Semente da serpente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde novembro de 2007). Ajude e colabore com a tradução.

A semente da serpente é a doutrina religiosa que entende que o pecado original teria transcorrido com um ato sexual entre Eva e Satanás, decorrendo uma linha de descendência satânica a partir de Caim. A doutrina tem origem em alguns textos rabínicos.

Na tradução do Antigo Testamento, a partir do aramaico ou do hebreu, a palavra "semente" quase sempre é transliterada com o sentido de Progenitor, como uma metáfora de Fertilidade.

Os que defendem esta doutrina, acreditam que os tradutores, com o passar do tempo deixaram de fazer estas referências em suas traduções, reduzindo o impacto do conceito.

Em tempos modernos, alguns grupos religiosos tem se identificado com esta doutrina, sendo os mais notáveis William Marrion Branham, Arnold Murray e Sherry Shriner entre outros.

A doutrina extrai-se do texto bíblico expresso no livro de Gênesis 3:15, que diz:

Cquote1.svg E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. Cquote2.svg

A doutrina de William Marrion Branham[editar | editar código-fonte]

Os ensinamentos de William Branham acerca desta doutrina estão documentadas no livro A semente da serpente, transliterado da gravação de um culto realizado em 1958, e disperso em outras pregações anteriores. De acordo com Branham, a queda da humanidade, com Adão e Eva, deu-se com o fruto proibido, interpretado este como a relação sexual que teve Eva com a Serpente, que até então não tinha a forma reptilícia, mas de um quase-humano, que caminhava com os pés. Desta união teria nascido Caim, como filho da Serpente, gêmeo de Abel, este filho de Adão. Caim, desta forma, seria um ser híbrido, levando adiante os genes da serpente quando se uniu às filhas de Adão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]