Reebok

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde setembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Reebok
Reebok delta logo.svg
Tipo Privada
Indústria Material esportivo
Fundação Bolton (1895)
Fundador(es) Joseph William Foster
Sede Bolton  Reino Unido

Canton  Estados Unidos

Produtos camisetas, chuteiras, bolas (para diversas modalidades), entre outros

Reebok é uma empresa, originalmente britânica, de equipamentos esportivos. Ela foi vendida recentemente a Adidas por 3,8 bilhões de dólares, porém sua marca e tecnologia continuaram sendo desenvolvidas sem alterações. Há algum tempo a Reebok vinha utilizando a abreviação "RBK" como novo símbolo da marca, mas desde o final do ano de 2008 a empresa vem abandonando este símbolo e voltou-se a utilizar o nome Reebok por completo, com uma nova logotipia.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1895, Joseph William Foster, um corredor britânico, desenvolveu o primeiro par de tênis para o atletismo com travas "spike". Durante os cinco anos seguintes J. Foster fabricou manualmente tênis de atletismo para os melhores atletas da Inglaterra. O modelo Foster de luxo, "spike", foi líder em sua categoria por 50 anos, revolucionando a categoria de calçados esportivos. Quando J. Foster morreu, em 1958, os seus netos assumiram a direção, durante os anos 50, e fundaram uma nova empresa com o nome de uma rápida e ágil gazela africana. Assim nascia a Reebok. Hoje a Reebok International, Ltd. está sediada em Stoughton, Massachusetts e é predominantemente uma desenvolvedora e fabricante de produtos para esportistas e atletas, incluindo calçados e roupas para esportes. O objetivo da empresa é produzir a melhor, mais inovadora e mais excitante marca esportiva e de lazer saudável do mundo.

Em 1979, Paul Fireman adquiriu a distribuição da Reebok para a América do Norte, proporcionando um grande crescimento na marca. A Reebok introduziu no mercado o primeiro tênis para mulheres, o "Freestyle", no ano de 1982. Este tênis para aeróbica iniciou o desenvolvimento do segmento de tênis esportivos para mulheres. Desde então, a Reebok tem revolucionado o mundo esportivo oferecendo produtos de alta tecnologia e design.

Em 1984, Paul Fireman compra a companhia dos Foster, e em 1986 a Reebok adquiriu a Rockport, uma das companhias mais importantes em design de tênis casuais de alto conforto. A Reebok firmou aliança com Greg Norman em 1991 e criou uma das linhas mais exclusivas de roupas de golfe e casual para homens.

No ano de 1997, adquire a licença exclusiva para a distribuição de tênis da Ralph Lauren nos Estados Unidos.

As oportunidades para expansão internacional da Reebok eram abundantes no final dos anos 80 enquanto suas oportunidades no mercado doméstico estavam diminuindo. A saturação do mercado doméstico de calçados esportivos, resultado do rápido crescimento e intensa competição, determinou estímulos em direção a um novo movimento de globalização da Reebok. Tal movimento tinha consideráveis implicações para Reebok porque ela também confrontava-se com dois problemas no mercado americano:

1. A dificuldade em ganhar participação no mercado doméstico ocorria quando a Reebok queria mais do que nunca vingar-se de sua queda para o segundo lugar na indústria. A combinação Nike/Reebok na participação de mercado manteve estável nos últimos cinco anos. Entre o momento da Nike e a presença crescente de outro forte competidor, a Reebok esperava pelo menos manter sua participação de mercado no período.

2. A pressão da Reebok em alta tecnologia e consequentemente produtos de altos preços contradizem a frieza do mercado e de seus tradicionais compradores. por calçados esportivos caros.

Atualmente a filosofia da Reebok tem sido a de firmar liderança tecnológica para seus produtos e dessa forma obter ganhos de imagem de sucesso para seus produtos a longo prazo. Esta aparente contradição entre os altos custos dos avanços tecnológicos e a compra de modelos durante a recessão podem influenciar nas decisões de mudança nas vendas dirigidas aos mercados internacionais que não tão severamente afetados pela recessão. As oportunidades internacionais para Reebok foram considerados excelentes veículos que poderiam sustentar esta filosofia no futuro e ajudar a Reebok a recuperar sua liderança no mercado de sapatos esportivos.

A National Football League (NFL) e a Reebok International firmaram um contrato de exclusividade por dez anos para a fabricação e distribuição de uniformes e acessórios de jogo em lojas (2000). Durante a temporada de 2002 a Reebok forneceu o uniforme de jogo para os 32 times da NFL e a produção de réplicas e acessórios para venda em loja.

Em 2001, a National Basketball Association (NBA) e a Reebok formaram uma aliança estratégica por dez anos onde a Reebok desenhará, produzirá com exclusividade os uniformes de jogo e réplicas da NBA, da Women´s National Basketball Association (WNBA) e da National Basketball Development League (NBDL) nos Estados Unidos.

No Brasil, a marca é explorada pela Vulcabrás do Nordeste S/A, empresa do Grupo Grendene. A Vulcabrás possui licença de exploração até 2012. Patrocinou o Vasco da Gama entre 2006 e 2008, onde fez em 2007 camisas personalizadas de Romário, que naquele ano fez o histórico gol 1000.

Atualmente é a segunda marca mais vendida no Brasil, ficando atrás da Nike.

Patrocínios[editar | editar código-fonte]

Equipes[editar | editar código-fonte]

Jogadores e ex-jogadores[editar | editar código-fonte]

Pilotos[editar | editar código-fonte]

{{Navbox |nome = Vulcabras-Azaleia |título = Vulcabras-Azaleia |imagem = Logo Vulcabras-azaleia.png |state = autocollapse |above = Milton Cardoso dos Santos Filho  · Pedro Grendene Bartelle |list1 = Marcas: Azaleia  · AZ  · Dijean  · Funny  · OLK  · Olympikus  · Reebok  · Botas Vulcabras