Resolução 181 do Conselho de Segurança das Nações Unidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Small Flag of the United Nations ZP.svg
Resolução 181
do Conselho de Segurança da ONU
Data: 7 de agosto de 1963
Reunião  nº.: 1.056
Código: S/5386 (Documento)

Votos: A favor: 9 Abs.: 2 Contra: 0
Assunto: Questão relativa às políticas do apartheid do Governo da República da África do Sul
Resultado: Aprovada

Composição do Conselho de Segurança em 1963:
Membros permanentes:

 CHN
 FRA
 UK
 USA
 USSR

Membros não-permanentes:
 BRA
 GHA
 MAR
 NOR
 PHI
 VEN

Resolução 181 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, foi aprovada em 7 de agosto de 1963, se preocupou com o acúmulo de armas da República da África do Sul e os temores de que essas armas podem ser usadas ​​para promover o conflito racial no país. O Conselho apelou ao governo da África do Sul para abandonar a sua política de apartheid, como a primeira condição solicitada pela Resolução 134, e apelou a todos os Estados para que cessem voluntariamente a venda e remessa de todas as armas, munições e outros equipamentos militares para a África do Sul.

Foi aprovada com 9 votos, e duas abstenções da França e do Reino Unido. No entanto, a resolução teve pouco efeito imediato sobre a conduta do regime na África do Sul.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Hilaire, Max. United Nations law and the Security Council. [S.l.]: Ashgate Publishing, Ltd., 2005. p. 256. ISBN 978-0-7546-4489-7

Ligações externas[editar | editar código-fonte]