Teresa Carreño

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Teresa Carreño, 1916.jpg

María Teresa Carreño García de Sena (Caracas, 22 de dezembro, 1853Nova Iorque, 12 de junho, 1917) foi uma pianista, cantora, compositora, e maestrina Venezuelana.

Em 1862, sua família emigrou para Nova Iorque, aos 8 anos de idade, fez sua estréia no Irving Hall. Em 1863, apresentou-se por Abraham Lincoln na Casa Branca. Aos 9 anos debuta como solista com a Orquesta Filarmónica de Boston. Em 1866, mudou-se para a Europa, e começou a excursionar, fazendo sua estréia como cantora de ópera em 1876.


Placa comemorativa

Obra[editar | editar código-fonte]

Estão entre as peças mais conhecidas da pianista:

  • El vals de Teresita, dedicada a uma das suas filhas
  • La cesta de flores, op. 9
  • Marcha fúnebre op. 11
  • La oración, op. 12, pela morte de sua mãe
  • Himno a Bolívar
  • Saludo a Caracas
  • Himno al ilustre americano
  • Mazurca de salón
  • Une revue à Prague
  • La nota falsa
  • Balada op. 15
  • Danza venezolana.

Gravações[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]