Virgil Donati

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Virgil Donati
Informação geral
Nascimento 22 de Outubro de 1958 (55 anos)
Origem Melbourne, Austrália
Gênero(s) Progressivo Fusion
Instrumento(s) Bateria
Período em atividade 1972 – atualmente
Afiliação(ões) Planet X
Página oficial Virgildonati.com

Virgil Donati (nascido em 22 de Outubro de 1958) é um baterista australiano. Atualmente toca na banda Planet X e também em vários projetos paralelos. Recentemente, participou de uma turnê com o artista Francês Michel Polnareff em shows europeus esgotados.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Virgil é mais conhecido por sua velocidade e habilidades altamente técnicas. Usa a baqueta no estilo traditional grip e é proeficiente também em teclado.

Seu kit Pearl consiste em um bumbo de 22x18, tom de 10x9, tom de 12x9, tom 14x12, surdo de 16x16, surdo de 18x16, caixa Virgil Donati Signature de 14x5 acompanhada de uma caixa sopranino. Ele também usa frequentemente 'air toms' que são tons que ficam na altura da cabeça. Virgil também usa hardware Pearl. É endorser dos pratos Sabian, peles Remo e baquetas Vater.

Virgil é descendente de italianos e nasceu em Melbourne na Austrália. Ganhou sua primeira bateria aos 3 anos de idade.[1] .

Começou a tocar com a banda de baile de seu pai, e continuou a tocar nesses shows até aos 6 anos. Começou a fazer aulas com 7 anos com Brian Czempinski e mais tarde com Graham Morgan, hoje uma lenda da bateria australiana.

Ele montou sua primeira grande banda de rock e assinou com sua primeira grande gravadora aos 15 anos. No início a banda se chamava Cloud Nine, mas depois mudou seu nome para Taste. Sobretudo, gravou 3 álbuns com a banda Taste [1] e como resultado, mostrou suas habilidades tanto no palco como no estúdio.

Donati abandonou a escola com 16 anos, focando-se principalmente em estudar bateria, e também piano, praticando todos os dias. Nessa época ele gastou a maior parte do seu tempo nos Estados Unidos tocando com um número grande de bandas. Tocando 6 noites por semana com Taste foi o que realmente o ajudou. Australia era muito isolada tão distante assim como livros de estudo e grande turnês internacionais, então ele teve que confiar em sua própria motivação e ouvir discos.

Com a coleção de discos de seu pai, inclindo álbuns de Louie Bellson e Buddy Rich, Virgil rapidamente se tornou um fã desses grandes bateristas de jazz, tentando reproduzir seus solos.

O primeiro baterista de rock que causou um grande impacto em sua vida foi Ian Paice do Deep Purple. Donati ficou impressionado com sua definição e poder, características por quais se tornaria famoso.

Estudar se tornou um modo de vida para Virgil, que tentou aprender tantos estilos diferentes quanto possível, perimitindo lidar com qualquer situação musical com que ele encontrasse.

Com 19 anos Virgil viajou para os Estados Unidos para estudar com Philly Joe Jones, e na Dick Groves School em Los Angeles. Também teve aulas com o especialista em caixa Murray Spivack.

Retornou a Australia com 21 anos, quando sua carreira finalmente decolou. Tocando jazz com Allan Zavod e Brian Brown, e rock com Peter Cupples' band.

Sua banda pop, The State que mudou seu nome para Southern Sons, levou Virgil ao primeiro gosto da fama internacional; com seu disco de estréia homônimo vendeu multi-platina e lançou o hit internacional 'Heart In Danger'.\

Durante os anos 1980, o estilo incrível de Donati fez participação com a banda de jazz fusion de Melbourne 'Loose Change', que mais tarde se chamou 'Changes'.

O primeiro sucesso foi em 1995, quando o primeiro álbum solo de Virgil Stretch foi lançado para bateristas do mundo inteiro. Em 1999 Virgil lançou On The Virg: Serious Young Insects pela gravadora de Melbourne Vorticity Music. Com faixas de tempo quebrado como Native Metal esse álbum colocou Virgil no status de gênio musical progressivo. a faixa Alien Hip-Hop definiu sua habilidade de poliritmia em double bass dentro de compasso 4/4.

Virgil foi votado como o apresentador de clínicas número 1 em 2004 por leitores da popular revista Modern Drummer. Sua banda 'Planet X', formada após uma colaboração no álbum solo de Derek Sherinian de 1999 "Planet X", é uma das bandas mais técnicas de fusion progressivo, influenciando diversos músicos. Lançaram três álbuns de estúdio; Universe,Moonbabies, Quantum e um álbum ao vivo, Live From Oz. Virgil também fez várias apresentações ao vivo no mundo inteiro com líderes do fusion Scott Henderson e Tribal Tech.

Seu site oficial virgildonati.com, além de várias seções, apresenta uma extensa galeria, videos, amostras de audio de seus álbuns, e - sendo pioneiro nos sites de bateria com - lições online mais um crescente fórum de mais de 10.000 bateristas de todo o mundo, discutindo e aprendendo sobre Virgil e bateria em geral.

Em 15 de Março de 2007, seu site oficial Virgildonati.com lançou um DVD duplo especial em Digipak de seu workshop em Stockholm durante o festival Bass n' Drum de 2005. Produzido inteiramente por Virgil Donati e Christopher Nalbandian (o webmaster do site Virgildonati.com), tem sido muito bem aceito por bateristas e percussionistas, com Virgil demonstrando sua mais avançada técnica.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Solo[editar | editar código-fonte]

Bandas[editar | editar código-fonte]

Músico Participante[editar | editar código-fonte]

Videografia[editar | editar código-fonte]

Algumas das bandas, projetos ou artistas com os quais Donati ja tocou são:

Referências[editar | editar código-fonte]