Surfactante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Tensoativo. (desde abril de 2012)
(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.).
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Surfactante é uma palavra derivada da contração da expressão “surface active agent”, termo que significa, literalmente, agente de atividade superficial. Outro termo em português que designa o mesmo tipo de substância é tensoativo. O surfactante (ou tensoativo) é um composto caracterizado pela capacidade de alterar as propriedades superficiais e interfaciais de um líquido. O termo interface denota o limite entre duas fases imiscíveis, enquanto o termo superfície indica que uma das fases é gasosa. Outra propriedade fundamental dos surfactantes é a tendência de formar agregados chamados micelas que, geralmente, formam-se a baixas concentrações em água. A concentração mínima na qual inicia-se a formação de micelas chama-se concentração micelar crítica (CMC), sendo esta uma importante característica de um surfactante. Estas propriedades tornam os surfactantes adequados para uma ampla gama de aplicações industriais envolvendo: detergência, emulsificação, lubrificação, capacidade espumante, capacidade molhante, solubilização e dispersão de fases. Quando o surfactante é produzido por um microrganismo é chamado biossurfactante.

Surfactante Alveolar[editar | editar código-fonte]

Neonatologia[editar | editar código-fonte]

Surfactante Alveolar é uma espécie de substância secretado dentro dos alvéolos pela membrana alveolar, é uma mistura de moléculas lipoproteicas, produzidas pelas células secretoras do epitélio alveolar. Também conhecida como agente tensoativo, essa substância reduz a tensão superficial do líquido presente nos alvéolos. Substância Surfactante é uma lipoproteína que diminui a força de coesão entre moléculas de água localizadas na membrana alveolar; suas células secretoras são globosas e denominadas Pneumócitos II. Sua produçao começa na 30ª semana de gestação e é essencial que esteja sendo produzido em quantidade suficiente ao nascimento do feto, pois do contrário haverá o colabamento dos alvéolos quando o recém-nascido entrar em contato com o ar.

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Surfactante na maioria das vezes utilizados na agricultura correspondem a um aumento de 25 % da eficiência dos produtos

O surfactante é um agente tensoativo na água, o que significa que ele reduz acentuadamente a tensão superficial da água. Na verdade trata-se de uma mistura complexa de vários fosfolipídios, proteínas e íons que nos alvéolos é responsável por manter a tensão superficial variável impedindo que os alvéolos se colabem criando o que chamamos de interdependência alveolar.

O surfactante não se dissolve uniformemente na água por ser uma substância estruturalmente anfipática. Em outras palavras, possui uma cabeça hidrofílica que se dissolve na água, e duas caudas hidrofóbicas que se orientam em direção ao ar.

Referências[editar | editar código-fonte]

GUYTON, Athur C.; HALL, John E. - Tratado de Fisiologia Médica - 10ª edição - Editora Guanabara Koogan, Rio de janeiro, 2002, p. 408.

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.