Almerinda Farias Gama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Almerinda Farias Gama (Maceió, 16 de maio de 1899 — ?) foi uma advogada, sindicalista e política brasileira, uma das primeiras mulheres negras a atuar na política brasileira.[1]

Mudou-se para Belém ainda criança, depois da morte do pai. Trabalhou como datilógrafa e também escreveu crônicas para o jornal A Província. Mudou-se em 1929 para o Rio de Janeiro, onde se tornou presidente do Sindicato dos Ditilógrafos e Taquígrafos. Apoiou a campanha de Bertha Lutz para a presidência da Federação Brasileira Pelo Progresso Feminino.

Almerinda Farias Gama e Carlota Pereira de Queirós foram as únicas mulheres na Assembléia Constituinte constituída em 1933.[2] Almerinda participou da Constituinte como delegada classista, representando o Sindicato dos Datilógrafos e Taquígrafos e a Federação do Trabalho do Distrito Federal. Candidatou-se a deputada federal em 1934, mas não se elegeu.[3][4] Foi dirigente do Partido Socialista Proletário do Brasil, ao lado de Plínio Gomes de Mello, Vasco de Toledo, Waldemar Rikdal, João Vitaca, Sabbatino José Casini, Euclides Vieira Sampaio, Orlando Ramos e Carlos Nogueira Branco.[5]

Em 1992, quando morava na zona suburbana do Rio de Janeiro, deu sua última entrevista. Não há registro da sua data de morte.[6] Em 2016, a prefeitura de São Paulo instituiu o Prêmio Almerinda Farias Gama para distinguir iniciativas na área de comunicação ligadas à defesa da população negra.[7]

Referências

  1. SILVA, Enaura Quixabeira Rosa e; BOMFIM, Edilma Acioli. Dicionário mulheres de Alagoas ontem e hoje. UFAL, 2007. Página 27
  2. Pioneiras de 34 eram apenas duas. Jornal do Brasil
  3. Almerinda Farias Gama Arquivado em 7 de maio de 2013, no Wayback Machine.. Mulher 500 anos
  4. Almerinda Farias Gama. FGV - CPDOC
  5. Memória: Plínio Mello. Teoria e Debate
  6. SCHUMAHER, Maria Aparecida. Dicionário mulheres do Brasil: De 1500 até a atualidade - Biográfico e ilustrado. Zahar, 200. Página 34
  7. Edital de concurso cultural n.º 02/SMPIR/2016. Prefeitura da Cidade de São Paulo
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.