Porpita porpita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaPorpita porpita
Porpita porpita

Porpita porpita
Classificação científica
Reino: Animalia
Subreino: Eumetazoa
Filo: Cnidaria
Subfilo: Medusozoa
Classe: Hydrozoa
Ordem: Anthomedusae
Família: Porpitidae
Género: Porpita
Espécie: P. porpita
Nome binomial
Porpita porpita
(Linnaeus, 1758)[1]

Porpita porpita (Linnaeus, 1758) é um organismo marinho que consiste numa colónia globular de hidróides[2] que ocorre nas águas tropicais dos oceanos Pacífico[3] , Atlântico e Índico[4] . Embora seja frequentemente confundido com as águas-vivas, que também pertencem ao filo Cnidaria, a espécie é completamente distinta, integrando a classe Hydrozoa.

Descrição[editar | editar código-fonte]

P. porpita é um organismo pelágico que flutua passivamente à superfície do oceano (plêuston), constituído por duas partes distintas: (1) um flutuador discóide, endurecido e achatado, com cerca de 3 cm de diâmetro e cor amarelada a acastanhada; (2) a colónia de hidróides, formando estruturas alongadas semelhantes a tentáculos ramificados, azulados, que dão ao conjunto um aspecto globoso semelhante ao das medusas[5] . Cada cadeia de hidróides (os "tentáculos") apresenta numerosas ramificações curtas, cada uma delas terminando numa estrutura espessada recoberta por nematocistos (células urticantes). Apesar da presença de numerosos nematocistos, a espécie não apresenta elevada toxicidade e quando em contacto com a pele humana causa em geral apenas irritação passageira[2] .

A espécie alimenta-se da matéria orgânica com que colida durante a flutuação, incluindo organismos vivos e restos mortais. Na sua dieta predominam os pequenos peixes, ovos e zooplâncton. A colónia tem uma única abertura ("boca"), localizada por debaixo do flutuador, que é usada para ingerir os alimentos e para a expulsão dos restos alimentares e produtos da digestão.

Sendo um flutuador passivo, a espécie é presa fácil de vários organismos, com destaque para o nudibrânquio Glaucus atlanticus (uma lesma-do-mar) e para os búzios-violeta do género Janthina.[6] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. P. Schuchert (2011). Porpita porpita (Linnaeus, 1758) World Hydrozoa database. World Register of Marine Species. Página visitada em 18 de dezembro de 2011.
  2. a b "Blue Buttons in Florida."
  3. Meinkoch, Norman. "The Audubon Field Guide to North American Seashore Creatures." 1981. New York, New York.
  4. Ver a área de distribuição na Encyclopedia of Life
  5. "Identification Chart for Jellies."
  6. Hayward P.J. & Ryland J.S. (1990). The Marine Fauna of the British Isles and North-West Europe. Volume 2 - Molluscs to Chordates. page 681. Clarendon Press, Oxford. ISBN 0-19-857515-7

Ligações externas[editar | editar código-fonte]