Vostok V

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vostok 5 Ястреб (Yastreb - "Hawk")
Insígnia da missão
Sinal de chamada Ястреб (Yastreb - Falcão)
Estatísticas da missão
Número de tripulantes 1
Lançamento 14 de junho de 1963
11:58 UTC
Cosmódromo de Baikonur
Aterrissagem 19 de junho de 1962
11:06 UTC
53°3′N 67°6′E
Órbitas 82
Duração 4d 23h 07min
Imagem da tripulação
Valeri Bykovsky
Valeri Bykovsky
Navegação
Último
Último
Vostok 3 4 Mission Patch.svg Vostok 4
Vostok 5-6 mission patch.jpg Vostok 6
Próximo
Próximo

Vostok 5 foi a quinta missão do Programa Vostok, o primeiro projeto tripulado do programa espacial soviético, realizada em um voo simultâneo com a Vostok 6. O cosmonauta desta missão foi Valery Bykovsky. O voo ocorreu entre 14 e 19 de junho de 1963. Originalmente planejada para uma semana, a missão durou apenas cinco dias devido a problemas técnicos.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Parâmetros da missão[editar | editar código-fonte]

Missão[editar | editar código-fonte]

Os principais objetivos da missão, além da aproximação em órbita com a Vostok 6, eram o estudo de diversos fatores da falta de gravidade no corpo humano, experiências médico-biológicas e uma nova elaboração e melhoria nos sistemas da espaçonave.

O lançamento do Cosmódromo de Baikonur foi adiado várias vezes devido à alta atividade solar e a problemas técnicos com a Vostok. Combinado com uma anormal atividade atmosférica graças à incomum atividade solar, a cápsula rapidamente perdeu altura em órbita e a temperatura em seu interior atingiu altos níveis de calor.[1]

As naves Vostok 5 e Vostok 6 ficaram a uma distância de 5 km uma da outra, permitindo comunicação por rádio entre as duas naves. A missão tinha sido planejada para um recorde de oito dias em órbita, no entanto, os problemas decorrentes da atividade solar combinados com falhas técnicas apressaram o retorno, ordenado pelo controle de terra.

Bykovsky sofreu com um problema não especificado de seu sistema de lixo, que tornou as condições da cabine muito desconfortáveis. Houve problemas de temperatura no módulo de equipamentos e ocorreu novamente o problema com o módulo de reentrada.

A Vostok 5 pousou na tarde de 19 de junho nas pradarias casaques, dois km a oeste de Karatal, vila no norte do Casaquistão. Bykovsky, ejetado da nave durante a descida, como os cosmonautas anteriores, desceu de pára-quedas a dois km dela, entre duas árvores, e foi transportado até o local do pouso por moradores do lugar.[1] Um monumento, que retrata um cosmonauta flutuando num traje de voo, cercado por estrelas, telescópios, planetas e o sol, foi erguido no local.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Vostok 5 Astronautix. Visitado em 24/05/2011.
  2. Google Maps - Vostok 5 Landing Site - Stone Monument Photo. Visitado em 2010-12-29.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]