Quim e Filipe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

.

Quim e Filipe (Quick et Flupke na versão original, em francês) é uma série de banda desenhada (português europeu) ou história em quadrinhos (português brasileiro) criada pelo autor belga Hergé, criador das Aventuras de Tintim, que foram publicadas no Le Petit Vingtième a partir de 23 de Janeiro de 1930.

Os protagonistas são dois garotos das ruas de Bruxelas chamados Quim e Filipe (na versão original Quick et Flupke, significando o último "Filipito" no dialecto brabanção). Adoram inventar toda a espécie de engenhocas, tanto inúteis como perigosas, desde carros de rolamentos até pesados planadores.

As suas travessuras só lhes criam problemas, metendo-se em grandes sarilhos com os seus pais e com as autoridades, particularmente com o agente nº 15.

Depois da Segunda Guerra Mundial, estas historias, inicialmente a preto e branco, foram coloridas e compiladas em álbuns. Os dois primeiros foram editados em Janeiro de 1949 e o 11º em Janeiro de 1969. Foi editada uma nova edição das mesmas histórias, Les exploits de Quick et Flupke ("As façanhas de Quim e Filipe"), recompiladas em seis volumes, entre 1975 e 1982. Depois da morte de Hergé em 1983, a colecção foi refundida e publicada pela Casterman em 12 volumes entre 1985 e 1991, com os seguintes títulos:

  1. Haute tension (Setembro de 1985)
  2. Jeux interdits (Setembro de 1985)
  3. Tout va bien (Setembro de 1985)
  4. Toutes voiles dehors (Setembro de 1986)
  5. Chacun son tour (Janeiro de 1986)
  6. Pas de quartier (Janeiro de 1987)
  7. Pardon, Madame (Janeiro de 1987)
  8. Vive le progrès (Setembro de 1987)
  9. Catastrophe (Janeiro de 1988)
  10. Farces et attrapes (Janeiro de 1989)
  11. Coups de bluff (Janeiro de 1990)
  12. Attachez vos ceintures (Janeiro de 1991)

A Editorial Verbo publica esta colecção em português (nos moldes da série de 1949-1969) com o título de "Aventuras e Desventuras de Quim e Filipe", sem título de álbum, numerados de 1 a 12.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Quim e Filipe aparecem duas vezes nas Aventuras de Tintim. Estão entre as pessoas que se despedem de Tintim, na estação quando ele parte para o Congo, na primeira imagem de Tintim no Congo. Voltam a aparecer, quando Tintim e os seus companheiros embarcam para o Árctico, na 8ª imagem da página 20 do álbum A Estrela Misteriosa.

Portugal foi o primeiro país não francófono a publicar trabalhos de Hergé, com as "Aventuras de Tim-Tim" na revista infantil O Papagaio, de Adolfo Simões Müller. Em 1941 começa a publicação de Quim e Filipe, no Diabrete, com o título de "Tropelias do Trovão e do Relâmpago".

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • PEETERS, Benoît, "Le Monde d’Hergé", Editions Casterman, Tournai, Belgique, janvier 1991, páginas 133 e 134, ISBN 2-203-01707-4;
  • STEEMAN, Stéphane, "Tout Hergé – itinéraire d’un collectionneur chanceux", Edition princeps - Casterman, Tournai, Belgique, mai 1991, páginas 16 e 17, ISBN 2-203-00406-1;
  • MOZGOVINE, Cyrille, "De Abdallah à Zorrino – Dictionnaire des Noms Propres de Tintin", Editions Casterman, Tournai, Belgique, octobre 1992, página 273, ISBN 2-203-01711-2;
  • VAN OPSTAL, Huibrecht, "TRACÉ RG- Le Phénomène HERGÉ", Claude Lefranc Éditeur SA, Bruxelles, première edition, avril 1998, ISBN 2-87153-495-0

Ligações externas[editar | editar código-fonte]