Alejandro Valverde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alejandro durante a Volta à França de 2005.

Alejandro Valverde Belmonte (Múrcia, 25 de abril de 1980) é um ciclista profissional espanhol que participa em competições de ciclismo de estrada. É considerado por muitos, o ciclista mais completo da actualidade. Conta com inúmeras vitórias, sendo de destacar os triunfos na Fléche Wallone e na Liège-Bastogne-Liège.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Dotado de uma grande explosão e de uma boa ponta final, Valverde é um excelente trepador mas também um homem para clássicas. Já foi vice-campeão do Mundo e em 2006 foi 3º nesses mesmos campeonatos.

Considerado um homem para o futuro, em 2005, foi o único a acompanhar Lance Armstrong na subida para o Courchevel que era considerada, uma das mais duras montanhas presentes nessa edição do Tour, acabando mesmo por vencer essa etapa. Porém, viu-se obrigado a abandonar quando vestia a camisola branca. Em 2006, numa das primeiras etapas, foi vítima de uma queda, fracturou a clávicula e foi outra vez forçado a abandonar.

Em 2006, depois das já referidas vitórias em 2 clássicas das Ardenas, terminou em 2º a Volta a Espanha, apenas sendo batido por Alexandre Vinokourov.

No ano de 2007, destacou-se nos Alpes mas nos Pirenéus não conseguiu acompanhar os melhores, terminando na 6ª posição. É considerado por muitos como um dos favoritos a vencer uma das próximas edições da "Grand Boucle".

No ano de 2009 é impedido de participar no Tour devido a castigo por consumo de doping em Itália. O seu ano viria a ser salvo pela vitória na Vuelta a España, onde conquistou também o prémio combinado.

Alejandro Valverde é conhecido por Sérgio Ribeiro espanhol, dadas as semelhanças entre os dois corredores.

Referências

  1. «Perfil na Sports Reference». Consultado em 6 de agosto de 2016. 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alejandro Valverde

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Sítio oficial