Ícaro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura por alguma outra definição de Ícaro, veja Ícaro (desambiguação).
Ícaro
Ícaro e Dédalo
Charles Paul Landon
Pais Dédalo

Ícaro (em grego: Ἴκαρος; em latim: Icarus; em etrusco Vicare), na mitologia grega, era o filho de Dédalo e é comumente conhecido pela sua tentativa de deixar Creta voando – tentativa frustrada em uma queda que culminou na sua morte nas águas do mar Egeu, mais propriamente na parte conhecida como mar Icário.

Ícaro[editar | editar código-fonte]

Ícaro era filho de Dédalo e de uma escrava de Perséfone,deusa das ervas, flores, frutos e perfume. Dédalo descende do próprio Zeus, uma vez que Dédalo era filho de Alcipe, que era filha de Ares, que por sua vez era filho de Zeus e Hera.

Dédalo, expulso por ter matado seu sobrinho Talo, refugiou-se na ilha de Creta, junto ao rei Minos. Após o nascimento do Minotauro, fruto dos amores entre Pasífae (mulher de Minos) e um touro divino (V. Minos), ele e seu filho Ícaro construíram o labirinto do Minotauro, no qual aprisionou o monstro. Tempos depois, o Minotauro foi morto por Teseu (V. Teseu e V. Minotauro).

Após a morte do Minotauro, Dédalo ficou preso, juntamente com seu filho, no labirinto. Então construiu asas artificiais a partir da cera do mel de abelhas e penas de gaivota. Dessa forma conseguiu fugir. Antes, porém, alertou ao filho que não voasse muito perto do Sol, para que esse não pudesse derreter a cera das asas, e nem muito perto do mar, pois esse poderia deixar as asas mais pesadas. No entanto Ícaro não ouviu os conselhos do pai e tomado pelo desejo de voar próximo ao Sol, acabou por se despenhar e caiu no mar Egeu, enquanto seu pai, chorava, voando para a costa. Ao chegar à Sicília, foi acolhido na casa do rei Cócalo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências