Harry Potter (série de filmes)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Harry Potter (série de filmes)
Harry Potter
 Reino Unido
 Estados Unidos

2001-2011
Direção Chris Columbus (HP1 - HP2)
Alfonso Cuarón (HP3)
Mike Newell (HP4)
David Yates (HP5 - HP7.2)
Produção David Heyman
Chris Columbus (HP3)
Mark Radcliffe (HP3)
David Barron (HP5 - HP7.2)
J. K. Rowling (HP7.2)
Roteiro baseado na Série de livros escrita por J. K. Rowling
Elenco Daniel Radcliffe
Rupert Grint
Emma Watson
Gênero Aventura
Idioma Inglês
Estúdio Heyday Films
Distribuição Warner Bros.
Orçamento $1,155,000,000
Receita $7,706,147,978

Harry Potter é uma série de filmes britânico-americana baseada nos livros homônimos da autora britânica J. K. Rowling. A série é distribuída pela Warner Bros. e consiste em oito filmes, iniciando com Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001) e finalizando com Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2 (2011). É a série cinematográfica de maior bilheteria de todos os tempos, com US $ 7,7 bilhões em receitas em todo o mundo. Todos os filmes se encontram na lista dos 50 filmes de maior bilheteria da história (em dólares e sem ajuste de inflação).

A série foi produzida por David Heyman e tem Daniel Radcliffe, Rupert Grint e Emma Watson como os três personagens principais, Harry Potter, Rony Weasley e Hermione Granger, respectivamente. Quatro diretores trabalharam na série: Chris Columbus, Alfonso Cuarón, Mike Newell e David Yates. A produção levou mais de dez anos para ser concluída, com o Arco de história principal seguindo a busca de Harry Potter para superar seu conflito com Lord Voldemort.

Harry Potter e as Relíquias da Morte, o sétimo e último livro da série, foi adaptado em dois filmes: a Parte 1 foi lançada em novembro de 2010 e a Parte 2 em julho de 2011.

Daniel Radcliffe (Harry Potter), Emma Watson (Hermione Granger), Rupert Grint (Rony Weasley), Bonnie Wright (Gina Weasley), Robbie Coltrane (Rúbeo Hagrid), Alan Rickman (Severo Snape), Tom Felton (Draco Malfoy), Matthew Lewis (Neville Longbottom), Devon Murray (Simas Finnigan), Alfie Enoch (Dino Thomas), James Phelps (Fred Weasley), Oliver Phelps (Jorge Weasley), Geraldine Somerville (Lílian Potter) e Joshua Herdman (Gregório Goyle) atuaram em todos os filmes da série.

Início[editar | editar código-fonte]

David Heyman

No final de 1997, o escritório do produtor de cinema David Heyman de Londres recebeu uma cópia do primeiro livro que se tornaria a série de sete livros de J. K. Rowling. O livro, Harry Potter e a Pedra Filosofal, foi enviado a uma estante de baixa prioridade, onde foi descoberto por um secretário que o leu e deu a Heyman com um comentário positivo. Consequentemente, Heyman, que inicialmente não gostou do título, leu o livro e ficou impressionado com o trabalho de Rowling, e começou o processo que levaria ao título de franquia de maior sucesso cinematográfico de todos os tempos.

Entusiasmado, Heyman vendeu o direito dos quatro primeiros livros de Harry Potter para a Warner Bros. em 1999, por £ 1.000.000 (US$ 2,000,000). Rowling pediu que o elenco principal deveria ser estritamente britânico, permitindo, no entanto, a inclusão de muitos atores irlandeses, como Richard Harris (Alvo Dumbledore nos 1º e 2º filmes), e a fundição de franceses e orientais europeus em Harry Potter e o Cálice de Fogo, onde personagens do livro são especificados como tal. A autora estava hesitante em vender os direitos, porque ela "não queria dar-lhes o controle sobre o resto da história".

Embora Steven Spielberg fosse inicialmente negociado para dirigir o primeiro filme, ele recusou a oferta. Spielberg queria que a adaptação fosse um filme de animação, com o ator americano Haley Joel Osment para fornecer a voz de Harry Potter. Spielberg afirmou que, em sua opinião, não havia qualquer expectativa de lucro em fazer o filme. "É apenas um slam dunk (expressão para "enterrar a bola"). É como retirar um bilhão de dólares e colocá-lo em suas contas bancárias pessoais. Não há desafio". Após Spielberg ser deixado de lado, começaram especulações com outros diretores, incluindo: Chris Columbus, Terry Gilliam, Jonathan Demme, Mike Newell, Alan Parker, Petersen Wolfgang, Rob Reiner, Tim Robbins, Brad Silberling, e Peter Weir. Petersen e Reiner foram tirados da corrida em março de 2000. Em seguida, a lista foi reduzida a Silberling, Columbus, Parker e Gilliam. A primeira escolha de Rowling foi Terry Gilliam, no entanto, em 28 de março de 2000 Columbus foi cotratado como diretor do filme, com a Warner Bros. citando seu trabalho em filmes de família, tais como Home Alone e Mrs Doubtfire como influências para a sua decisão.

J. K. Rowling, criadora da série literária

"Harry Potter é o tipo de realização literária atemporal que acontece uma vez na vida. Já que os livros têm gerado tantos fãs apaixonados em todo o mundo, foi importante para nós encontrarmos um diretor que tem uma afinidade com as crianças e os mágicos. Eu não consigo pensar em ninguém mais ideal para este trabalho do que Chris [Columbus]."  - Lorenzo di Bonaventura, Warner Bros.

Steve Kloves foi escolhido para escrever o roteiro do primeiro filme, e classificou a adaptação do livro como "difícil". Kloves foi enviado a várias sinopses de livros propostos como adaptações para o cinema, mas Harry Potter foi o único que "saltou" para ele. Ele saiu para comprar o livro e tornou-se um fã imediato. Ao falar com a Warner Bros. afirmou que o filme tinha de ser britânico, e tinha de ser fiel aos personagens. David Heyman foi confirmado para produzir o filme e Rowling teve um grande controle criativo para o filme, já que que Colombo não se importava.

A Warner Bros. tinha inicialmente planejado lançar o primeiro filme em 4 de julho de 2001. Eventualmente, devido a limitações de tempo, a data foi adiada para 16 de novembro de 2001.

Lançando os papéis de Harry, Rony e Hermione[editar | editar código-fonte]

Em 2000, após uma busca de sete meses, o ator principal, Daniel Radcliffe foi descoberto pelo produtor David Heyman e pelo escritor Steve Kloves em um teatro. Nas próprias palavras de Heyman, "sentado atrás de mim estava este menino com esses grandes olhos azuis. Era Dan Radcliffe. Lembro-me das minhas primeiras impressões: ele estava curioso e engraçado e tão energético. Houve generosidade real também, e doçura."

Radcliffe já havia se estabelecido como um ator em 1999 na produção da BBC "David Copperfield", como a versão infantil do papel-título. Heyman convenceu os pais de Radcliffe a permiti-lo para a audição do papel de Harry Tiago Potter, que envolvia filmagens (Este filme-teste foi liberado ao público em 2009). Rowling estava entusiasmada depois de ver o teste de Radcliffe, dizendo que não achava que poderia ter melhor escolha para o papel de Harry Potter.)

Também em 2000, os então desconhecidos atores Emma Watson e Rupert Grint foram selecionados entre milhares de crianças para desempenhar os papeis de Hermione Granger e Rony Weasley, respectivamente. Antes de serem escolhidos, as únicas experiências anteriores foram atuando em peças escolares. Grint tinha 11 anos e Watson 10 no momento em que foram escolhidos.

Produção[editar | editar código-fonte]

As filmagens da série começaram no Leavesden Studios, em setembro de 2000 e terminaram em dezembro de 2010, com a pós-produção do filme final durando até o verão de 2011. O Leavesden Studios foi a principal base para as filmagens de Harry Potter e foi aberto ao público em 2012 (renomeado como Warner Bros. Studios, Leavesden).

Filme Produtor Diretor Escritor Livro de J. K. Rowling
Harry Potter e a Pedra Filosofal Heyman , David David Heyman Columbus , Chris Chris Columbus Kloves , Steve Steve Kloves Harry Potter e a Pedra Filosofal
Harry Potter e a Câmara Secreta Harry Potter e a Câmara Secreta
Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban Cuarón , Alfonso Alfonso Cuarón Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban
Harry Potter e o Cálice de Fogo Newell , Mike Mike Newell Harry Potter e o Cálice de Fogo
Harry Potter e a Ordem da Fênix Yates , David David Yates Goldenberg , Michael Michael Goldenberg Harry Potter e a Ordem da Fênix
Harry Potter e o Enigma do Príncipe Kloves , Steve Steve Kloves Harry Potter e o Enigma do Príncipe
Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1 Harry Potter e as Relíquias da Morte
Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2

David Heyman produziu todos os filmes da série, enquanto David Barron entrou para a série como produtor executivo em Câmara Secreta e Cálice de Fogo. Mais tarde ele foi nomeado produtor nas últimos três adaptações. Chris Columbus foi produtor executivo dos dois primeiros filmes ao lado de Mark Radcliffe e Barnathan Michael, mas tornou-se produtor do terceiro filme ao lado de Heyman e Radcliffe. Produtores executivos incluem Tanya Seghatchian e Lionel Wigram. J. K. Rowling, autora da série, foi convidada a ser produtora em Cálice de Fogo, mas recusou. No entanto, ela aceitou o papel nas duas partes Relíquias da Morte. O sexto filme da série, Enigma do Príncipe, foi o filme mais caro produzido a partir de 2009. A Warner Bros. dividiu o sétimo e último livro da série, Relíquias da Morte, em duas partes para o cinema. As duas partes foram filmadas simultaneamente entre o início de 2009 e o verão de 2010, com a realização de algumas filmagens em 21 de dezembro de 2010; data esta que marcou o fim das filmagens de Harry Potter. Heyman afirmou que Relíquias da Morte "foi filmado como um filme", ​​mas foi liberado em dois longas.

Tim Burke, supervisor de efeitos visuais da série, disse que a produção de Harry Potter, "foi esta grande família, eu acho que havia mais de 700 pessoas que trabalham em Leavesden, uma indústria em si." David Heyman disse: "Quando o primeiro filme estreou, de maneira nenhuma eu achei que faria oito filmes. Isso não parecia possível, até depois que tínhamos feito o quarto." Nisha Parti, o consultor de produção no primeiro filme, disse que Heyman "fez o primeiro filme muito do jeito que o estúdio [Warner Bros.] queria", mas após o sucesso do filme, foi dado a ele "mais liberdade".

Mãos, pés e varinhas de Emma e seus companheiros protagonistas de Harry Potter, no Grauman's Chineese Theatre.

Um dos objetivos dos cineastas a partir do início da produção foi o de desenvolver a maturidade dos filmes. Chris Columbus afirmou: "Nós percebemos que esses filmes se tornam progressivamente mais escuros. Novamente, não sabíamos o quanto escuro, mas percebemos que, como as crianças crescem, os filmes ficam um pouco mais ousados e mais darker". Isso ocorreu com os seguintes três diretores que iriam trabalhar na série, nos anos seguintes, com os filmes começam a lidar com questões como a morte, traição, preconceito e corrupção política.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

A série Harry Potter teve quatro compositores. John Williams foi o primeiro compositor a entrar na série e é conhecido por criar o "Hedwig's Theme", que é ouvida no início de cada filme. Williams assinou os três primeiros filmes: Pedra Filosofal, Câmara Secreta e Prisioneiro de Azkaban.

Depois que Williams deixou a série para perseguir com outros projetos, Patrick Doyle ficou com a quarta trilha, Cálice de Fogo, que foi dirigido por Mike Newell, com quem já havia trabalhado anteriormente. Em 2006, Nicholas Hooper começou a trabalhar na trilha sonora de Ordem da Fênix, reunindo com o velho amigo, o diretor David Yates. Hooper também compôs a trilha sonora de Enigma do Príncipe, mas decidiu não voltar para os filmes finais. Em janeiro de 2010, Alexandre Desplat foi confirmado para compor as trilhas de Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1 e Parte 2, em 2011.

O diretor David Yates afirmou que ele queria que John Williams retornasse à série para a versão final, mas os horários não alinharam devido à demanda urgente de um corte brusco do filme, mais cedo do que era possível. As últimas sessões de gravação de Harry Potter tiveram lugar em 27 de maio de 2011 no Abbey Road Studios com a Orquestra Sinfônica de Londres.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e a Pedra Filosofal[editar | editar código-fonte]

Harry Potter é um rapaz aparentemente normal que mora com seus terríveis tios Trouxas (pessoas não-mágicas), os Dursley, em Surrey, um subúrbio localizado em Londres. No seu 11º aniversário descobre, através de um misterioso homem chamado Rubeus Hagrid, que ele é, na verdade, um bruxo. Ele também acaba por descobrir que é muito famoso no mundo mágico por ser aquele a quem todos chamam de "O menino que sobreviveu", já que ele foi a única pessoa no mundo que sobreviveu ao ataque do terrível bruxo Voldemort, e isso quando ele era apenas um bebê. Hagrid conta a Harry que ele foi aceito na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, e que deve escolher se quer ficar com os Dursley ou ir para a escola. Já no Expresso de Hogwarts, Harry conhece Ron Weasley e Hermione Granger, e juntos descobrem sobre a Pedra Filosofal, que produz o Elixir da Vida.

Harry Potter e a Câmara Secreta[editar | editar código-fonte]

Depois de férias aborrecidas na casa dos tios trouxas, está na hora de Harry Potter voltar a estudar. Um elfo doméstico, Dobby, chega a seu encontro para alertá-lo a não voltar, pois correrá grandes perigos se voltar para Hogwarts. Coisas estranhas acontecem, no entanto, para dificultar o regresso de Harry. Persistente e astuto, nosso herói não se deixa intimidar pelos obstáculos e, com a ajuda de seus fiéis amigos, começa o ano letivo na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. As novidades não são poucas, e Harry descobre mais sobre seu misterioso passado e sobre o passado de seu grande inimigo Lord Voldemort.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban[editar | editar código-fonte]

O terceiro ano na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts se aproxima. Porém, o assassino Sirius Black (Gary Oldman) fugiu da prisão de Azkaban e tudo indica que ele está atrás de Harry. Para proteger Hogwarts são enviados Dementadores, estranhos seres que sugam a energia vital de quem se aproxima deles. Enquanto ocorrem acontecimentos estranhos, Harry vai descobrindo um pouco mais de sua vida.

Harry Potter e o Cálice de Fogo[editar | editar código-fonte]

Durante o quarto ano de Harry, a Marca Negra aparece no céu após um ataque dos Comensais da Morte na Copa Mundial de Quadribol, e Hogwarts é anfitriã de um evento lendário: o Torneio Tribruxo. Três escolas europeias participam do torneio, com três "campeões" representantes de cada escola nas tarefas mortais. O Cálice de Fogo escolhe Fleur Delacour, Vítor Krum e Cedrico Diggory para competir uns contra os outros. No entanto, curiosamente, o nome de Harry também é produzido a partir do Cálice e faz dele um quarto campeão, resultando em um encontro e renascimento de Lord Voldemort.

Harry Potter e a Ordem da Fênix[editar | editar código-fonte]

O quinto ano de Harry começa com um ataque de dementadores em Little Whinging. Mais tarde, ele descobre que o Ministério da Magia nega o retorno de Lord Voldemort, além de ser atormentado por pesadelos perturbadores e realistas, enquanto a Professora Umbridge, uma representante do Ministro da Magia, Cornélio Fudge, toma o cargo de Defesa Contra as Artes das Trevas. Harry se torna consciente de que Voldemort está atrás de uma profecia que revela: "nenhum poderá viver enquanto o outro sobreviver". Portanto, começa a rebelião envolvendo os alunos de Hogwarts, a organização secreta Ordem da Fênix, o Ministério da Magia, e os Comensais da Morte.

Harry Potter e o Enigma do Príncipe[editar | editar código-fonte]

No sexto ano de Harry em Hogwarts, Lord Voldemort e seus Comensais da Morte estão aumentando seu terror nos mundos bruxo e trouxa. O diretor Alvo Dumbledore convence seu velho amigo Horácio Slughorn para retornar a Hogwarts como professor de poções. Há uma razão mais importante, no entanto, para a volta de Slughorn. Harry encontra um livro escolar estranhamente anotado, inscrito "Propriedade do Príncipe Mestiço". Draco Malfoy se esforça para realizar uma ação destinada por Voldemort, enquanto Dumbledore e Harry secretamente trabalham juntos a fim de descobrir o método para destruir o Lord das Trevas uma vez por todas.

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1[editar | editar código-fonte]

Depois de eventos inesperados no final do ano anterior, Harry, Rony e Hermione são confiados a uma missão para encontrar e destruir as Horcruxes de Voldemort. Deveria ser o último ano em Hogwarts, mas o colapso do Ministério da Magia e ascensão de Voldemort ao poder os impede de participar. Eles descobrem o real significado das Relíquias da Morte, que são, a Capa da Invisibilidade, a Pedra da Ressurreição e a Varinha das Varinhas. O trio passa por uma longa aventura, com muitos obstáculos em seu caminho, incluindo os Comensais da Morte, os Caçadores, as misteriosas Relíquias da Morte e a conexão de Harry com a mente do Lorde das Trevas se tornando cada vez mais forte.

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2[editar | editar código-fonte]

Depois de destruir mais uma das Horcruxes (o Medalhão de Sonserina) e descobrir o significado das três Relíquias da Morte, Harry, Rony e Hermione continuam a procurar as outras Horcruxes em uma tentativa de liquidar Voldemort, que já obteve a Varinha das Varinhas. O Lorde das Trevas descobre a caça de Harry e lança um ataque contra a escola de Hogwarts, onde começa uma batalha contra as forças das trevas que ameaçam livrar o Mundo Mágico para alcançar o domínio dos puro-sangue.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Os direitos dos primeiros quatro livros da série foram vendidos para a Warner Bros. por J. K. Rowling. Após o lançamento do quarto livro em julho de 2000, o primeiro filme, Harry Potter e a Pedra Filosofal, foi lançado em 16 de novembro de 2001. O filme arrecadou US$ 90 milhões apenas nos Estados Unidos que estabeleceu um recorde mundial de abertura. As seguintes três adaptações cinematográficas seguiram o exemplo do sucesso financeiro, conquistando críticas positivas de fãs e críticos renomados. O quinto filme, Harry Potter e a Ordem da Fênix foi lançado pela Warner Bros. em 11 de julho de 2007, em países de língua Inglesa, com exceção do Reino Unido e da Irlanda, que lançaram o filme em 12 de julho. O sexto, Harry Potter e o Enigma do Príncipe, foi lançado em 15 de julho de 2009 à aclamação da crítica e terminou sua temporada teatral classificado como o segundo filme de maior bilheteria em 2009 em todo o mundo. O último livro, Harry Potter e as Relíquias da Morte, foi dividido em duas partes cinematográficas: a Parte 1 foi lançada em 19 de novembro de 2010 e a Parte 2 foi lançada em 15 de julho de 2011 (10 anos após o 1º longa). A Parte 1 foi originalmente programada para ser lançada em 3D e 2D, mas devido a um atraso no processo de conversão 3D, a Warner Bros. lançou o filme nos cinemas apenas em 2D e IMAX. No entanto, a Parte 2 foi lançada nos cinemas em 2D e 3D, como originalmente planejado.

Crítica[editar | editar código-fonte]

Todos os filmes foram um sucesso tanto financeiramente e de forma crítica, fazendo da franquia uma das principais sagas de Hollywood, junta a James Bond, Star Wars, Indiana Jones e Piratas do Caribe. A série é aclamada pelo público pelo visual mais sombrio e maduro em cada filme lançado. No entanto, as opiniões dos filmes geralmente são divididas pelos fãs dos livros, com alguns preferindo a mais abordagem fiel nos dois primeiros filmes, e outros que preferem a abordagem mais estilizada dos filmes posteriores. J. K. Rowling vem constantemente se mostrando favorável dos filmes, e avaliando Relíquias da Morte como seu favorito na série. Ela escreveu em seu site as mudanças na transição livro/filme, "É simplesmente impossível incorporar cada uma das minhas histórias em filmes de quatro horas de duração. Obviamente filmes têm restrições - romances não tem restrições de tempo e orçamento, eu posso criar efeitos deslumbrantes do nada, mas a interação de minha autoria e imaginação dos meus leitores".

Reviews[editar | editar código-fonte]

Filme Rotten Tomatoes Metacritic BFCA
Harry Potter e a Pedra Filosofal 80% (186 reviews)[1] 64 (35 reviews)[2] 90 (Recommended)[3]
Harry Potter e a Câmara Secreta 83% (205 reviews)[4] 63 (35 reviews)[5] 84 (Recommended)[6]
Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban 90% (232 reviews)[7] 82 (40 reviews)[8] 84 (Recommended)[9]
Harry Potter e o Cálice de fogo 88% (222 reviews)[10] 81 (38 reviews)[11] 87 (Recommended)[12]
Harry Potter e a Ordem da Fênix 79% (238 reviews)[13] 71 (37 reviews)[14] 82 (Recommended)[15]
Harry Potter e o Enigma do Príncipe 84% (255 reviews)[16] 78 (36 reviews)[17] 87 (Critic's Choice)[18]
Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1 79% (247 reviews)[19] 65 (42 reviews)[20] 87 (Critic's Choice)[21]
Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 96% (278 reviews)[22] 87 (41 reviews)[23] 93 (Critic's Choice)[24]
Average Ratings 85% 74 87

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Durante a 64ª edição dos British Academy Film Awards (BAFTA[desambiguação necessária]) em fevereiro de 2011, J. K. Rowling, David Heyman, David Barron, David Yates, Alfonso Cuarón, Mike Newell, Rupert Grint e Emma Watson receberam o Prêmio Michael Balcon de Contribuição ao Cinema Britânico na categoria série. Seis dos Oito filmes da saga foram nomeados 12 vezes nos Academy Awards (Óscar), mas não receberam nenhuma estatueta.

Filme Categoria Nomeados Edição
Harry Potter and the Philosopher's Stone Best Art Direction
Best Costume Design
Best Original Score
Stuart Craig and Stephenie McMillan
Judianna Makovsky
John Williams
74th Academy Awards
Harry Potter and the Prisoner of Azkaban Best Original Score
Best Visual Effects
John Williams
Roger Guyett, Tim Burke, John Richardson and Bill George
77th Academy Awards
Harry Potter and the Goblet of Fire Best Art Direction Stuart Craig and Stephenie McMillan 78th Academy Awards
Harry Potter and the Half-Blood Prince Best Cinematography Bruno Delbonnel 82nd Academy Awards
Harry Potter and the Deathly HallowsPart 1 Best Art Direction
Best Visual Effects
Stuart Craig and Stephenie McMillan
Tim Burke, John Richardson, Christian Manz and Nicolas Aithadi
83rd Academy Awards
Harry Potter and the Deathly HallowsPart 2 Best Art Direction
Best Makeup
Best Visual Effects
Stuart Craig and Stephenie McMillan
Nick Dudman, Amanda Knight and Lisa Tomblin
Tim Burke, David Vickery, Greg Butler and John Richardson
84th Academy Awards
Pelo sucesso de Harry Potter, uma placa de Plataforma 9 3/4 foi colocada na King's Cross real, em Londres.

Harry Potter e a Pedra Filosofal[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e a Pedra Filosofal recebeu sete indicações ao BAFTA[desambiguação necessária], incluindo Melhor Filme Britânico e Melhor Ator Coadjuvante por Robbie Coltrane. O filme também foi indicado a oito Saturn Awards e ganhou em costumes design. Também foi nomeado para Art Directors Guild Awards por seu design de produção e recebeu o Prêmio Broadcast Film Critics de Melhor Filme Live Action Família junto com duas outras nomeações.

Harry Potter e a Câmara Secreta[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e a Câmara Secreta ganhou o prêmio de Melhor Filme Live Action Família na Sociedade de Críticos de Cinema de Phoenix. Foi indicado para sete Saturn Awards, incluindo Melhor Diretor e Melhor Filme de Fantasia. O filme foi indicado para quatro prêmios BAFTA[desambiguação necessária] e um Grammy por John Williams.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban ganhou o Prêmio do Público no BAFTA Awards[desambiguação necessária], bem como Melhor Longa-Metragem. O filme também ganhou um prêmio BMI Film Music além de ser nomeado para os Grammy Awards, Visual Effect Society Awards e Amanda Awards. sr3333qseqw

Harry Potter e o Cálice de Fogo[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e o Cálice de Fogo ganhou um prêmio BAFTA[desambiguação necessária] de Melhor Design de Produção, além de ser indicado ao Saturn Awards, Critic's Choice Awards e Visual Effect Society Awards.

Harry Potter e a Ordem da Fênix[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e a Ordem da Fênix recebeu três prêmios na edição inaugural da ITV National Movie Awards. Nos Empire Awards, David Yates ganhou Melhor Diretor. O compositor Nicholas Hooper recebeu uma indicação para o Prêmio Discovery World Soundtrack. O filme foi nomeado para os Prêmios BAFTA[desambiguação necessária], mas não ganhou de Melhor Design de Produção ou Melhores Efeitos Visuais.

Harry Potter e o Enigma do Príncipe[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e o Enigma do Príncipe foi nomeado para os Prémios BAFTA[desambiguação necessária] em Design de Produção e Efeitos Visuais, além de várias outras categorias, incluindo Melhor Ator Coadjuvante para Alan Rickman. Entre outras nomeações e vitórias, o filme também alcançou Melhor Filme de Família no National Movie Awards, bem como Melhor Filme Live Action Família na Sociedade de Críticos de Cinema de Phoenix, ao longo com sendo nomeado para Melhor Filme nos Satellite Awards.

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1 recebeu duas indicações no Prêmio BAFTA[desambiguação necessária] de Melhor Maquiagem e Cabelo e Melhores Efeitos Visuais, e teve as mesmas categorias no Broadcast Film Critics Association Awards. A Cinematografia de Eduardo Serra e a Produção e Design de Stuart Craig também foram indicados em várias cerimônias de premiação e David Yates alcançou sua segunda vitória no Empire Awards, desta vez para Melhor Filme de Fantasia. Ele também obteve outra indicação de Melhor Diretor no Saturn Awards, e viu o filme receber uma indicação de Melhor Filme de Fantasia.

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 foi lançado e aclamado pela crítica, ganhando uma mistura de prêmios de público. O filme foi reconhecido no Saturn Awards, bem como os Prêmios BAFTA[desambiguação necessária], onde o filme alcançou uma vitória para Melhores Efeitos Visuais.

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Até hoje, a saga Harry Potter é a franquia de maior bilheteria de todos os tempos, com os oito filmes lançados faturando mais de 7,7 bilhões de dólares em todo o mundo. Sem o ajuste para a inflação, isso é maior do que os 23 filmes de James Bond e os seis filmes da franquia Star Wars. A Pedra Filosofal, de Chris Columbus, se tornou a maior bilheteria de Harry Potter em todo o mundo em 2002, mas foi ultrapassada por Relíquias da Morte: Parte 1 e logo depois pela Parte 2, ambas de David Yates. Prisioneiro de Azkaban, de Alfonso Cuarón, foi o filme que menos arrecadou.

Filme Data de lançamento Receita Ajuste de inflação (mundo) Orçamento
Total Reino Unido América do Norte Fora
Harry Potter e a Pedra Filosofal 16 Novembro 2001 (2001-11-16) $974,755,371 £66,096,060 $317,575,550

(55,913,000)

$657,179,821 $1,227,850,042.88 $125,000,000
Harry Potter e a Câmara Secreta 14 Novembro 2002 (2002-11-14) $878,979,634 £54,780,731 $261,988,482

(45,093,000)

$616,991,152 $1,090,287,929.83 $100,000,000
Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban 31 Maio 2004 (2004-05-31) $796,688,549 £45,615,949 $249,541,069

(40,184,000)

$547,147,480 $947,462,829.52 $130,000,000
Harry Potter e o Cálice de Fogo 18 Novembro 2005 (2005-11-18) $896,911,078 £48,328,854 $290,013,036

(45,244,000)

$606,898,042 $1,041,225,686 $150,000,000
Harry Potter e a Ordem da Fênix 11 Julho 2007 (2007-07-11) $939,885,929 £49,136,969 $292,004,738

(42,443,000)

$647,881,191 $1,020,828,830.69 $150,000,000
Harry Potter e o Enigma do Príncipe 15 Julho 2009 (2009-07-15) $934,416,487 £50,713,404 $301,959,197

(40,261,000)

$632,457,290 $974,201,682.00 $250,000,000
Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1 19 Novembro 2010 (2010-11-19) $956,399,711 £52,364,075 $295,983,305

(37,500,000)

$660,416,406 $969,707,879.97 $250,000,000
Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 15 Julho 2011 (2011-07-15) $ 2,328,111,219 £73,094,187 $381,011,219

(56,000,000)

$947,100,000 $1,328,111,219
Total $7,706,147,978 £440,269,736 $2,390,076,596 $5,316,071,382 $8,271,821,124.29 $1,155,000,000

Ranking de maiores bilheterias da história[editar | editar código-fonte]

Filme Ranking
Na História
(Mundial)
Na História
(Estados Unidos)
Na História
(Reino Unido)
Na História (inflação ajustada)
(Estados Unidos)
Anual
(Estados Unidos)
Anual
(Mundial)
Dia de estreia
(Na História)
Fim de semana de estreia
(Na História)
Pedra Filosofal #21 #30 #6 #68 #1 #1 #34 #26
Câmara Secreta #25 #56 #12 #120 #4 #2 #40 #28
Prisoneiro de Azkaban #34 #69 #24 #154 #6 #2 #24 #24
Cálice de Fogo #22 #49 #21 #117 #3 #1 #21 #20
Ordem da Fênix #17 #46 #19 #137 #5 #2 #16 #38
Enigma do Príncipe #18 #39 #18 #152 #3 #2 #11 #36
Relíquias da Morte: Parte 1 #15 #42 #13 #184 #5 #3 #9 #10
Relíquias da Morte: Parte 2 #4 #15 #4 #102 #1 #1 #1 #1

Referências

  1. Harry Potter and the Sorcerer's Stone Rotten Tomatoes. Página visitada em 5 August 2012.
  2. Harry Potter and the Sorcerer's Stone (2001): Reviews Metacritic. Página visitada em 29 June 2009.
  3. Harry Potter – SS, 90/100 Bfca.org. Página visitada em 2 March 2011.
  4. Harry Potter and the Chamber of Secrets Rotten Tomatoes. Página visitada em 5 August 2012.
  5. Harry Potter and the Chamber of Secrets (2002): Reviews Metacritic. Página visitada em 29 June 2009.
  6. Harry Potter – CoS, 84/100 Bfca.org. Página visitada em 2 March 2011.
  7. Harry Potter and the Prisoner of Azkaban Rotten Tomatoes. Página visitada em 5 August 2012.
  8. Harry Potter and the Prisoner of Azkaban (2004): Reviews Metacritic. Página visitada em 29 June 2009.
  9. Harry Potter – POA, 84/100 Bfca.org. Página visitada em 2 March 2011.
  10. Harry Potter and the Goblet of Fire Rotten Tomatoes. Página visitada em 5 August 2012.
  11. Harry Potter and the Goblet of Fire (2005): Reviews Metacritic. Página visitada em 29 June 2009.
  12. Harry Potter – GOF, 87/100 Bfca.org. Página visitada em 2 March 2011.
  13. Harry Potter and the Order of the Phoenix Rotten Tomatoes. Página visitada em 5 August 2012.
  14. Harry Potter and the Order of the Phoenix (2007): Reviews Metacritic. Página visitada em 29 June 2009.
  15. Harry Potter – OOTP, 82/100 Bfca.org. Página visitada em 2 March 2011.
  16. Harry Potter and the Half Blood Prince Rotten Tomatoes. Página visitada em 5 August 2012.
  17. Harry Potter and the Half-Blood Prince (2009): Reviews Metacritic. Página visitada em 17 July 2009.
  18. Harry Potter – HBP, 87/100 Bfca.org. Página visitada em 2 March 2011.
  19. Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 1 Rotten Tomatoes. Página visitada em 5 August 2012.
  20. Harry Potter and the Deathly Hallows: Part I (2010): Reviews Metacritic. Página visitada em 1 December 2010.
  21. Harry Potter – DH 1, 87/100 Bfca.org. Página visitada em 2 March 2011.
  22. Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 2 Rotten Tomatoes. Página visitada em 5 August 2012.
  23. Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 2 (2010): Reviews Metacritic. Página visitada em 11 July 2011.
  24. "Harry Potter – DH 2, 91/100", Bfca.org. Página visitada em 13 July 2011.