Dionne Warwick

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dionne Warwick
Dionne Warwick 20030603.jpg
Informação geral
Nome completo Marie Dionne Warwick
Nascimento 12 de Dezembro de 1940 (73 anos)
Origem East Orange, New Jersey
Gênero(s) R&B/Soul music, Urban, Soft Rock, Adult Contemporary, Quiet Storm, Pop
Instrumento(s) Vocal
Outras ocupações Cantora, Atriz
Gravadora(s) Scepter Records, Warner, Arista Records
Afiliação(ões) Burt Bacharach, The Spinners, Isaac Hayes, Sacha Distel, Whitney Houston, Jeffrey Osborne, June Pointer, Stevie Wonder, Elton John, Gladys Knight, Smokey Robinson, Chuck Jackson, Barry Manilow, Bee Gees, Luther Vandross
Página oficial DionneWarwick.info

Marie Dionne Warwick (East Orange, Nova Jérsei, 12 de Dezembro de 1940) é uma cantora norte-americana. É prima de primeiro grau de Whitney Houston, irmã de Dee Dee Warwick e sobrinha de Cissy Houston[1] . Ganhou fama como a intérprete preferida dos compositores Burt Bacharach e Hal David. Ambos a presentearam com uma série de sucessos. Com 48 anos de carreira, estima-se que tenha vendido mais de 66 milhões de cópias de seus discos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cresceu ouvindo e cantando gospel, estilo que incorporaria de maneira vibrante em seu modo de cantar. Em 1963, emplacou o clássico soul "Don't Make Me Over", chamando a atenção de David e Bacharach, que estavam procurando a voz ideal para suas sentimentais baladas. Com ela, rapidamente várias músicas que a dupla escreveu se tornaram sucesso com a sua voz, como "Walk On By", "Do You Know The Way To San Jose?", "Alfie" e "I'll Never Fall In Love Again". Entretanto, outras da autoria de David/ acharach ficaram consagradas nas vozes de outros artistas, porém, gravadas primeiramente por Dionne durante os anos 60, como "(They Long To Be) Close To You", "Raindrops Keep Fallin' on My Head", "What The World Needs Now", "The Look Of Love", entre outras, além de "I Say A Little Prayer", que apesar de ter feito sucesso na voz de Aretha Franklin, é uma música consagrada por Dionne, e uma das mais requisitadas pelos seus fãs.

Após toda a fama obtida durante os anos 60, o trio se desfez no início dos anos 70 e a carreira de Dionne deu uma pausa,não conseguindo obter êxitos mesmo lançando discos, com exceção do hit "Then Came You". Somente no final da década, precisamente em 1979, que ela voltou com força total lançando o álbum Dionne, produzido por Barry Manilow. Este não trouxe apenas músicas notáveis, mas sim, um dos maiores hits de toda a sua carreira: "I"ll Never Love This Way Again". Outras canções que também tiveram certa popularidade foram "Deja Vu" e, em especial no Brasil, "Feeling Old Feelings".

Todo esse sucesso de 1979 permaneceu logo no primeiro ano da década de 80, graças ao novo hit "No Night So Long", do álbum de mesmo nome. Em 1982, Barry Gibb dos Bee Gees, que já declarou ser grande fã da cantora, decidiu produzir um álbum para Dionne chamado Heartbreaker, contando com várias participações do cantor tocando violão assim como fazendo backing vocal. Esse disco trouxe uma música que foi sucesso em todo o mundo e não pode faltar em seus shows: "Heartbreaker". Outros êxitos notáveis da cantora durante os anos 80 foram "It’s You", dueto com Stevie Wonder em 1985, da trilha sonora do filme "A Dama de Vermelho" e também "Love Power", dueto com Jeffrey Osborne em 1987. Dionne também participou de duas músicas beneficentes, ambas em 1985: We Are The World, fazendo parte dos USA For Africa ao lado de várias estrelas da música americana e também That's What Friends Are For, ao lado de Stevie Wonder, Elton John e Gladys Knight, escrita pelo seu velho amigo Burt Bacharach em conjunto com Carole Bayer Sager. Em 1990, Dionne lançou um disco que reverencia um grande músico norte-americano: Cole Porter, destacando a música "Begin The Beguine".

É grande admiradora da música brasileira, e além de uma casa de veraneio na Bahia e outra no bairro do Jardim Botânico no Rio de Janeiro Dionne apresenta-se com certa regularidade ao lado de intérpretes de renome, como Ivan Lins, Simone, Jorge Ben Jor, entre outros e comparecendo muitas vezes ao Programa do Jô.[2]

Problemas financeiros[editar | editar código-fonte]

Em março de 2013 Warwick deu entrada num pedido de falência pessoal junto à Corte de Falências de Nova Jersey, alegando incapacidade de pagar suas dívidas. Warwick deve impostos acumulados desde a década de 90, e declarou que tem um patrimônio total de US$25,5 mil para uma dívida de US$ 10,7 milhões, a maioria dela junto ao Serviço Interno de Arrecadação (correspondente à Receita Federal nos Estados Unidos) e com o estado da Califórnia. Seu advogado alegou que as finanças de Warwick foram mal administradas pelo ex-empresário da cantora e as multas provenientes das dívidas nos últimos 15 anos a tornaram impagável.[3]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1963 Presenting Dionne Warwick
  • 1964 Anyone Who Had a Heart
  • 1964 Make Way for Dionne Warwick
  • 1965 The Sensitive Sound of Dionne Warwick
  • 1966 Here I Am
  • 1966 Dionne Warwick in Paris
  • 1967 Here, Where There Is Love
  • 1967 Dionne Warwick Onstage and in the Movies
  • 1967 The Windows of the World
  • 1968 Dionne Warwick in Valley of the Dolls
  • 1968 Magic of Believing
  • 1968 Promises Promises
  • 1969 Soulful
  • 1969 Dionne Warwick's Greatest Motion Picture Hits
  • 1970 I'll Never Fall in Love Again
  • 1970 Very Dionne
  • 1971 The Dionne Warwick Story: Live
  • 1972 Dionne
  • 1972 From Within
  • 1973 Just Being Myself
  • 1975 Then Came You
  • 1975 Track of the Cat
  • 1977 A Man and a Woman (w/ Isaac Hayes)
  • 1977 Only Love Can Break a Heart
  • 1977 Love at First Sight
  • 1979 Dionne
  • 1980 No Night So Long
  • 1981 Hot! Live and Otherwise
  • 1982 Friends in Love
  • 1982 Heartbreaker
  • 1983 How Many Times Can We Say Goodbye
  • 1985 Finder of Lost Loves
  • 1985 Friends
  • 1985 Without Your Love
  • 1987 Reservations for Two
  • 1989 Dionne Warwick Sings Cole Porter
  • 1993 Friends Can Be Lovers
  • 1995 Aquarela Do Brasil
  • 1998 Dionne Sings Dionne
  • 2000 Dionne Sings Dionne Vol. II
  • 2004 My Favorite Time of the Year
  • 2006 My Friends & Me
  • 2008 Why We Sing
  • 2011 Only Trust Your Heart
  • 2012 " Now" - A Celebratory 50Th Anniversary Album
Singles Número Um
  • 1970: I'll Never Fall in Love Again
  • 1979: Deja Vu
  • 1980: No Night So Long
  • 1982: Heartbreaker
  • 1985: That's What Friends Are For
  • 1987: Love Power

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • 1969: Slaves
  • 1977: The Day the Music Died
  • 1988: Rent-a-Cop
  • 2002: The Making and Meaning of 'We Are Family' (documentário)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Veja polêmicas e carreira de Whitney Houston (em português). Terra.com (acessado em 31 de março de 2012).
  2. Uol, Vagalume, Dionne Warwick no Brasil
  3. Cantora Dionne Warwick declara falência nos EUA. Folha de S. Paulo.