A Sociedade Aberta e Seus Inimigos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


The Open Society and Its Enemies
A sociedade aberta e os seus inimigos (PT)
A sociedade aberta e seus inimigos (BR)
Autor (es) Karl Popper
Idioma Inglês
País  Reino Unido
Assunto Historicismo, Platão, Filosofia, Ciência Política, Ciências sociais
Editora Routledge
Lançamento 1945
Páginas 361 (volume 1), 420 (volume 2)
ISBN 978-0-691-15813-6 (1 volume 2013 edição de Princeton)
Edição portuguesa
Tradução Anabela Sottomayor, Catarina Labisa, Teresa Curvelo
Editora Fragmentos
Lançamento 1993
Edição brasileira
Tradução Milton Amado
Editora Ed. Itatiaia
Lançamento 1987

The Open Society and Its Enemies é uma obra de filosofia política escrita por Karl Popper, em dois volumes, durante a Segunda Guerra Mundial. O livro foi publicado pela primeira vez em Londres pela editora Routledge, em 1945.

A obra fez parte da lista dos modernos 100 melhores livros de não-ficção da Modern Library.[1]

No livro, Popper critica as teorias do historicismo teleológico em que a história se desenrolaria inexoravelmente de acordo com leis universais. Acusa Platão, Hegel e Marx de totalitários, por confiarem no historicismo para sustentar as suas filosofias políticas.

Referências

Ligação externa[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.