Uma Thurman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma Thurman
Uma Thurman em 2011
Nome completo Uma Karuna Thurman
Nascimento 29 de abril de 1970 (44 anos)
Boston, Massachusetts
 Estados Unidos
Ocupação Atriz
Cônjuge Gary Oldman (1990-1992)
Ethan Hawke (1998-2004)
Arpad Busson (2007- 2014)(Namoro)
Prêmios Globo de Ouro
Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para TV
2003 - Hysterical Blindness
Outros prêmios
MTV Movie Awards

Melhor Sequência de Dança
1995 - Pulp Fiction
Melhor Atriz
2004 - Kill Bill: Vol. 1
Melhor Luta
2005 - Kill Bill: Vol. 2
IMDb: (inglês)

Uma Karuna Thurman (Boston, 29 de abril de 1970[1] ) é uma atriz norte-americana vencedora de 1 Globo de Ouro e indicada ao Oscar. Ela ficou famosa por fazer papéis destacados nos filmes do diretor-escritor Quentin Tarantino, Pulp Fiction, e na sequência de duas partes Kill Bill.[2] . Uma Thurman também atuou em filmes elogiados pela critica como Dangerous Liaisons e 'Gattaca.

Uma ficou em #99 na lista das Top 100 das estrelas de cinema pela revista Empire Magazine, em #21 na lista das Top 100 de 2005 pela Maxim Magazine, em #67 na lista das 100 mulheres mais sexys do mundo pela FHM Magazine em 2005 e ficou em #59 na mesma lista, em 2006.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Família e primeiros anos[editar | editar código-fonte]

A mãe de Uma, Nena von Schlebrügge é uma famosa modelo nascida no México em 1941,[4] seus avós eram o alemão Friedrich Karl Johannes von Schlebrügge, e a sueca Birgit Holmquist.O pai de Uma, Robert Thurman, nasceu em Nova Iorque, filho da atriz Elizabeth Dean Farrar e de Beverly Reid Thurman Jr, um editor da agência Associated Press.[5] Em 1964, a mãe de Uma se casa com o escritor-psicólogo Timothy Leary, ela só se casou com o pai de Uma, Robert, em 1967.

Robert foi professor na Universidade Columbia e foi um dos primeiros americanos que aderiu ao budismo,[6] tanto que o nome de Uma é derivado de Dbuma Chenpo, um nome de origem na linguagem tibetana. Uma tem três irmãos, Ganden (1971), Dechen (1973) e Mipam (1978), e também uma meio-irmã chamada Taya (1960) do casamento anterior do seu pai. Quando crianças, ela e seus irmãos visitaram a Índia, e o Dalai Lama seguidamente visitava e abençoava sua casa.[7]

Uma cresceu em Nova Iorque, ela era descrita como uma jovem estranha e introvertida, que seguidamente usava o nome Uma Karen, ao invés de seu nome de nascimento, e chegaram a lhe dizer que ela possuía uma estranha estrutura óssea, ela tinha pés grandes, mãos e nariz compridos.[8] Quando ela tinha 10 anos de idade, uma amiga de sua mãe lhe sugeriu uma rinoplastia.[9] Uma cursou a faculdade Northfield Mount Hermon School, em Massachusetts, onde foi uma excelente aluna. Seu talento para atuar foi revelado durante um encenação de The Crucible. Num teatro da escola, Uma protagonizou no papel de Abigail, os professores então a recomendaram para cursos de teatro, que interessaram muito a ela. Quando saiu da escola, ela cursou em Nova Iorque a escola Professional Children's School,[10] a escola foi responsável pelo treinamento de muitas atrizes e atores famosos nos Estados Unidos e em outros países, como Macaulay Culkin, Sarah Michelle Gellar, Sarah Jessica Parker, Ashley Tisdale e Scarlett Johansson.[11]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Uma possui duas casas em Nova Iorque, uma no Greenwich Village,[12] mas ela mora na outra, no Hyde Park. Embora seja budista, ela se considera agnóstica. Ela já esteve de casamento marcado com muitos homens, como o financiador Arpad Busson ex-companheiro de Elle Macpherson.[13] Em 27 de Junho de 2008, a revista People confirmou que Uma e Busson estão namorando,[14] mas Uma já foi casada duas vezes no passado.

"Houve algumas coisa durante esses anos que não tornaram o fim muito doloroso, mas procurei esconder, você sabe como as pessoas tratam aqueles que mostram sua infelicidade."

* Uma Thurman sobre uma possível traição em seu casamento.

Pouco tempo depois das gravações de Dangerous Liaisons, em Londres, ela começou a namorar o diretor Phil Joanou. Nos estúdios de Stage of Grace, ela conheceu o ator inglês Gary Oldman, eles se casaram em 1990, mas se divorciaram em 1992. em 1 de Maio de 1998, ela se casa com o ator Ethan Hawke, que ela conheceu nas gravações de Gattaca. Mais tarde, Uma reconheceu que eles se casaram por ela ter engravidado sete meses antes do casamento,[15] eles tiveram dois filhos, Maya Ray Thurman-Hawke (1998) e Levon Roan Thurman-Hawke (2002).Em 2003, Uma e Ethan se separaram, o divórcio ocorreu no ano seguinte.[16] Em 15 de Julho de 2012, Uma deu à luz a sua terceira filha, a primeira de seu relacionamento com Arpad Busson,Rosalind Arusha Arkadina Altalune Florence Thurman-Busson. O diretor Quentin Tarantino descreveu Uma como uma musa. No entanto, em 2004, Uma e Quentin negaram que estavam tendo um relacionamento amoroso, embora Quentin, anteriormente, ter respondido a essa pergunta dizendo: "Não estou dizendo que temos, mas também não estou dizendo que não temos". De 2004 a 2007, Uma vinha mantendo um relacionamento com o hoteleiro Andre Balazs. Thurman começou a namorar financista francês com sede em Londres Arpad Busson, em 2007, e eles anunciaram o noivado em junho de 2008. No final de 2009, eles cancelaram o noivado, mas reconciliaram logo depois. Thurman e Busson têm uma filha juntos, Rosalind Arusha Arkadina Altalune Florence Thurman-Busson (Luna apelido), nascida em 2012.

Em abril de 2014 Uma Thurman, de 43 anos, anulou o casamento com Arpad Busson, de 51. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, a distância foi o motivo da separação.[17]

Carreira[editar | editar código-fonte]

O começo (1987-1989)[editar | editar código-fonte]

Thurman começou sua carreira aos 15 anos como modelo,[18] seu primeiro contrato foi com a agência Click Models,[19] suas fotos eram seguidamente publicadas em uma conceituada revista americana chamada Glamour Magazine. Em 1989, Thurman foi capa da revista americana Rolling Stone, e esse foi um dos fatores que alavancaram sua carreira.[20]

Uma Thurman em Cannes em 2000.

Thurman fez suas primeiras aparições no cinema em 1988, quando apareceu em quatro filmes naquele ano, os dois primeiros foram Johnny Be Good (uma comédia escolar) e Kiss Daddy Goodnight (um drama familiar). Seu terceiro filme foi The Adventures of Baron Munchausen, onde interpretou a Deusa Vênus.[21] Foi nesse filme que Thurman fez suas primeiras cenas nua durante as cenas do O Nascimento de Vênus. Apesar do grande investimento em produção e divulgação, o filme foi um fracasso comercial.[22]

Independente do fracasso de The Adventures of Baron Munchausen, ainda naquele ano ganhou um papel em Dangerous Liaisons. Ao contrário do filme anterior, Dangerous Liaisons teve muito boa recepção, Thurman celebrizou-se nos Estados Unidos pelas suas cenas com os seios a mostra, as atrizes Glenn Close e Michelle Pfeiffer receberam indicações ao Oscar por suas atuações. Mesmo com o sucesso, na época, Thurman ficou insegura sobre o que o público mais conservador pensaria sobre ela e seu mudou temporariamente para Londres durante o resto do ano, onde ela usava roupas bem mais cumpridas.[23]

Realmente, após Dangerous Liaisons, a mídia estava ansiosa para fazer o perfil de Thurman, a atriz chegou a ser elogiada pela co-estrela do filme, John Malkovich, que deu sua opinião sobre ela para a mídia:

Popularização nos Estados Unidos (1990-1993)[editar | editar código-fonte]

Em 1990, Thurman protagonizou o drama sexual Henry and June,[25] ao lado do ator Fred Ward,[26] o filme recebeu boas críticas da premiere NC-17, por esses elogios, o jornal americano The New York Times escreveu: "Thurman tem uma vida mais importante que a do personagem, embora as vezes seja curioso o jeito com que ela comande seus personagens."[27]

O primeiro filme inteiramente protagonizado por Thurman foi Even Cowgirls Get the Blues, em 1993, infelizmente o filme foi um fracasso de público e crítica. Independente disso, Thurman foi eleita para o prêmio Framboesa de Ouro. O jornal The Washington Post descreveu Thurman atuando: "A estranha e passiva caracterização de Thurman não vai tão profundo quanto poderia ir."

Ainda em 1993, Thurman protagonizou o filme Mad Dog and Glory, de Robert De Niro, outro fracasso comercial. Thurman ainda fez testes para uma produção de Stanley Kubrick, que se chamaria Wartime Lies, mas o projeto nunca foi completado. Thurman descreveu sua experiência com Kubrick como sendo "realmente ruim".

Ascensão à fama (1994-1998)[editar | editar código-fonte]

Thurman no Cannes Premiere, em 2001.

Após Mad Dog and Glory, Thurman foi escolhida por Quentin Tarantino para protagonizar uma de suas primeiras grandes produções, Pulp Fiction, que se tornou um dos filmes americanos de mais repercussão mundial em 1994. O Washington Post disse que Thurman fica "irreconhecível em uma peruca preta, mas fica perfeita como namorada de gangsters".

Uma Thurman foi eleita ao Oscar de melhor atriz coadjuvante no ano seguinte. A Entertainment Weekly disse que "das 5 indicadas para melhor atriz coadjuvante nesse ano, apenas ela [Uma] se encaixa nas exigências". Assim, Thurman tornou-se uma das atrizes mais requisitada por Tarantino para seus filmes.

Em 1996, Thurman protagonizou o bem recebido The Truth About Cats & Dogs ao lado de Janeane Garofalo. Em 1998, Thurman voltou ao papel de destaque, desta vez ao lado de Ethan Hawke, no filme Gattaca. O filme não foi um sucesso de bilheteria, mas recebeu boas críticas e fez um grande sucesso na comercialização de vídeos. Infelizmente, os críticos não se impressionaram, o "Los Angeles Times" disse que Thurman estava "menos emocionalmente envolvida do que nunca".

Em 1997, Thurman interpreta Hera Venenosa em Batman & Robin, o quarto filme da série de Batman no cinema que vinha sendo realizada desde 1989. As atuações de Thurman receberam críticas mistas, alguns avaliadores a compararam com a atriz Mae West, o The New York Times disse que "ela mistura a verdadeira feminilidade com traços de uma Drag Queen". Uma crítica semelhante ocorreu no Houston Chronicle, que disse que Thurman usa a imagem da personagem Jessica Rabbit para se igualar a Mae West. Em 1998, Thurman esteve em outro filme mal-sucedido, The Avengers, na qual a CNN descreveu Thurman como "distante do personagem como se fosse vista com a ponta errada do telescópio".

Thurman fechou 1998 com uma participação em Les misérables, uma adaptação cinematográfica do livro de mesmo nome escrito por Victor Hugo.

Hiato (1998-2002)[editar | editar código-fonte]

Após o nascimento de seu primeiro filho, Thurman abandonou temporariamente as gravações em papéis de destaque para se concentrar em sua maternidade. Ela fez participações pequenas, porém significativas, em filmes e séries de TV que não exigissem dela muito tempo de trabalho, como Tape e Hysterical Blindness.

Em 2000, Thurman narrou um peça teatral de John Morram chamada Book of the Dead em um teatro público de Nova Iorque. Thurman venceu um Globo de Ouro por Hysterical Blindness, um filme onde ela também esteve como produtora executiva.

Volta a ativa e dias atuais (2003-presente)[editar | editar código-fonte]

Uma Thurman em Cannes (2013)

Após um tempo inativa, Thurman retornou no filme Paycheck, de John Woo, seguido por Kill Bill de Quentin Tarantino.

Em Kill Bill, Thurman viveu a assassina Beatrix Kiddo, que buscava vingança contra um grupo de também assassinos que tentaram mata-la em uma igreja. Tarantino diz ter escrito o personagem especialmente para ela. A produção do filme foi atrasado durante um tempo pela nova gravidez de Thurman, ao todo, foram nove meses de gravações em 5 países diferentes. Durante 3 meses Thurman treinou Artes marciais, escrima(não confundir com Esgrima) e Língua japonesa. O filme, dividido em dois volumes, foi um fenômeno de bilheteria e um sucesso de crítica, Thurman foi indicada para vários prêmios, como Globo de Ouro e o MTV Awards.

A personagem Beatrix Kiddo foi inspirada em várias heroínas da televisão, como Xena, da série de TV Xena: Warrior Princess, inclusive a dublê usada por Thurman no filme, Zoë Bell, foi a mesma usada pela intérprete de Xena, Lucy Lawless, durante a série.

Em 2005, Thurman já era uma das atizes mais bem pagas de Hollywood, com um salário de cerca de $12.5 milhões de dólares por filme. Seu primeiro filme no ano foi Be Cool, que reuniu Thurman e John Travolta mais uma vez. Ainda em 2005 ela estrelou o filme Prime ao lado de Meryl Streep. O último trabalho de Thurman no ano foi 'The Producers, uma regravação de filme de mesmo nome lançado em 1968. Nesse filme, Thurman também usou a voz, contrariando a intenção dos produtores de dubla-la.

Com uma carreira de sucesso consolidada, Thurman voltou a ser muito requisitada como modelo. Em 2005 ela virou garota propaganda da Louis Vuitton, ainda nesse ano ela também assinou contrato com a Lancôme.

Em 2006 Thurman fez uma pequena participação no romance "The Swarm". Quando o filme "The Women" estava em pré-produção, Thurman mostrou interesse em entrar para o elenco, mas assim como Sandra Bullock, Ashley Judd, Whitney Houston e Queen Latifah, ela foi recusada. Ainda nesse ano, Thurman estrelou o filme "My Super Ex-Girlfriend" ao lado de Luke Wilson. Thurman recebeu $14 milhões de dólares pela atuação, o filme não foi bem recebido, mas Thurman recebeu um MTV Movie Awards. Em 2007, Thurman estrelou The Accidental Husband, uma comédia romântica. Ela fechou o ano estrelando a comédia indiana "Motherhood", que tem estréia prevista para 2009.

Imagem pública[editar | editar código-fonte]

Thurman faz parte do Partido democrata e já contribuiu com as campanhas de John Kerry e Hillary Clinton. Ela também apoia o controle civil de armas, tendo, em 2000, participado da "End Gun Violence Now" promovido pela revista Marie Claire. Thurman também participou da "March for Women’s Lives" defendendo a legalização do aborto.

Thurman também faz parte da "Room to Grow", que faz passeatas pela paz, e em 2007 participou da "Nobel Peace Prize Concert" na Noruega, Thurman foi acompanhada pelo ator Kevin Spacey.

Filmografia selecionada[editar | editar código-fonte]

"Ceremony"

Ano Filme Papel
1988 Johnny Be Good Georgia Elkans
Dangerous Liaisons Cécile de Volanges
Kiss Daddy Goodnight Laura
The Adventures of Baron Munchausen Venus/Rose
1990 Henry and June June Miller
Where the Heart Is Daphne McBain
1991 Robin Hood Maid Marian
1992 Final Analysis Diana Baylor
Jennifer 8 Helena Robertson
1993 Mad Dog and Glory Glory
Even Cowgirls Get the Blues Sissy Hankshaw
1994 Pulp Fiction Mia Wallace
1995 A Month by the Lake Miss Beaumont
1996 The Truth About Cats & Dogs Noelle
Beautiful Girls Andera
1997 Gattaca Irene Cassini
Batman & Robin Hera Venenosa
1998 Les misérables Fantine
The Avengers Emma Peel
1999 Sweet and Lowdown Blanche
2000 Vatel Anne de Montausier
The Golden Bowl Charlotte Stant
2001 Tape Amy Randall
2002 Hysterical Blindness Debby Miller
2003 Paycheck Dr. Rachel Porter
Kill Bill : Volume 1 Beatrix Kiddo
2004 Kill Bill: Volume 2 Beatrix Kiddo
2005 The Naked Brothers Band Ela mesma
Be Cool Edie Athens
Kaze no tani no Naushika Kushana (Voz)
Prime Rafi Gardet
The Producers: The Movie Musical Ulla
2006 My Super Ex-Girlfriend Jenny Johnson/G-Girl
2008 The Life Before Her Eyes Diana
The Accidental Husband Emma Lloyd
My Zinc Bed Elsa Quinn
2009 Uma Mãe em Apuros Eliza Welsh
Eloise in Paris Nanny
2010 Percy Jackson e O Ladrão de Raios Medusa
2011 Bel Ami Madeleine Forestier
2012 Playing for Keeps Patti King
2013 Movie 43 Lois Lane

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Trabalho Resultado
Oscar Awards:
1995 Melhor atriz coadjuvante Pulp Fiction Indicado
Saturn Awards:
2004 Melhor atriz Kill Bill: Volume 1 Venceu
2005 Melhor atriz Kill Bill: Volume 2 Indicado
BAFTA Awards:
1995 Melhor atriz Pulp Fiction Indicado
2004 Melhor performance de uma atriz em um papel de protagonista Kill Bill: Volume 1 Indicado
Blockbuster Entertainment Award:
1998 Atriz favorita - Sci-Fi Batman & Robin Venceu
Critics' Choice Award:
2005 Melhor atriz Kill Bill: Volume 2 Indicado
Chlotrudis Award:
1995 Melhor atriz coadjovante Pulp Fiction Indicado
Cognac Festival du Film Policier:
1995 Melhor atriz coadjuvante Pulp Fiction Indicado
Empire Award:
2004 Melhor atriz Kill Bill: Volume 1 Venceu
2005 Melhor atriz Kill Bill: Volume 2 Indicado
Golden Globe Awards:
1995 Melhor performance de uma atriz em um papel coadjuvante em um filme Pulp Fiction Indicado
2002 Melhor performance de uma atriz em uma Mine-série ou filme para televisão Hysterical Blindness Venceu
2004 Melhor performance de uma atriz em um filme- Drama Kill Bill: Volume 1 Indicado
2005 Melhor performance de uma atriz em um filme- Drama Kill Bill: Volume 2 Indicado
Gotham Awards:
2001 Melhor atriz Hysterical Blindness Venceu
Independent Spirit Awards:
2002 Melhor coadjuvante Tape Indicado
Audience Award:
2004 Melhor atriz internacional Kill Bill: Volume 2 Indicado
Blimp Award:
1998 Atriz de filmes favorita Batman & Robin Indicado
MTV Movie Awards:
1995 Melhor seqüência de de dança (com John Travolta) Pulp Fiction Venceu
2004 Melhor Atriz e Melhor luta (com Chiaki Kuryiama) Kill Bill: Volume 1 Venceu
2005 Melhor luta (com Darryl Hannah) Kill Bill: Volume 2 Venceu
2007 Melhor luta My Super Ex-Girlfriend Indicado

Referências

  1. A Vida e a carreira de Uma Thurman Vanityfair.com. Visitado em 2008-08-28.
  2. Beatrix Kiddo (Personagem): Personagem de Kill Bill (2003) Imdb.com. Visitado em 2008-08-28.
  3. Feliz aniversário Uma Thurman Rightoundits.com. Visitado em 2008-08-28.
  4. Uma Thurman Sydsvenskan.se. Visitado em 2008-10-11.
  5. Ancestrais de Uma Thurman Wargs.com. Visitado em 2008-10-11.
  6. O olhar não budista de Robert Thurman Nytimes.com. Visitado em 2008-10-11.
  7. Biografia de Uma Thurman Tiscali.co. Visitado em 2008-10-11.
  8. Os pés de Thurman contactmusic.com. Visitado em 2008-10-11.
  9. Uma, a menina de ouro, admite ter dio disordem óssea contactmusic.com. Visitado em 2008-10-11.
  10. Professional Children's School Nationmaster.com. Visitado em 2008-10-13.
  11. Ashley Tisdale Flixster.com. Visitado em 2008-10-13.
  12. Local seguro Nypost.com. Visitado em 2008-10-13.
  13. Uma no mercado Typepad.com. Visitado em 2008-10-13.
  14. Uma com um Multi milionário People.com. Visitado em 2008-10-13.
  15. Uma Thurman fala sobre seu casamento Cinema.com. Visitado em 2008-10-14.
  16. O divórcio de Uma Thurman EOnline.com. Visitado em 2008-10-14.
  17. Uma Thurman anula casamento Correio da Manhã, publicado a 22 abril 2014
  18. Uma, filmes e maternidade Harpersbazaar.com. Visitado em 2008-10-14.
  19. Biografia de Uma Thurman Thebiographychannel.com. Visitado em 2008-10-14.
  20. Capas da Rolling Stone em 1989 Rollingstone.com. Visitado em 2008-10-14.
  21. Elenco e equipe de The Adventures of Baron Munchausen ( Imdb.com. Visitado em 2008-10-14.
  22. Box Office de The Adventures of Baron Munchausen ( Imdb.com. Visitado em 2008-10-14.
  23. Sobre Uma Thurman Allmovieportal.com. Visitado em 2008-10-14.
  24. "A beleza violada de Uma Thurman", People Weekly, 6 de 1989
  25. Henry & June (1990) Imdb.com. Visitado em 2008-10-16.
  26. Fred Ward Imdb.com. Visitado em 2008-10-16.
  27. Janet Maslin. “Uma escritora acordando para o erotismo”. The New York Times, em 5 de outubro de 1990

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Uma Thurman
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Uma Thurman