A Vendedora de Cupidos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde maio de 2011). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
A Vendedora de Cupidos
Autor(es) José Leon Machado
Idioma português
País Portugal Portugal
Assunto Segunda Guerra Mundial
Género romance
Linha temporal 1943-1945
Localização espacial Portugal
Arte de capa Fernanda Macahiba
Editora Edições Vercial
Lançamento Outubro de 2010
Páginas 450
ISBN 978-989-8392-13-8
Cronologia
O Cavaleiro da Torre Inclinada
A Planta Carnívora

A Vendedora de Cupidos é uma obra romanesca, da autoria do escritor José Leon Machado, que foi publicada em 2010. Nela são repescadas algumas das personagens do romance do mesmo autor Memória das Estrelas sem Brilho (2008), contando-se o que lhes aconteceu entre 1943-1945, em plena Segunda Guerra Mundial. O cenário é a Gralheira, uma hipotética aldeia nos arredores de Braga, onde uma empresa alemã explora uma mina de volfrâmio. Próximo da mina encontra-se a Quinta dos Barbadinhos, pertencente e um ex-emigrante no Brasil. A esposa deste, D. Glorinha, farta da indiferença do marido, inicia uma relação amorosa com o padre da aldeia. O padre morre em circunstâncias misteriosas, que obrigam o regedor a proceder a uma investigação que levará a revelações surpreendentes. O título da obra baseia-se num quadro de Joseph-Marie Vien, um pintor francês do século XVIII, que tem por título La Marchande d'Amours. Uma réplica deste quadro encontra-se na Quinta dos Barbadinhos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]