Puebla de Sanabria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Espanha Póvoa de Seabra
Puebla de Sanabria
 
—  Município  —
Vista da vila desde sudoeste
Vista da vila desde sudoeste
Bandeira de Póvoa de Seabra
Bandeira
Brasão de armas de Póvoa de Seabra
Brasão de armas
Póvoa de Seabra está localizado em: Espanha
Póvoa de Seabra
Localização de Puebla de Sanabria na Espanha
42° 3' 19" N 6° 38' 1" O
Comunidade autónoma Castela e Leão
Província Zamora
Comarca Sanabria
Fundação ver texto
 - Alcaide Jose Fernandez Blanco (2007, PSOE)
Área
 - Total 81,39 km²
Altitude 941 m (3 087 pés)
População (2012)[1]
 - Total 1 540
    • Densidade 18,92/km2 
Gentílico: sanabrés/sanabresa
Código postal 49300
Prefixo telefónico 980
Orago Nossa Senhora do Azogue
Nossa Senhora das Vitórias
Sítio www.pueblasanabria.org

Puebla de Sanabria (em português: Póvoa de Seabra[2] ) é um município raiano da Espanha na província de Zamora, comunidade autónoma de Castela e Leão. Pertence à comarca de Sanabria, tem 81,39 km² de área e em 2012 a população do município era de 1 540 habitantes (densidade: 18,9 hab./km²).[1] O seu gentílico em espanhol é sanabrés/sanabresa.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Variação demográfica do município entre 1991 e 2004
1991 1996 2001 2004
1668 1739 1565 1614

Faz fronteira com a Galiza no Padornelo, tendo como principal ligação a Autovia das Rias Baixas, que faz a transição entre as duas comunidades através de um túnel. A sua ligação mais directa a Portugal faz-se pela estrada que vai até à fronteira do Portelo, junto à serra de Montesinho, a norte de Bragança.

Património natural[editar | editar código-fonte]

As terras de Seabra, pela sua riqueza paisagística e a nível da flora e fauna, está classificada como Parque Natural. Uma das jóias deste Parque é o lago de Sanábria, inserido no vale do rio Tera, que pelo seu percurso conhece várias barragens, desde a sua nascente na serra de Peña Trevinca próxima ao lago, elevação que atinge os 2 124 metros de altitude. Não muito distante, na também próxima Serra Segundera, nasce o rio Tuela, um dos afluentes do rio Tua.

Tragédia de Ribadelago[editar | editar código-fonte]

Construída entre 1954 e 1956, a barragem de Vega de Tera, com 200 metros de comprimento e 33 de altura, foi inaugurada por Francisco Franco em 25 de Setembro de 1956. Esta barragem teve uma vida curtíssima: em 1959, fortes chuvas e temperaturas extremas (-18 °C) abateram-se sobre a serra de Peña Trevinca. Estas condições, aliadas à muita água acumulada na albufeira da barragem, levaram a que uma brecha de 70 metros de comprimento e 30 de altura se abrisse, deixando que uma torrente de 8 mil milhões de litros de água se abatessem pelo desfiladeiro do rio Tera. Os oito quilómetros do desfiladeiro foram ultrapassados pela água, lama, rochas e árvores da torrente em 20 minutos. Pelo caminho, a aldeia de Ribadelago foi apanhada desprevenida, resultando da imensa torrente a destruição de 145 das 170 habitações que existiam, e a morte de 144 habitantes que não conseguiram refugiar-se em pontos altos. A corrente chegou a atingir nove metros de altura.

Apenas 28 corpos foram resgatados; os restantes desapareceram para sempre no fundo do lago de Sanábria, onde a imensa torrente desembocou logo a seguir à destruição de Ribadelago. A aldeia foi reconstruída, sendo hoje bem visíveis testemunhos da noite fatídica: ruínas de casas e da igreja matriz, a par da estrutura da barragem, a montante, no silêncio da serra.

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Puebla de Sanabria

Espanha | Castela e Leão | Zamora

Lista de municípios de Zamora
Ícone de esboço Este artigo sobre Municípios da Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.