Vampire Weekend

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vampire Weekend
Vampire Weekend 8 8 09.jpg
Informação geral
Origem Nova Iorque, Nova Iorque
País  Estados Unidos
Gênero(s) Indie rock
Indie pop
Worldbeat
Dance punk
Período em atividade 2006 – atualmente
Gravadora(s) XL Recordings
Página oficial vampireweekend.com
Integrantes Ezra Koenig
Rostam Batmanglij
Chris Tomson
Chris Baio

Vampire Weekend é uma banda de indie rock de Nova York, formada em 2006 e assinada com a gravadora XL Recordings.

História[editar | editar código-fonte]

Vampire Weekend ganhou atenção devido a uma variedade de blogs, como o Stereogum.[1] A banda foi influenciada pela música popular africana e a música ocidental clássica, descrevendo seu gênero como "Upper West Side Soweto", tocando músicas como "Cape Cod Kwassa Kwassa".

Os membros da banda se conheceram enquanto frequentavam a universidade (Columbia University). Eles próprios produziram seu primeiro álbum depois de se formarem, enquanto faziam muitos trabalhos simultaneamente.

Em 2007, o terceiro single da banda, "Cape Cod Kwassa Kwassa", foi o 67º colocado na lista de 100 melhores músicas do ano da Rolling Stone, e em Novembro, eles viajaram para o Reino Unido com os The Shins.[2] [3] Eles foram eleitos "A melhor nova banda do ano" pela Spin.[4]

Primeiros dias e o álbum de lançamento (2006-2008)[editar | editar código-fonte]

Em 2007, a música “Cape Cod Kwassa Kwassa”, do Vampire Weekend, ficou na 67ª colocação na lista das 100 Melhores Músicas do Ano da Rolling Stone. Em novembro de 2007, fizeram uma turnês pela Inglaterra com a banda The Shins. Foram declarados “A Melhor Nova Banda do Ano” pela revista Spin em março de 2008, e foram a primeira banda a ser capa da revista depois do lançamento do primeiro álbum. Quatro músicas do primeiro álbum da banda fez parte do “Triple J Hottest 100” de 2008.

O álbum de estreia “Vampire Weekend” foi lançado em 29 de janeiro de 2008. Foi sucesso nos Estados Unidos da América e Reino Unido, ficando com o número 15 no “UK Albums Chart” e com o número 17 na “Billboard 200”. Quatro singles foram lançados com o álbum; enquanto “A-Punk” atingiu o número 25 na ‘Billboard Modern Rock’ e número 55 na ‘UK Singles Chart’, “Oxford Comma” atingiu o número 38 no Reino Unido. “A-Punk” ficou em 4º lugar na lista da Rolling Stone de melhores músicas de 2008. “A-Punk” também foi usada na abertura do filme Quase Irmãos, de Will Ferrell e John C. Reilly, e destaque do programa de televisão do Reino Unido The Inbetweeners, e nos jogos Guitar Hero 5 e LEGO Rock Band.

Após sua ascensão inicial à popularidade, eles passaram por um período onde a sua imagem começou a gerar controvérsia. Em 2008, Vampire Weekend foi apelidada de “banda mais branca” por Christian Lander, o criador do site “Stuff White People Like”, numa entrevista ao site Salon.com. Críticos e antifãs desprezaram a banda por se apropriar de elementos do terceiro mundo enquanto eram privilegiados frequentadores da Ivy League (grupo de oito prestigiadas universidades privadas dos EUA). Essa situação foi ainda mais alimentada por conta do Vampire Weekend citar que a música punk rock, notavelmente The Clash, ser a maior influência do trabalho deles, sendo que sua música e imagem não correspondem ao punk convencional. Durante o verão de 2008, Vampire Weekend apresentou-se no Central Park SummerStage.

No ano de 2011, o single "Cousins" foi colocado na trilha sonora do jogo Pro Evolution Soccer 2011, e em 2013, "Worship You", na trilha sonora de FIFA 14

Membros da banda[editar | editar código-fonte]

Antigos projetos[editar | editar código-fonte]

  • Antes de formar a banda, Ezra Koenig e o baterista Chris Tomson formaram o L'Homme Run, um grupo de rap que Ezra formou durante seu tempo na faculdade. O grupo era para ser engraçado, mas não necessariamente uma piada.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

EPs[editar | editar código-fonte]

  • Vampire Weekend EP (2007)

Singles[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Entrevistas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]