253 Mathilde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mathilde
Imagem da NASA de 253 Mathilde.
Número 253
Data da descoberta 12 de novembro de 1885
Descoberto por Johann Palisa
Categoria Cinturão principal
Elementos orbitais
Semieixo maior 2,645134617 UA
Perélio 1,9394293 UA
Afélio 3,35085789 UA
Excentricidade 0,26679620
Período orbital 1571,347765 d (4,30211572 a)
Inclinação 6,743283º
Características físicas
Dimensões 52,8[1] km
(66×48×46 km[2]) km
Magnitude absoluta 10,20[1]

253 Mathilde /məˈtɪldə/ é um asteroide do cinturão principal que possui uma magnitude absoluta de 10,20[1] e tem um diâmetro com aproximadamente 50 km.

Descoberta e nomeação[editar | editar código-fonte]

253 Mathilde foi descoberto no dia 12 de novembro de 1885, pelo astrônomo Johann Palisa trabalhando no Observatório de Viena. O nome do asteroide foi sugerido por Lebeuf, em homenagem de Mathilde, esposa de Moritz Leowy, que era o vice-diretor do Observatório de Paris.[3][4]

Características físicas[editar | editar código-fonte]

253 Mathilde é um primitivo asteroide tipo C, o que significa que a superfície tem uma elevada proporção de carbono; dando-lhe uma superfície escura que reflete apenas 4% da luz que incide sobre ele.[5]

Em 27 de junho de 1997, a sonda NEAR Shoemaker passou dentro de 1212 quilômetros de 253 Mathilde enquanto se movia a uma velocidade de 9,93 km/s. Esta abordagem perto permitiu que a sonda espacial capturasse mais de 500 imagens da sua superfície,[5] e forneceu dados para determinações mais precisas das dimensões e massa do asteroide (com base na perturbação gravitacional da sonda espacial).[6] No entanto, apenas um hemisfério de 253 Mathilde foi fotografado durante o sobrevoo.[7]

Características orbitais[editar | editar código-fonte]

A órbita de 253 Mathilde tem uma excentricidade de 0,26679620 e possui um semieixo maior de 2,645134617 UA. O seu periélio leva o mesmo a uma distância de 1,9394293 UA em relação ao Sol e seu afélio a 3,35085789 UA.[1]

Ele tem uma órbita relativamente elíptica que requer mais de quatro anos para completar uma volta em torno do Sol. Este asteroide tem uma taxa anormalmente lenta de rotação, exigindo 17,4 dias para completar uma revolução de 360° em torno do seu eixo.[5]

Exploração[editar | editar código-fonte]

Este asteroide foi visitado pela sonda espacial NEAR Shoemaker durante o mês de junho de 1997, quando a esta sonda estava a caminho do asteroide 433 Eros. Durante o sobrevoo, a sonda fotografou um hemisfério do asteroide, revelando muitas crateras grandes. Ele foi o primeiro asteroide tipo C a ser explorado e, até 21 Lutetia ser visitado em 2010, ele era o maior já asteroide visitado por uma sonda espacial. Este foi apenas o terceiro asteroide estudado a partir de uma distância próxima, na sequência de 951 Gaspra e 243 Ida.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Unless otherwise noted, parameters are per: Yeomans, Donald K. (29 de agosto de 2003). «253 Mathilde». JPL Small-Body Database Browser. NASA. Consultado em 29 de agosto de 2007 
  2. J. Veverka; et al. (1999). «NEAR Encounter with Asteroid 253 Mathilde: Overview». Icarus. 140 (1): 3–16. Bibcode:1999Icar..140....3V. doi:10.1006/icar.1999.6120 
  3. Moore, Sir Patrick (1999). The Wandering Astronomer. [S.l.]: CRC Press. ISBN 0-7503-0693-9 
  4. Savage, D.; Young, L.; Diller, G.; Toulouse, A. (fevereiro de 1996). «Near Earth Asteroid Rendezvous (NEAR) Press Kit». NASA. Consultado em 29 de agosto de 2007 
  5. a b c d Williams, David R. (18 de dezembro de 2001). «NEAR Flyby of Asteroid 253 Mathilde». NASA. Consultado em 10 de agosto de 2006. Cópia arquivada em 18 de agosto de 2006 
  6. D. K. Yeomans; et al. (1997). «Estimating the mass of asteroid 253 Mathilde from tracking data during the NEAR flyby». Science. 278 (5346): 2106–9. Bibcode:1997Sci...278.2106Y. PMID 9405343. doi:10.1126/science.278.5346.2106. Consultado em 29 de agosto de 2007. Cópia arquivada em 1 de outubro de 2007 
  7. Cheng, Andrew F. (2004). «Implications of the NEAR mission for internal structure of Mathilde and Eros». Advances in Space Research. 33 (9): 1558–1563. Bibcode:2004AdSpR..33.1558C. doi:10.1016/S0273-1177(03)00452-6 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre 253 Mathilde
251 Sophia | 252 Clementina | 253 Mathilde | 254 Augusta | 255 Oppavia