Jonathan Rhys Meyers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jonathan Rhys Meyers
Na estreia de Missão Impossível 3, em Londres, no dia 25 de abril de 2006.
Nome completo Jonathan Michael Francis O'Keeffe
Nascimento 27 de julho de 1977 (37 anos)
Dublin
Nacionalidade República da Irlanda Irlandês
Ocupação Ator, Modelo
Prêmios Globo de Ouro
Melhor Ator (minissérie ou filme) em televisão
2006 - Elvis
IMDb: (inglês)
Jonathan Rhys Meyers Cabourg 2013.jpg

Jonathan Rhys Meyers, nome artístico de Jonathan Michael Francis O'Keeffe (Dublin, 27 de julho de 1977), é um premiado ator irlandês.

Notabilizou-se em 2005 pelo seu desempenho na minissérie Elvis, em que interpretou Elvis Presley, e também pelo seu desempenho na telessérie The Tudors, onde interpreta Henrique VIII de Inglaterra.[1] Também é conhecido pela sua aparência andrógena[2] e pelo seu trabalho como modelo, para marcas como Hugo Boss, Energie, Club Monaco e Versace.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Jonathan Rhys Meyers[3] nasceu com problemas cardíacos, tendo sido hospitalizado durante os primeiros meses de vida.[4] Ainda na infância, Jonathan e a família mudaram-se para Cork, de onde ambos os seus pais, Geraldine Meyers e o músico John O'Keeffe, eram naturais, cerca de um ano depois de ele nascer.[5] [6] Quando Jonny, como é chamado pelos amigos e familiares, tinha cerca de três anos, os seus pais separaram-se. Jonathan e o seu irmão mais novo, Alan, ficaram com a mãe, enquanto os seus dois outros irmãos mais novos, Jamie e Paul, ficaram a viver com o pai e a avó. Todos os seus irmãos tornaram-se músicos profissionais.[7] [8] Jonathan teve uma infância tumultuosa, não tendo um bom percurso escolar e lutando contra a pobreza da sua educação. Ele foi expulso da North Monastery Secondary School com dezesseis anos.[4]

Jonathan começou a passar mais tempo nas piscinas, nomeadamente no Victoria Sporting Club, em Patricks Quay, e no Coliseum Leisure Centre, em McCurtain Street.[4] Encontrou-se com um agricultor local, Christopher Crofts, que ofereceu-lhe um lugar para trabalhar na sua fazenda leiteira e foi descoberto por Hubbard Casting, indo para audições para a produção de David Puttnam, War of the Buttons.[9] Após passar três dias de audições, ele ficou no lugar de Gregg Fitzgerald, mas Gregg começou a participar mais e Jonathan perdeu o seu lugar.[9] Após isso, ele recebeu um convite para uma audição para um anúncio de uma sopa Knorr e para interpretar um pequeno papel no filme A Man of No Importance.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Logo após A Man of No Importance, Jonathan desembarcou em The Disappearance of Finbar, filmado na Lapónia. O degelo ocorrido no início das filmagens e da sessão fotográfica obrigaram a uma paragem de seis meses.[4] Jonathan regressou a Cork, e logo recebeu uma chamada para Michael Collins. Ele foi escolhido pelo diretor Neil Jordan para fazer de jovem assassino. Jonathan, em seguida, filmou o espanhol La lengua asesina, onde representou com apenas dezoito anos, como um jovem subjugado à protagonista feminina.[4] Durante as filmagens, foi chamado de volta à Lapónia para terminar a filmagem de Finbar. Depois de completar os dois filmes, deslocou-se a Marrocos para o filme Samson and Delilah, fazendo apenas duas cenas.[4]

Seguiu-se The Tribe, filmado em Londres, e depois, na Califórnia, foi convidado para entrar na reta final de The Maker, quando ele tinha apenas uma semana e meia para preparar o seu sotaque americano para essa parte, conseguindo-o.[4] Seguiu-se Telling Lies in America e B. Monkey, filmado em Londres.[4] Ele ficou quase dois anos fora da sua terra, prosseguindo a sua carreira com The Governess, estrelando com Minnie Driver. Depois, veio o seu papel como Brian Slade, um jovem cantor de sucesso, em Velvet Goldmine, conquistando um prémio no Festival de Cannes pela sua interpretação.[4]

A sua interpretação como Brian Slade valeu-lhe o proseguimento da sua carreira com Ride with the Devil, The Loss of Sexual Innocence, Titus, Tangled, The Magnificent Ambersons, e Gormenghast, uma minissérie da BBC que lhe valeu muitos elogios.[4] Ele estrelou como treinador de uma mulher do futebol internacional em Bend It Like Beckham. Jonathan também estrelou em I'll Sleep When I'm Dead, com Clive Owen e dirigido pelo lendário Mike Hodges e, teve um pequeno papel em Alexander dirigido por Oliver Stone.[4]

Em 2005, Jonathan tomou o papel de Elvis Presley em Elvis, uma minissérie de quatro horas da CBS. Ele foi nomeado para um Emmy Award, ganhando um Golden Satellite e um Golden Globe pela sua representação do ícone americano.[4]

Recebeu boas críticas pelo seu desempenho no filme de Woody Allen, Match Point, sendo galardoado com o Troféu Chopard, filme considerado como um regresso à forma do realizador.[4] Jonathan também estrelou com Tom Cruise em Mission: Impossible III, interpretando um membro de equipa. Volta aos cinemas com August Rush e aos ecrans da televisão com a minissérie The Tudors, em três sessões, permitindo alcançar mais sucesso na sua carreira.[4] Tendo trabalhado com muitos atores, gosta de Ewan McGregor, Anthony Hopkins, Christopher Lee, James Cromwell, Tom Cruise, Tobey Maguire, e Jessica Lange.[4]

Jonathan também é cantor e guitarrista, tendo aparecido numa série de papéis musicais. O seu primeiro papel do género foi a de uma estrela de rock, Brian Slade em Velvet Goldmine, cantando quatro das músicas (Sebastian, The Ballad of Maxwell Demon, Baby's On Fire e Tumbling Down) que estão na banda sonora do filme.[10] Ele fez uma pequena participação na série de televisão The Magnificent Ambersons, desempenhou Elvis e tocou flauta em várias ocasiões na série Gormenghast. Em 2007, Jonathan desempenhou o papel de um cantor e compositor irlandês, como Louis Connelly em August Rush e desempenhou várias músicas para a banda sonora do filme - Break, Moondance, Something Inside e This Time.[10] Das quatro, This Time e Break foram consideradas na categoria de Melhor Canção Original no 80th Academy Awards.[11] This Time atingiu o lugar 84 do Canadian Hot 100.[12]

A 13 de dezembro de 2007, foi nomeado para um Globo de Ouro para Melhor Actor em Série Dramática por The Tudors[13] , nomeação repetida no ano seguinte,[14] e venceu o prémio IFTA, em 2008, para Melhor Papel Principal como Ator pela mesma série.[15] Em 5 de Outubro de 2008, Rhys Meyers recebeu um Honourary Patronage pelo Trinity College Philosophical Society em Dublin, na Irlanda;[16] e em 19 de fevereiro de 2009 recebeu um Oscar Wilde, na festa irlandesa de cinema que antecede os Oscares da Academia.[17]

Como modelo, fez trabalhos para várias marcas. Primeiramente para Club Monaco, em 2001, para a campanha outono/inverno,[18] seguindo-se a camapnha de primavera para a Versace, em 2007.[19] Desde 2006, Jonathan tem sido a imagem de marca da Hugo Boss, por três perfumes: campanha de 2006,[20] Hugo XX e XY[21] e Hugo Element.[22] Em 2009, foi a imagem da campanha primavera/verão da marca de vestuário italiana Energie,[23] e, futuramente, da campanha outono/inverno.

Vida privada[editar | editar código-fonte]

Devido a problemas com o alcoolismo, Jonathan procurou tratamento em maio de 2005. Dois anos mais tarde, em abril de 2007, voltaria a prosseguir o tratamento.[24] Em 18 de novembro desse ano, Jonathan foi detido no Aeroporto de Dublin, por alegadamente ter insistido em entrar num voo para Londres, ignorando a indicação dos responsáveis da companhia aérea de que não poderia embarcar, sob a alegação de que Jonathan não estaria em condições para viajar. A 5 de dezembro, o tribunal decidiu retirar as acusações, por Jonathan ter aceitado a responsabilidade das suas ações e oferecido uma doação a uma associação beneficente.[25] Dias depois após o acontecimento no aeroporto, em 20 de novembro, falece a sua mãe, Geraldine Meyers, de 50 anos. O enterro decorreu no dia seguinte em Dublin.[26]

Em 2008, tornou-se Embaixador da Fundação Esperança (The Hope Foundation), que presta ajuda a crianças desfavorecidas, tendo sido convidado para participar num documentário televisivo realizado na Índia sobre este problema social.[27]

Em 20 de junho de 2009, Jonathan foi detido após alegadamente ter agredido um membro do staff de um bar do Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. Jonathan ficou notificado para comparecer no tribunal correcional em Bobigny,[28] que o ordenou a pagar uma multa de 1000 euros, julgando-o a um mês de pena suspensa.[29] Em 2009, Jonathan efetuou novamente tratamento contra o álcool, saindo semanas depois.[30]

Em maio de 2010, foi relatado que Rhys Meyers foi proibido de voar na United Airlines, no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, devido a "comportamento perturbador e agressivo" por alegadamente estar alcoolizado.[31] Este incidente levou-o novamente a procurar tratamento contra o álcool, ficando algumas semanas em reabilitação.[32]

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Segue-se uma lista de trabalhos de Jonathan Rhys Meyers como ator.[33]

Cinema[editar | editar código-fonte]

# Ano Título
ORIGINAL
Título
BRASIL
Título
PORTUGAL
Nome da personagem Observações
1 1994 A Man of No Importance Um Homem sem Importância Um Homem sem Importância Primeiro jovem
2 1996 La lengua asesina La lengua asesina La lengua asesina Rudolph
3 1996 The Disappearance of Finbar O Desaparecimento de Finbar O Desaparecimento de Finbar Finbar Flynn
4 1996 Michael Collins Michael Collins - O Preço da Liberdade Michael Collins Jovem assassino
5 1997 The Maker Perfil Assassino O Golpista Josh Minnell
6 1997 Telling Lies in America Mentir na América Mentir na América Kevin Boyle
7 1998 The Governess The Governess The Governess Henry Cavendish
8 1998 Velvet Goldmine Velvet Goldmine Velvet Goldmine Brian Slade
9 1998 The Tribe The Tribe The Tribe Adam
10 1998 B. Monkey B. Monkey B. Monkey Bruno
11 1999 Ride with the Devil Cavalgada com o Diabo Cavalgada com o Diabo Pitt Mackeson
12 1999 The Loss of Sexual Innocence A Perda da Inocência A Perda da Inocência Nic (aos 16 anos)
13 1999 Titus Titus Titus Chiron
14 2001 Happy Now Happy Now Happy Now Mark Wraith
15 2001 Prozac Nation Geração Prozac Geração Prozac Noah
16 2001 Tangled A Traição Trama de Sentidos Alan Hammond
17 2002 Bend It Like Beckham Driblando o Destino Joga Como Beckham Joe
18 2003 The Tesseract No Limite da Realidade No Limite da Realidade Sean
19 2003 Octane Octane - O Caminho do Mal Octane - O Caminho do Mal The Father (o Pai)
20 2003 I'll Sleep When I'm Dead Só a Morte Me Pode Parar Só a Morte Me Pode Parar Davey Graham
21 2003 The Emperor's Wife A Mulher do Imperador A Mulher do Imperador Mordomo
22 2004 Vanity Fair Feira das Vaidades Feira das Vaidades George Osborne
23 2004 Alexander Alexandre, o Grande Alexandre, o Grande Cassandro
24 2005 Match Point Ponto Final Match Point Chris Wilton
25 2006 Mission: Impossible III Missão Impossível 3 Missão Impossível 3 Declan
26 2007 August Rush O Som do Coração O Som do Coração Louis Connelly
27 2008 The Children of Huang Shi As crianças de Huang Shi As crianças de Huang Shi George Hogg
28 2008 A Film with Me in It indefinido indefinido ele próprio (Participação especial)
29 2009 Shelter Identidade Paranormal indefinido Adam/David/Wesley
30 2009 From Paris with Love Dupla Implacável De Paris com Amor James Reece
31 2011 Albert Nobbs Albert Nobbs Albert Nobbs Vinconde Yarrell
32 2012 Belle du Seigneur indefinido indefinido Solal
33 2013 The Mortal Instruments: City of Bones Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos Valentim Morgenstern
34 2013 Panda Eyes indefinido indefinido John Moffatt

Teatro[editar | editar código-fonte]

# Ano Título
ORIGINAL
Título em português Nome da personagem Observações
1 1996 Dark Blood Sangue Negro The boy (o Rapaz)

Televisão[editar | editar código-fonte]

# Ano Título
ORIGINAL
Título
BRASIL
Título
PORTUGAL
Nome da personagem Observações
1 1996 Samson and Delilah Sansão e Dalila Sansão e Dalila Sansão
2 2000 Gormenghast Gormenghast Gormenghast Steerpike
3 2002 The Magnificent Ambersons The Magnificent Ambersons The Magnificent Ambersons George Amberson Minafer
4 2003 The Lion in Winter The Lion in Winter The Lion in Winter Filipe II de França
5 2005 Elvis Elvis Elvis Elvis Presley
6 2007-2010 The Tudors The Tudors The Tudors Henrique VIII de Inglaterra 4 temporadas, 38 episódios.
7 2013 Dracula indefinido indefinido Drácula 1 temporada, 10 episódios

Prémios[editar | editar código-fonte]

A seguinte lista mostra as nomeações e atribuições de prémios a Rhys Meyers. As atribuições estão a negrito.[34]

Nomeado para Melhor Papel Principal como Ator por The Tudors.

  • 2009 - CableFAX Program Awards

Nomeado para Melhor Ator na televisão por Cabo por The Tudors.

Nomeado para Excelente Ator Dramático por The Tudors.

Nomeado para Melhor Papel Principal como Ator por The Tudors.

Nomeado para Melhor Ator Dramático por The Tudors.

Vencedor para Excelente Ator Dramático por The Tudors.

Vencedor para Melhor Papel Principal como Ator por The Tudors.

Nomeado para Melhor Ator Dramático por The Tudors.

  • 2007 - Movie Extra Filmink Awards

Nomeado para Melhor caracterização para Match Point.

Vencedor para Homem do Ano.

Vencedor para Melhor Desempenho para Ator numa Mini-série ou Filme para televisão por Elvis.

Vencedor para Melhor Desempenho para Ator numa Mini-série ou Filme feito para televisão por Elvis.

Nomeado para Melhor Papel Principal como Ator em Mini-séries ou Filme por Elvis.

Vencedor para Melhor Ator em Mini-séries ou Filme feito para televisão por Elvis.

Vencedor para Melhor Ator Jovem por Match Point.

  • 2002 - Festival Internacional de Televisão de Veneza

Vencedor para Prémio Canal Grande de Melhor Ator para Jovem Promissor em The Magnificent Ambersons.

Nomeado para Ator Jovem Britânico do Ano em Velvet Goldmine, The Disappearance of Finbar e The Governess.

Referências

  1. Monroe, Justin (outubro de 2007). "Reign Man", in Complex (em inglês) Complex.com. Página visitada em 10 de abril de 2008.
  2. Wolf, Matt (13 de setembro de 1998). "Earning an 'A' for Androgyny on the Screen" (em inglês) The New York Times. Nytimes.com. Página visitada em 10 de abril de 2008.
  3. Também referido como Jonathan Rhys-Meyers. Já foi referido como Jonathan Rhys Myers e Jonathan Rhys-Myer.
  4. a b c d e f g h i j k l m n o p Biografia de Jonathan Rhys Meyers (em inglês) Jrmfansite.org. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  5. Biografia de Jonathan Rhys Meyers (em inglês) Filmreference.com. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  6. Biografia de Jonathan Rhys Meyers (em inglês) Yahoo!. Movies.yahoo.com. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  7. BBC - Jersey - Entertainment - the OKs (em inglês) BBC. Bbc.co.uk. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  8. The OKs Official Myspace (em inglês) Myspace. Myspace.com. Página visitada em 30 de setembro de 2008.
  9. a b Biografia de Jonathan Rhys Meyers (em inglês) Internet Movie Database. Imdb.com. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  10. a b Trabalhos musicais de Jonathan Rhys Meyers (em inglês) Internet Movie Database. Imdb.com. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  11. 59 Songs Tune Up for 2007 Oscar - Oscars.org (em inglês) Oscars.org (12 de dezembro de 2007). Página visitada em 1 de abril de 2009.
  12. Jonathan Rhys Meyers - This Time (em inglês) Acharts.us. Página visitada em 30 de setembro de 2007.
  13. Nomeações e Vencedores dos Globos de Ouro de 2008 (em inglês) Goldenglobes.org. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  14. Nomeações e Vencedores dos Globos de Ouro de 2009 (em inglês) Goldenglobes.org. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  15. Vencedores do 5.º IFTA (PDF) (em inglês) Ifta.ie. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  16. Jonathan Rhys Meyers Honored At Trinity College (em inglês) Justjared.buzznet.com. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  17. Hylda Queally, Brendan Gleeson and Jonathan Rhys Meyers honored at fourth annual "Oscar Wilde: Honoring the Irish in film (em inglês) Us-irelandalliance.org. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  18. Club Monaco (em inglês) Jrmfansite.org. Página visitada em 3 de abril de 2009.
  19. Versace (em inglês) Jrmfansite.org. Página visitada em 3 de abril de 2009.
  20. Hugo Boss 2006 (em inglês) Jrmfansite.org. Página visitada em 3 de abril de 2009.
  21. Hugo XX e XY (em inglês) Jrmfansite.org. Página visitada em 3 de abril de 2009.
  22. Hugo Element (em inglês) Jrmfansite.org. Página visitada em 3 de abril de 2009.
  23. Energie (em inglês) Jrmfansite.org. Página visitada em 3 de abril de 2009.
  24. Jonathan Rhys Meyers checks into rehab Rte.ie (24 de abril de 2007). Página visitada em 1 de abril de 2009.
  25. Jonathan Rhys Meyers é preso na Irlanda EGO. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  26. Jonathan Rhys Meyers acompanha o enterro da mãe EGO. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  27. The Hope Foundation (em inglês) Hopefoundation.ie.
  28. Jonathan Rhys Meyers arrested after 'attack at Paris airport (em inglês) The Daily Telegraph. Telegraph.co.uk. Página visitada em 8 de julho de 2009.
  29. Jonathan Rhys Meyers fined for Paris airport altercation (em inglês) The Daily Telegraph. Telegraph.co.uk. Página visitada em 5 de janeiro de 2013.
  30. 'The Tudors' Returns With Rehabbed Jonathan Rhys Meyers (em inglês) Socialitelife.celebuzz.com. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  31. Jonathan Rhys Meyers BANNED From United Airlines Flights (em inglês) The Huffington Post. Huffingtonpost.com. Página visitada em 11 de julho de 2010.
  32. Jonathan Rhys Meyers BACK To Rehab (em inglês) The Huffington Post. Huffingtonpost.com. Página visitada em 11 de julho de 2010.
  33. Lista de trabalhos de Rhys Meyers como ator (em inglês) Internet Movie Database. Imdb.com. Página visitada em 1 de abril de 2009.
  34. Lista de prémios indicados e atribuídos a Rhys Meyers (em inglês) Jrmfansite.org. Página visitada em 1 de abril de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Geoffrey Rush
por The Life and Death of Peter Sellers
Globo de Ouro para Melhor Ator em Minissérie ou Filme para televisão
2006
por Elvis
Sucedido por
Bill Nighy
por Gideon's Daughter