Walter Block

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Walter Block
Nascimento 21 de agosto de 1941 (73 anos)
Brooklyn, Estados Unidos
Nacionalidade Americano Estados Unidos
Ocupação Economista
Influências
Escola/tradição Escola Austríaca
Página oficial
WalterBlock.com

Walter Edward Block (21 de agosto de 1941) é um economista e teórico americano, pró-livre mercado, libertário e anarcocapitalista associado a Escola Austríaca. Ele é um membro sênior do Instituto Ludwig von Mises em AuburnAlabama.

História familiar e educação[editar | editar código-fonte]

Block nasceu no Brooklyn, Nova Iorque de Abraham Block, um contador público, e Ruth Block, uma paralegal, ambos descritos como "liberais" (progressistas). Obteve sua licenciatura em filosofia no Brooklyn College, onde foi um membro do equipe de natação Varsity. Block obteve seu Ph.D. em economia da Universidade de Columbia e escreveu sua dissertação sobre o controle de aluguéis.

Antes de se converter ao protestantismo, no passado, Block identificava-si como um "ateísta devoto".

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Block agora ocupa a presidência de cátedra Harold E. Wirth de economia na Universidade Loyola em Nova Orleans. A partir de 1979 a 1991, foi economista sênior do Fraser Institute, e, a partir de 1998 a 2002, foi membro da Junta de Síndicos do Instituto Aspen. Além de sua posição na faculdade de Loyola, Block é também membro facultativo superior do Ludwig von Mises Institute para Economia Austríaca. Sua obra mais famosa é Defendendo o Indefensável, do qual disse John Stossel, "Defendendo o Indefensável… me abriu os olhos as belezas do libertarianismo". Explica que grande parte do que se supõe mal - não o é.

Lew Rockwell do Mises Institute disse o seguinte sobre o papel ativo de Walter Block no moderno libertarianismo:

"Murray Rothbard, em sua vida, era conhecido como o Sr. Libertário. Podemos afirmar que o título agora pertence a Walter Block, um estudante de Rothbard cuja própria vida é tão cheia quanto a lista telefônica de uma grande cidade, e tão diversa como a Wikipedia. Se ele está escrevendo sobre direito econômico, teoria econômica, ética, política de secessão, drogas, estradas, educação, política monetária, teoria social, sindicatos, linguagem política, ou qualquer outra coisa, sua prosa queima com paixão pela seguinte idéia: se os problemas humanos vão ser resolvidos, a solução se encontra em permitir uma maior liberdade."

Introdução ao libertarianismo[editar | editar código-fonte]

Walterblock.jpg

O pensamento da juventude de Block se caracterizou pelo pensamento esquerdista. Em uma entrevista na Austrian Economics Newsletter, Block declarou: "Na década de cinquenta e sessenta, eu era só mais um comunista no Brooklyn." Block credita sua "conversão" ao libertarianismo as reuniões pessoais com Ayn Rand, pensadora do objetivismo e minarquista, enquanto era um estudante. Alan Greenspan estava presente em alguns desses encontros. Como Block descreve: "Em 1963, quando eu era um veterano no Brooklyn College, Ayn Rand chegou ali para dar uma conferência. Eu assisti, junto com cerca de 3.000 colegas, principalmente estudantes esquerdistas, com o fim de vaiar e assoviar…"

Block posteriormente foi almoçar com Ayn Rand, Nathaniel Branden, e Leonard Peikoff. Depois de difícil almoço com Block em que buscaram demostrar a superidade do capitalismo, Branden fez um acordo com ele, mas impôs duas condições prévias: em primeiro lugar, que a conversa não terminasse naquela reunião, deveria seguir até que tivesse logrado uma resolução. Block disse: "ou ele me mostraria que eu estava em caminhos errados, ou eu o mostraria que ele estava. Em segundo lugar, que lesse os livros que mais tarde me recomendasse (Atlas Shrugged de Ayn Rand e A economia em uma lição por Henry Hazlitt)."

Embora Block credite a Ayn Rand, Branden, e outros objetivistas por seu interesse inicial na teoria do laissez faire em geral, ele diz de Murray Rothbard:

"Depois me reuni com Murray, ao que levou provavelmente uns 15 minutos para converter me em anarcocapitalista, a posição que tenho mantido desde então... Em retrospectiva, antes de minha reunião com Murray, eu estava nove décimos de abraçar o anarcocapitalismo; tudo que necessitava era de um pequeno empurrão na mesma direção que já vinha desde algum tempo."

Contratos de escravidão[editar | editar código-fonte]

Block é um dos principais defensores libertários dos contratos (voluntários) de escravidão, argumentando que são um tipo "genuíno de contratos", e que impedi-los seria roubo, e faz criticas aos libertários que se opõe a escravidão voluntária como incompatível com seus princípios. Block pretende fazer "um pequeno ajuste", que supostamente "reforçaria" o libertaranismo, supostamente tornando o mais "coerente". Afirma que sua posição demonstra que um contrato que se baseia na propriedade privada [pode] chegar aos mais distantes reinos da interação humana, incluindo voluntários contratos de escravidão".

Endosso[editar | editar código-fonte]

Em 17 de fevereiro de 2006. Dr. Walter Block expressou publicamente seu apoio ao Projeto de Estado Livre (FSP), sigla em inglês. Ele é citado dizendo:

"Vocês estão fazendo um trabalho de Lord. O Projeto de Estado Livre é uma das idéias práticas mais recentes de promoção da liberdade que saiu do movimento libertário no passado recente. Vocês podem ter sucesso para além de seus sonhos e assim demonstrar empiricamente os benefícios e bençãos da liberdade."

Livros[editar | editar código-fonte]

Como autor[editar | editar código-fonte]

  • Defending the Undefendable (1976; translated into Chinese, Dutch, French, Italian, Portuguese, and Romanian languages) ISBN 0-930073-05-3
  • A Response to the Framework Document for Amending the Combines Investigation Act (1982)
  • Focus on Economics and the Canadian Bishops (1983)
  • Focus on Employment Equity: A Critique of the Abella Royal Commission on Equality in Employment (with Michael A. Walker; 1985)
  • The U.S. Bishops and Their Critics: An Economic and Ethical Perspective (1986)
  • Lexicon of Economic Thought (with Michael A. Walker; 1988)
  • Economic Freedom of the World, 1975-1995 (with James Gwartney, Robert Lawson; 1996)
  • The Privatization of Roads and Highways: Human and Economic Factors (2006)

Como editor[editar | editar código-fonte]

  • Zoning: Its Costs and Relevance for the 1980s (Ed.; 1980)
  • Rent Control: Myths & Realities (Ed. with Edgar Olsen; 1981)
  • Discrimination, Affirmative Action and Equal Opportunity (Ed. with Michael A. Walker; 1982)
  • Taxation: An International Perspective (Ed. with Michael A. Walker; 1984)
  • Economics and the Environment: A Reconciliation (Ed.; 1985; translated into Portuguese 1992) ISBN 0-88975-067-X
  • Morality of the Market: Religious and Economic Perspectives (Ed. with Geoffrey Brennan, Kenneth Elzinga; 1985)
  • Theology, Third World Development and Economic Justice (Ed. with Donald Shaw; 1985)
  • Reaction: The New Combines Investigation Act (Ed.; 1986)
  • Religion, Economics & Social Thought (Ed. with Irving Hexham; 1986)
  • Man, Economy and Liberty: Essays in Honor of Murray N. Rothbard (Ed. with Lew Rockwell; 1988)
  • Breaking the Shackles; the Economics of Deregulation: A Comparison of U.S. and Canadian Experience (Ed. with George Lermer; 1991)
  • Economic Freedom: Toward a Theory of Measurement (Ed.; 1991)
  • Libertarian Autobiographies (Ed.; forthcoming)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.