Sucedida por:
Jane Fonda
por Julia